Meu AdoroCinema
Dragon Ball Z - O Renascimento de Freeza
Críticas AdoroCinema
3,0
Legal
Dragon Ball Z - O Renascimento de Freeza

O retorno de Goku

por Francisco Russo
Sempre que um novo filme da série Dragon Ball chega às telas de cinema surge a inevitável pergunta: ele é voltado apenas para os conhecedores da mitologia criada por Akira Toriyama ou os não-iniciados podem também curtir o longa-metragem? No caso de O Renascimento de Freeza, a resposta se aproxima mais do primeiro grupo. Ao contrário de A Batalha dos Deuses, bastante didático ao dar continuidade à saga de Goku & cia, este novo filme exige que o espectador traga algumas informações prévias. No mínimo, que tenha assistido ao longa anterior.

Dragon Ball Z - O Renascimento de Freeza - FotoComo o próprio título denuncia, a grande aposta deste novo capítulo da saga é no retorno de Freeza, um dos vilões mais populares da série. Se você não se lembra como ele foi derrotado em sua última aparição, não se preocupe: o filme oferece um rápido lembrete de seu confronto derradeiro. A forma como ele retorna à vida também não exige muitos detalhes, sendo resolvida de forma bem rápida – a impressão que fica é que o longa-metragem está mais interessado em trazê-lo de volta do que propriamente em justificar como isto acontece. O mesmo vale para sua recuperação, visando a inevitável vingança que planeja contra seu algoz.

Assim como acontece em A Batalha dos Deuses, há aqui uma preocupação especial em dosar as cenas de batalha com o humor. Certas piadas foram feitas especialmente para os fãs, que podem rir com gosto a partir de situações envolvendo personagens coadjuvantes. Entretanto, o grande alívio cômico cabe à participação especial de Jaco, o patrulheiro intergaláctico criado por Toriyama, que participa com desenvoltura na trama a partir do contato mantido com Bulma. É ela também um dos elos de ligação com o longa-metragem anterior, devido ao modo como seduz Bills e Whis graças aos seus quitutes.

Dragon Ball Z - O Renascimento de Freeza - FotoNo mais, O Renascimento de Freeza oferece aos fãs de Dragon Ball aquilo que eles tanto apreciam: grandiosas cenas de batalha, impulsionadas pelo uso do 3D. Explorando com habilidade a eterna rivalidade entre Goku e Vegeta, o longa ainda manipula a chegada dos sayajins para que o impacto da vinda de Freeza à Terra seja amplificado, devido às intensas lutas com diversos coadjuvantes. Quando a dupla de heróis enfim chega, é hora de levar os personagens e o vilão a um novo nível, literalmente. E assim continua a cronologia e o estágio evolucionário da série como um todo.

Com cerca de dois terços de sua duração dedicadas única e exclusivamente às cenas de ação, Dragon Ball Z – O Renascimento de Freeza é um filme que diverte. Por mais que traga um roteiro simplório, que em certos momentos explica de forma pouco convincente o que acontece na trama, o longa prende a atenção pelo lado bem-humorado das cenas de ação e também pela noção de continuidade que transmite, especialmente em relação aos eventos de A Batalha dos Deuses. Até por causa disto, este é um filme para iniciados. Se você nada sabe sobre Dragon Ball, é bem provável que saia da sala de cinema sem entender muito bem o que está acontecendo, além do óbvio confronto entre herói e vilão.
Quer ver mais críticas?
  • As últimas críticas do AdoroCinema

Comentários

Mostrar comentários
Back to Top