Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Café Society
    Nota média
    3,8
    28 publicações
    • Chicago Sun-Times
    • Críticos.Com.Br
    • Folha de São Paulo
    • Rubens Ewald
    • Télérama
    • Almanaque Virtual
    • Collider
    • Critikat.com
    • Estado de São Paulo
    • O Globo
    • Omelete
    • Preview
    • Revista Interlúdio
    • Screen International
    • The Hollywood Reporter
    • The Playlist
    • CineClick
    • Cinepop
    • Cineweb
    • Papo de Cinema
    • Rolling Stone
    • Boston Globe
    • Cineplayers
    • New York Times
    • The Guardian
    • Veja
    • Washington Post
    • Cinema em Cena

    Cada revista ou jornal tem seu próprio sistema de avaliação, que será adaptado ao sistema AdoroCinema, de 0.5 a 5 estrelas.

    28 críticas da imprensa

    Chicago Sun-Times

    por Richard Roeper

    Café Society é lindamente e suavemente confeccionado como uma carta de amor à Hollywood dos meados de 1930, bem como à Nova York da mesma época.

    A crítica completa está disponível no site Chicago Sun-Times

    Críticos.Com.Br

    por Luiz Fernando Gallego

    O filme é uma aula de roteiro: nada é supérfluo, cada cena acrescenta um passo para o enredo avançar, mesmo as mais curtas. O filme é "enxuto", sem "gordurinhas". Algumas cenas mais longas - que não servem tanto à história - podem estar a serviço de caracterizar melhor algum personagem...

    A crítica completa está disponível no site Críticos.Com.Br

    Folha de São Paulo

    por Inácio Araújo

    Um filme muito acima de quase tudo que se tem visto recentemente e uma confirmação de Woody Allen como um dos principais cineastas americanos da atualidade.

    A crítica completa está disponível no site Folha de São Paulo

    Rubens Ewald

    por Rubens Ewald Filho

    O que me pareceu mais notável foi o fato do capricho estar também em detalhes que ultimamente ele tem deixado de lado. Como por exemplo, a maquiagem. [...] Editado com o habitual ritmo apressado do diretor, o resultado me capturou pela sua extraordinária beleza e [...] por retratar as dores do amor.

    A crítica completa está disponível no site Rubens Ewald

    Télérama

    por Pierre Murat

    Os diálogos são mordazes sem ceder à facilidade dos trocadilhos. Os movimentos de câmera sofisticados - Woody aprendeu a dominá-los com o tempo - não são percebidos: regra número um da elegância. Neste filme cruel e brilhante, a sutileza e a harmonia avançam escondidas.

    A crítica completa está disponível no site Télérama

    Almanaque Virtual

    por Rodrigo Fonseca

    Um filme mais investigativo e inquieto do que a linha convencional de Allen, que volta aqui sem certezas, num colorido mais sensual e trágico. Até violência e sangue tem, com o (delicioso) personagem Ben...

    A crítica completa está disponível no site Almanaque Virtual

    Collider

    por Talia Soghomonian

    "Café Society" não nos força a tomar partido de ninguém. Temos simpatia pelo marido traidor porque está realmente apaixonado, por Vonnie porque está dividida entre dois homens; por Bobby porque é um rapaz simpático que vai ter seu coração partido.

    A crítica completa está disponível no site Collider

    Critikat.com

    por Fabien Reyre

    "Café Society" é, literalmente, o filme mais luminoso de Allen em décadas: a direção de fotografia de Vittorio Storaro banha cada imagem numa luz dourada que confere aos atores o brilho de uma estátua do Oscar novinha em folha.

    A crítica completa está disponível no site Critikat.com

    Estado de São Paulo

    por Luiz Zanin Oricchio

    Não se pode dizer que o cinema de Woody Allen seja otimista - ele é inteligente demais para isso. Mas o próprio reconhecimento da falência dos sonhos humanos nos traz algum conforto, não se sabe de onde. Essa, a sua grande arte.

    A crítica completa está disponível no site Estado de São Paulo

    O Globo

    por Susana Schild

    “Café Society” também pode ser visto como uma antologia pessoal. Estão presentes referências a “Noivo Neurótico, Noiva Nervosa”, “Manhattan”, “A Era do Rádio”, “Tiros na Broadway”, entre outros. […] Tudo muda e cada vez mais rápido — só Woody Allen continua o mesmo. Ótima notícia para seus seguidores.

    A crítica completa está disponível no site O Globo

    Omelete

    por Marcelo Hessel

    Allen não deixa de pontuar seu filme com o seu típico humor autodepreciativo, à moda Philip Roth, enquanto mostra as formas muito diversas que o american way assume nos dois extremos do país, em Los Angeles e na Nova York natal de Allen.

    A crítica completa está disponível no site Omelete

    Preview

    por Suzana Uchôa Itiberê

    "Café Society" é um Woody Allen no estilo mais dramático de Blue Jasmine, centrado nos sentimentos, no cotidiano, nos laços familiares, mas, acima de tudo, na capacidade que o ser humano tem de se adaptar ao que a vida lhe oferece...

    A crítica completa está disponível no site Preview

    Revista Interlúdio

    por Gilberto Silva Jr.

    "Café Society" é [...] o primeiro filme na carreira de Allen no qual a expressividade das imagens supera a palavra em sua plenitude. Observa-se que aqui temos os reconhecidamente virtuosos diálogos concebidos pelo autor agora substituídos por conversas em sua grande maioria prosaicas.

    A crítica completa está disponível no site Revista Interlúdio

    Screen International

    por Jonathan Roomey

    Uma comédia agridoce de costumes, ainda que Allen esteja aumentando seus limites estilisticamente e em sua ambição narrativa - mesmo estando em um terreno familiar para o diretor.

    A crítica completa está disponível no site Screen International

    The Hollywood Reporter

    por Todd McCarthy

    Familiar em seus temas e traços humorísticos, Café Society se beneficia por causa de um elenco excepcionalmente hábil, liderado por Jesse Eisenberg, Kristen Stewart e Steve Carell [...]

    A crítica completa está disponível no site The Hollywood Reporter

    The Playlist

    por Jessica Kiang

    Allen possui um prazer quase perverso em se limitar aos mesmos temas e meios sociais, mesmos períodos e personagens. Mas, quase milagrosamente, [...] este se revela um de seus filmes mais coerentes em muito tempo, seu filme mais charmoso em anos, com as imagens mais bonitas de admirar.

    A crítica completa está disponível no site The Playlist

    CineClick

    por Iara Vasconcelos

    Allen continua a abraçar o existencialismo em seus diálogos [...] sempre acompanhados por uma narração feita pelo próprio cineasta. Apesar disso, o roteiro possui humor na medida certa e até permite fazer piadas religiosas sem parecer ofensivo.

    A crítica completa está disponível no site CineClick

    Cinepop

    por Pablo R. Bazarello

    A máfia, o glamour da velha Hollywood, a típica família judaica (com direito a discussões e picuinhas mil) e socialismo versus capitalismo são tópicos englobados na obra, todos abordados sob a ótica única do veterano diretor...

    A crítica completa está disponível no site Cinepop

    Cineweb

    por Neusa Barbosa

    Comédia deliciosa e inteligente, banhada na luz envolvente de Vittorio Storaro e com um Jesse Eisenberg que encarna a melhor persona do diretor Woody Allen em cena em muito tempo, "Café Society" cai sobre o espectador suave como um bálsamo.

    A crítica completa está disponível no site Cineweb

    Papo de Cinema

    por Leonardo Ribeiro

    Allen trata da idealização que fazemos de nós mesmos, daquilo que imaginávamos que nos tornaríamos e dos desejos que quase sempre tropeçam na barreira da realidade à qual acabamos por nos adaptar, como ocorre com Bobby e Vonnie.

    A crítica completa está disponível no site Papo de Cinema

    Rolling Stone

    por Peter Travers

    É bom descobrir que Woody Allen segue trabalhando com atores de verdade, cujas emoções não saíram de efeitos computadorizados. [...] É mais um romance com humor e coração nas mãos de Woody Allen.

    A crítica completa está disponível no site Rolling Stone

    Boston Globe

    por Mark Feeney

    Café Society é uma comédia romântica onde o romance é medíocre e a comédia sempre vem de uma reflexão tardia.

    A crítica completa está disponível no site Boston Globe

    Cineplayers

    por Felipe Leal

    "Café" suga paulatinamente o vigor de uma trama mais próxima das motivações e direcionamentos de um personagem e injeta seus tempos e preocupações em um monólogo pessoal exibicionista [...] e travestido do interesse de todos que compõem a trama pelo mundo do cinema em si.

    A crítica completa está disponível no site Cineplayers

    New York Times

    por A. O. Scott

    É, em geral, um divertido filme, com alguns momentos inspirados e algumas notas fora do tom, um punhado de performances interessantes e, de vez em quando, sugestões de boas ideias.

    A crítica completa está disponível no site New York Times

    The Guardian

    por Peter Bradshaw

    Café Society, de Woody Allen, é um filme doce, triste, sem muita substância, assistível, charmoso e muito bem fotografado por Vittorio Storaro [...]

    A crítica completa está disponível no site The Guardian

    Veja

    por Miguel Barbieri Jr.

    Seja na esplendorosa fotografia do mestre Vittorio Storaro ("O Último Imperador"), na impecável recriação de época ou na jazzística trilha sonora, o filme leva a plateia a reviver uma era dourada com glamour, elegância e humor afiado.

    A crítica completa está disponível no site Veja

    Washington Post

    por Ann Hornaday

    Se deixarmos o seu desing visual de lado, Café Society é um pouco acima da média do que Allen vem apresentando ultimamente [...] mas, como a maioria pode concordar, a mediocridade de Allen é ainda muito melhor do que muitos medíocres em sua melhor fase.

    A crítica completa está disponível no site Washington Post

    Cinema em Cena

    por Pablo Villaça

    O resultado é um dos longas mais ambiciosos da carreira do diretor em seus aspectos estéticos e técnicos – e é realmente uma pena que o roteiro jamais faça jus aos demais elementos da narrativa.

    A crítica completa está disponível no site Cinema em Cena
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema
    Back to Top