Meu AdoroCinema
Missão Impossível - Efeito Fallout
Média
4,5
587 notas e 66 críticas
33% (22 críticas)
52% (35 críticas)
10% (7 críticas)
1% (1 crítica)
1% (1 crítica)
1% (1 crítica)
Você assistiu Missão Impossível - Efeito Fallout ?

66 críticas do leitor

cinetenisverde
cinetenisverde

Segui-los 26 seguidores Ler as 1 068 críticas deles

4,0
Enviada em 24/07/18
A maior satisfação da série Missão Impossível nos cinemas é que ela sempre entrega o que é esperado: gravações que se explodem em cinco segundos, vilões com maldade pura, o passado de Hunt o amaldiçoando, cenas de ação frenéticas, reviravoltas que acontecem sob um teto mal iluminado e, por fim, uma bomba e uma contagem regressiva. Bom, senhoras e senhores, tenho boas novas: dessa vez teremos duas bombas! Isso que é plot twist! (…) Da parte da história, voltamos à preocupação de Ethan Hunt (Tom Cruise) por sua ex-esposa, que remói desde Protocolo Fantasma por trazer dor e sofrimento desnecessários à personagem de Michele Monaghan que, convenhamos, é perfeita demais para ficar passando esses perrengues. Mesmo que seja com Tom Cruise.
Dudu S.
Dudu S.

Segui-los 4 seguidores Ler as 58 críticas deles

5,0
Enviada em 01/08/18
Excelente! Missão Impossível Efeito Fallout chega aos cinemas com tudo, sendo o melhor filme da franquia! O diretor Cristopher Macquarie mostra novamente, após a nova linha de direção do filme anterior - MI Nação Secreta, que ele é o melhor diretor para dirigir essa franquia, tirando o melhor do Tom Cruise, que também produtor e interfere na direção. Esse filme provavelmente é o melhor de sua carreira de diretor. Esse longa é uma continuação perfeita de seu antecessor, há fortes ligações entre os dois filmes. A história do filme é boa, as cenas de ação são muito insanas,como a cena dos helicópteros, a cena da moto e a cena que ele está perseguindo o personagem do Henry Cavil, que é um dos vilões do filme, com boas motivações. Ethan Hunt, como sempre faz loucuras que funcionam, tendo um grande destaque. Isla Faust é novamente a grande surpresa do longa, Benji como sempre é aquele que aporta cenas de humor, junto com o Luther. O Brant não aparece nesse filme, e não se explica onde ele está, mas isso não afeta a qualidade do longa. Os atores trabalham muito bem, principalmente o Tom Cruise que é um ator muito bom e perfeito no papel de Ethan Hunt, principalmente sob a direção atual. A Rebecca Ferguson também trabalha bem, sendo uma atriz muito boa. Simon Pegg, Sean Harris também trabalham bem. Henry Cavil trabalha bem, mudando sua imagem de ser apenas o Super Man. Eu amei esse filme, recomendo!
W. Bernardo
W. Bernardo

Segui-los Ler as 5 críticas deles

4,5
Enviada em 17/08/18
Vinte e dois anos após o lançamento do primeiro filme, chega aos cinemas o sexto capítulo da franquia cinematográfica baseada na popular série de tv dos anos 1960. E sem exagero, o novo filme do agente secreto Ethan Hunt nos leva para aquele raro território, em que a qualidade de uma sequência se encontra a quilômetros de distância da obra original. Não que Missão: Impossível (1996) ou suas continuações anteriores não sejam bons filmes, mas desta vez, estamos diante de um roteiro que chega aos limites da perfeição. Boa parte desta proeza se deve indiscutivelmente a seu protagonista. Tom Cruise mais uma vez dispensou seus dublês e aos 56 anos protagonizou algumas das cenas de ação mais radicais e arriscadas dos últimos anos. Seja em uma fuga alucinante nas ruas de Paris, em um salto de avião há mais de 25 mil pés de altitude, saltando de um prédio para outro ou pilotando um helicóptero entre perigosas cordilheiras, a escolha do astro de fazer tudo por conta própria e na raça, faz a experiência cinematográfica ficar mais realista e admirável. Quem assume a direção do longa é novamente Christopher McQuarrie, que já havia feito um ótimo trabalho no filme anterior lançado em 2015, e que agora eleva ainda mais o nível da produção. Aliás, Efeito Fallout é uma sequência direta de Nação Secreta, trazendo de volta o vilão Solomon Lane (Sean Harris) e revelando toda a sua influência sobre a organização terrorista “o Sindicato” e seus fiéis aliados, conhecidos como os Apóstolos. Tendo como ponto de partida a busca incansável por três núcleos de plutônio roubados pelos Apóstolos para um ataque de dimensões catastróficas, M:I:6 apresenta ao longo de sua história um confronto ideológico, físico e verbal entre Ethan Hunt e o agente especial August Walker (Henry Cavill), que acompanha a missão de resgate das bombas à mando do alto comando da CIA, com ordens de controlar a situação e com carta branca para, se necessário, matar Hunt. Vários personagens das aventuras anteriores retornam para esta estória, como a inglesa Ilsa Faust (Rebecca Ferguson) e o agora novo diretor da IMF, Alan Hunley (Alec Baldwin), ambos ocupando um merecido lugar de destaque na trama. Os veteranos Luther Stickell (Ving Rhames) e Benji Dunn (Simon Pegg) continuam sendo grandes parceiros nos planos de Ethan, além de garantirem ótimos momentos de alívio cômico. Dinâmico e explosivo, o filme não para um segundo e apresenta um desfecho perfeito, alinhando os desdobramentos da narrativa com reviravoltas surpreendentes, que amarram pontas soltas de outras aventuras – como o esclarecimento sobre o real destino da ex-mulher de Hunt, Julia (Michelle Monaghan) – além de levantar discussões quanto a necessidade de se tomar decisões extremas sempre pensando no bem comum, e sobre os sacrifícios que uma atividade profissional responsável muitas vezes impõem sobre a vida pessoal.
Monica M
Monica M

Segui-los Ler a crítica deles

5,0
Enviada em 01/08/18
Recomendadissimo !¡¡! Tom Cruise está em sua melhor forma fisica, melhor performance de ação, melhor atuação e aos 55 anos continua dando um banho de charme, competência e acima de tudo profissionalismo!!!! O elenco todo está de parabéns!!!!! Excelente atuação e cenas de ação de tirar o fôlego!!!¡ Sensacional PARABÉNS spoiler:
Sidney  M.
Sidney M.

Segui-los 43 seguidores Ler as 945 críticas deles

4,0
Enviada em 29/07/18
O filme é realmente muito bom, bastante ação, cenas de lutas muito bem coreografadas, e é claro algumas boas surpresas no decorrer da história. A trilha sonora de Lorne Balfe( outra cria de Hans Zimmer), é enérgica, fazendo toda diferença. Não é o melhor filme da franquia na minha opinião, ficando atrás de Nação Secreta e Protocolo Fantasma, mas vale muita apena assistir.
Otavio W.
Otavio W.

Segui-los 8 seguidores Ler as 189 críticas deles

1,0
Enviada em 01/08/18
Hoje dia de assistir mais um filme da série Missão: Impossível, uma série que já mostrou um certo cansaço em ser um pouco repetitivo e previsível no último filme, e aqui conseguiu inclusive ter uma história mais fraca e com uma série de erros frágeis, tornando tudo só mais um filme de ação. O começo do filme é o que mais mostra a fragilidade do roteiro, uma falha bisonha dá abertura para a história como um todo, realmente ficou bem Impossível acreditar que uma situação como a que foi mostrada realmente acontece, para maioria dos outros filmes da série, seria algo impensado. Logo depois o filme apresenta vilões, personagens e tudo mais, a grande maioria já bem conhecidos, até vilões parecem ser um pouco conhecidos, nada muito diferente do que é feito nos outros filmes. Logo o protagonista consegue arquitetar e executar um plano, que é bem sem detalhes, principalmente porque o filme foca bastante nas cenas de ação, e quase sem justificativas, mesmo com um certo cuidado proveniente de um bom pensamento do protagonista, quase tudo é ação e quase tudo de forma inacreditável, afinal se é uma Missão: Impossível, nada mais coerente. Logo muita coisa passa a ficar despercebida, vilões somem, há várias reviravoltas totalmente previsíveis, e a história chega a até ficar meio confusa, mesmo tudo muito bagunçado alguns fatos até surpreendem, mesmo que a história não encaixe bem nisso. O fim é o clímax da ação, muitas explosões e soluções como visto em todos os outros filmes da série, mesmo tendo uma grande surpresa para um dos personagens, a ligação mais uma vez não convence, realmente a história frágil passou a ser muito secundário para a série, e aqui foi o que mais pesou para não ser um filme realmente bom. No geral, um filme que não revitaliza a série, depende muito das excelentes cenas de ação, mas que já parece repetitivo demais, não tem uma boa imersão que dê vontade de querer um algo a mais, talvez seja bem necessário pensar numa história mais interessante do que somente ação para voltar a gostar da série. #CinetecaXinguê #filme #movie #cinema #PlayArte #PlayArteSplendor #Splendor #shopping #ShoppingPatioPaulista #PatioPaulista #MissãoImpossívelEfeitoFallout #MissãoImpossível6 #MissãoImpossível #EfeitoFallout #Missão #Impossível #Efeito #Fallout #ação #aventura #morte #drama
vagner b
vagner b

Segui-los Ler as 18 críticas deles

0,5
Enviada em 04/08/18
Filme muito longo, com cenas desconexas e situaçoes absurdas como do protagonista tentando acertar um helicoptero com uma metralhadora e nao acertar. O filme quebra algumas proprias regras pra forçar o seu proprio roteiro. De resto parace que estamos assistindo ao mesmo filme de sempre!
Luiz Henrique P
Luiz Henrique P

Segui-los Ler as 2 críticas deles

4,0
Enviada em 18/02/19
Estilo spoiler: Missão Impossível , instigante do começo ao fim , tendo trama e muito balanceamento entre falas e ações . #filmaço
Tarcísio B.
Tarcísio B.

Segui-los 13 seguidores Ler as 14 críticas deles

4,0
Enviada em 05/02/19
Sempre é um prazer e uma alegria em ver o ator Tom Cruise atuando em seu personagem Ethan Hunt ele nos mostrar isso, uma atuação firme e dedicada com um roteiro mediano que traz novos desafios, em alguns momentos o filme tem diálogos com tons irônicos que é uma coisa pouco usada em filmes de ação. Uma boa trilha sonora e uma fotografia mediana. Nota do adoro cinema 4,0 e na minha lista pessoa 8,2/10.
Renan G.
Renan G.

Segui-los 1 seguidor Ler as 28 críticas deles

5,0
Enviada em 03/02/19
Como filme de ação é perfeito, não tem nem o que questionar, a cena final de perseguição com os helicópteros é surreal, e mais surreal ainda saber que é de verdade, ela já uma das melhores cenas da franquia junto com a de Dubai.
Quer ver mais críticas?
  • As últimas críticas do AdoroCinema
Back to Top