Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    IO
     IO
    18 de janeiro de 2019 na Netflix / 1h 36min / Ficção científica
    Direção: Jonathan Helpert
    Elenco: Margaret Qualley, Anthony Mackie, Danny Huston
    Nacionalidade EUA
    Ver o trailer
    Usuários
    1,6 193 notas e 91 críticas
    notar :
    0.5
    1
    1.5
    2
    2.5
    3
    3.5
    4
    4.5
    5
    Vou ver

    Sinopse e detalhes

    Em uma Terra pós-apocalíptica, Sam, uma adolescente, é uma das últimas pessoas no planeta, que está sendo evacuado. Com o último transporte programado para deixar o planeta, ela precisa decidir entre se juntar ao restante da humanidade ou permanecer na Terra.

    Classificação indicativa a definir por http://www.culturadigital.br/classind.
    Distribuidor Netflix
    Ver detalhes técnicos
    Ano de produção 2019
    Tipo de filme longa-metragem
    Curiosidades -
    Orçamento -
    Idiomas Inglês
    Formato de produção -
    Cor Colorido
    Formato de áudio -
    Formato de projeção -
    Número Visa -

    Trailer

    IO Trailer Legendado 2:05
    IO Trailer Legendado
    3 425 visualizações
    Pela web

    Elenco

    Margaret Qualley
    Personagem : Sam Walden
    Anthony Mackie
    Personagem : Micah
    Danny Huston
    Personagem : Henry
    Ficha completa

    Comentários do leitor

    Ian M
    Ian M

    Segui-los Ler a crítica deles

    0,5
    Enviada em 24 de fevereiro de 2019
    Filme vazio...personagens tem a profundidade de uma gilete, e, no filme inteiro não acontece absolutamente nada..Nem percam tempo...
    Jackson A L
    Jackson A L

    Segui-los 914 seguidores Ler as 531 críticas deles

    1,0
    Enviada em 5 de março de 2019
    Ótimo filme para quem sofre de insônia. Roteiro chato, preguiçoso e cansativo. Mais um filme Netflix descartável, assim como sua maioria.
    Gabriel C
    Gabriel C

    Segui-los 14 seguidores Ler as 2 críticas deles

    3,0
    Enviada em 19 de janeiro de 2019
    Para quem é apaixonado por ficção é muito interessante, o filme te faz pensar analisar, quem realmente gosta do lado científico fica imaginando-se no lugar, imagens interessantes, suspense para contar a história de deixa vidrado no filme, porém deveria ser mais explicadas algumas cenas da metade e do final do filme...não achei ruim, apenas deveria ter colocado alguns minutos a mais para fechar o enredo de forma mais convincente !
    Igor R
    Igor R

    Segui-los 13 seguidores Ler as 4 críticas deles

    0,5
    Enviada em 13 de fevereiro de 2019
    Perda de tempo com esse filme, nao merece nem o Framboesa de Ouro por estar bem abaixo do nivel de ruinzão.
    91 Comentários do leitor

    Fotos

    12 Fotos

    Últimas notícias

    Se você gosta desse filme, talvez você também goste de...

    Mais filmes similares

    Comentários

    • Marcus Duarte
      O filme consegue ser ruim em tudo! Fotografia, atores, script, ornamentação, arco narrativo, tudo de mediano não para ruim, e, não consegue atingir nem a proposta a que se fez. Não explica nada com nada, vc fica sem entender e com baixo interesse na profundidade do que está acontecendo. Fica algo limitado apenas em um pseudo drama (também falha miseravelmente neste quesito) e solidão. Como tiveram coragem de produzir isso !? Tô com peso na consciência de ter perdido 1:30h da minha vida, aliás, eu só não, a opinião pública (que é quem deve ser agradado quando trata-se de cinema), e também os críticos especialistas. Um pseudo filme para agradar pseudo intelectuais. Não é nada relacionado a ausência de tiros, explosões, etc... É mais a ausência e ineficácia de elementos essenciais a um bom filme.
    • adriano fratello
      O roteiro poderia dar um ótimo filme de ficção cientifica, mas o filme é ruim.fica apenas em um Monólogo entra os dois únicos personagens: Sam(Margaret Quallet) e Macah(Anthony Mackie). A estação planetária (IO) na verdade nem existe no filme.
    • Rafael
      Rindo muito. Obrigado.
    • Rafael
      Hahaha. Cara você deve ser pago pela produtora só pode. Rindo do seus comentários. Obrigado por nos fazer rir.
    • Jackson Lovato
      e quem falou em videogame? Pelo jeito você deve ser um cineasta pra falar com tanta propriedade. Uma pena que idiotas como você tenham aprendido a escrever...
    • Ricardo Fortes
      Mediocre e burro é a senhora sua progenitora, opinião de perfil falso pra mim é irrelevante.
    • Rom Ritz
      Filme de drama centrado em solidão, deve ser visto assim, a parte relacionada à desastre natural ou viagens espaciais é coisa periférica; é muito bom se for visto dentro do que propõe ser (e não do que você prefere que seja, se prefere historinhas de gibis e guerras contra ET's com mil explosões.) Não esperem tiroteios espaciais, não é essa a proposta do filme, quem mede qualidade de filme por efeitos barulhentos idiotas de filmes de invasão de ET's que fique longe com seus potes de Nutela. É um filme do tipo em que precisa largar o celular (infelizmente para quem é viciado) e assistir em silêncio.O história mostra uma jovem que sabe que está solitária numa ampla região que de forma abnegada busca soluções científicas que a mantenham na Terra, num misto de esperança e desespero autocontrolados, seguindo os passos do seu pai pesquisador. A força dela é encantadora para se virar e aprender, mas é um vulcão emotivo de dor por dentro. E isso é bem explorado - poderia ser melhor até, sendo tais sentimentos o núcleo verdadeiro da história, que não é problemas naturais ou viagens no espaço.Os batráquios não gostaram, a proposta do filme não é fazer um guerra nas estrelas para agradar um público estúpido que assiste a filmes dedilhando celular, que mede qualidade de filmes de ficção por quantidade de explosões. Essa mente viciada quimicamente em filmes-videogame dos espectadores medíocres e burros não pode gostar de nada que não envolva naves e robôs trocando tiros. É como o bêbado esculachando a água, que droga, não embebeda. Mas água não foi feita para quem quer cachaça, busque a cachaça se quer isso. Não importa a sua preferência, importa a proposta do filme. Analfabetos funcionais não entendem isso, além de serem incapazes de aceitar a ideia de interpretar, odeiam que lhes deixem lacunas propositais.
    • Rom Ritz
      qualquer filme que não seja videogame frenético faz um imbecil como você, que não entende nada de cinema, dormir. Pena que acordam.
    • Rom Ritz
      Seu batráquio, a proposta do filme não é fazer um guerra nas estrelas para agradar um estúpido como você, que mede qualidade de filme por explosões.
    • Rom Ritz
      Essa é a mente videogame dos espectadores medíocres e burros, se tivesse unsnaves trocando tiros seria mais legal... Você nem entende o que faz um filme ser bom ou ruim. É como o bêbado esculachando a água, que droga, não tem gosto. Não importa a tua preferência, importa a proposta do filme.
    • Rom Ritz
      bosta é teu QI.
    • Rom Ritz
      Essa é a mente videogame dos espectadores medíocres e burros, se tivesse uns naves trocando tiros seria mais legal... Você nem entende o que faz um filme ser bom ou ruim. É como o bêbado esculachando a água, que droga, não tem gosto. Não importa a tua preferência, importa a proposta do filme.
    • Rom Ritz
      Calma garoto, deve ter mais um homem aranha saindo para agradar crianças
    • Rom Ritz
      Explosões e tiroteios entre naves?
    • Jackson Lovato
      Ótimo filme para quem sofre de insônia. Roteiro chato, preguiçoso e cansativo. Mais um filme Netflix descartável, assim como sua maioria.
    • adriano fratello
      O roteiro poderia dar um ótimo filme de ficção cientifica, mas o filme é ruim.fica apenas em um Monólogo entra os dois únicos personagens: Sam(Margaret Quallet) e Macah(Anthony Mackie). A estação planetária (IO) na verdade nem existe no filme.
    • blmmg
      Filme caseiro
    • Maxsuel H.
      esse filme e uma bosta
    • Ricardo Fortes
      No começo até parecia promissor, mas o filme não decola em momento algum e tem um final muito decepcionante, enfim, mais uma bomba da Netflix!
    • Rafael
      Li a sinopse e resolvi dar uma chance ao filme. Infelizmente é horrível. Cansativo demais, dá sono. Poderiam ter utilizado melhor a ideia. Sem contar na economia de atores.
    Mostrar comentários
    Back to Top