Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Medo Profundo
    Nota média
    2,6
    16 publicações
    • Cinepop
    • Washington Post
    • Chicago Sun-Times
    • Variety
    • Cineweb
    • The Hollywood Reporter
    • Veja
    • Boston Globe
    • New York Times
    • Papo de Cinema
    • Rubens Ewald
    • Screen Rant
    • The Guardian
    • The Playlist
    • O Globo
    • Observatório do Cinema

    Cada revista ou jornal tem seu próprio sistema de avaliação, que será adaptado ao sistema AdoroCinema, de 0.5 a 5 estrelas.

    16 críticas da imprensa

    Cinepop

    por Renato Marafon

    O filme tem um fotografia belíssima e uma direção muito segura e competente [...] As duas atrizes estão sensacionais, elas conseguem passar só com o olhar o medo que elas estão sentindo, mesmo lá embaixo d'água sem conseguir fazer muitas expressões.

    A crítica completa está disponível no site Cinepop

    Washington Post

    por Redação

    História sangrenta com tubarões é extremamente tensa. [...] Tubarões atacam e personagens morrem. [...] Apesar de não terem muitas mensagens fortes ou modelos aqui, ainda é um filme nota B extremamente eficaz: rápido, bem construído e aterrorizante.

    A crítica completa está disponível no site Washington Post

    Chicago Sun-Times

    por Bill Zwecker

    Apesar da trama ser um pouco confusa em alguns momentos, o efeito no geral por ter criado uma tensão necessária e momentos de susto, de pula-da-sua-cadeira-de-medo, é bem impactante.

    A crítica completa está disponível no site Chicago Sun-Times

    Variety

    por Joe Leydon

    O thriller quase totalmente submerso do diretor Johannes Roberts é um filme mediano conciso e vigorosamente criado que gera sustos e suspense suficiente para ser qualificado como - bem, não uma surpresa agradável, mas sim uma que razoavelmente entretém.

    A crítica completa está disponível no site Variety

    Cineweb

    por Alysson Oliveira

    O filme é sobre a sobrevivência da dupla que, impressionantemente, desperdiça oxigênio com frases patéticos como “O tubarão quase me pegou” e “O ar está acabando” – se não tivesse diálogos seria mais eficiente.

    A crítica completa está disponível no site Cineweb

    The Hollywood Reporter

    por Frank Scheck

    O simples cenário conduzido pelo diretor Roberts e seu corroteirista Ernest Riera (eles já trabalharam juntos no filme de terror “Do Outro Lado da Porta”) proporciona a oportunidade para uma tensão genuína, instigada por vários momentos de susto que não são menos eficazes por serem previsíveis.

    A crítica completa está disponível no site The Hollywood Reporter

    Veja

    por Miguel Barbieri Jr.

    Como se nota pela siopse, pouco se cria e muito se copia. Mas o jeito de reciclar o déjà-vu é o que conta em "Medo Profundo". O roteiro, por exemplo, fica todo focado na angústia e no desespero das protagonistas após um acidente. Por isso, as filmagens subaquáticas impressionam pela qualidade...

    A crítica completa está disponível no site Veja

    Boston Globe

    por Tom Russo

    Não que todas as várias falhas sejam culpa da Moore. O diretor e co-roteirista britânico Johannes Roberts dá para ela apenas um drama banal para ela trabalhar ao montar essa história com diversas palhaçadas redundantes que distraem, assim que ela chega na água.

    A crítica completa está disponível no site Boston Globe

    New York Times

    por Jeannette Catsoulis

    O mais bobo diálogo que as duas heroínas de "Medo Profundo" falam [...] ameaça transformar esse filme que-quer-ser-terror em uma diversão. Nos intervalos entre as discussões, por outro lado, o diretor, Johannes Roberts, se concentra em criar uma atmosfera consistente de desespero.

    A crítica completa está disponível no site New York Times

    Papo de Cinema

    por Rodrigo de Oliveira

    Johannes Roberts se mostra hábil em construir essa atmosfera de terror e consegue até surpreender no terceiro ato, apresentando um twist que funcionaria ainda melhor se o filme terminasse no momento em que este é revelado.

    A crítica completa está disponível no site Papo de Cinema

    Rubens Ewald

    por Rubens Ewald Filho

    [...] os especialistas no assunto dizem que está tudo errado porque na profundidade em que elas estão no máximo sobreviviriam 15 minutos. De qualquer forma, temos que louvar a coragem das moças que mesmo com proteção passaram momentos assustadores, ao menos eu nunca as imitaria em hipótese alguma.

    A crítica completa está disponível no site Rubens Ewald

    Screen Rant

    por Chris Agar

    Embora cumpra o prometido, o filme ainda deixa muito a desejar. "Medo Profundo" é um suspense de sobrevivência decente, mas pouco memorável, que representa pouco mais do que uma diversão descartável de verão.

    A crítica completa está disponível no site Screen Rant

    The Guardian

    por Simran Hans

    A premissa desse terror britânico é tão deliciosamente idiota que é destinado a se tornar um clássico filme de sessão da tarde. [...] Um filme para você rir dele, não com ele, mas há um puro prazer de entretenimento para ser encontrado nesse lixo desapontante.

    A crítica completa está disponível no site The Guardian

    The Playlist

    por Kimber Myers

    O roteiro não apenas acha que Lisa e Kate são burras, mas ele também trata o público como se tivesse o mesmo nível de inteligência. [...] "Medo Profundo" explica tudo demais, exceto seus buracos na trama.

    A crítica completa está disponível no site The Playlist

    O Globo

    por Marcelo Janot

    O roteiro enche a narrativa de diálogos submarinos ridículos e dispensáveis entre as irmãs, quebrando a tensão. Além do sadismo do diretor-roteirista Johannes Roberts em relação às personagens, [...] ele telegrafa reiteradamente para o espectador tudo o que poderá acontecer em seguida.

    A crítica completa está disponível no site O Globo

    Observatório do Cinema

    por Rodrigo Oliveira

    Prisioneiro de uma trama formulaica, o longa de Johannes Roberts é marcado pela escassez de reações que possibilita. Saímos ilesos pelo uso de elementos comuns e pelo depauperamento de sua narrativa.

    A crítica completa está disponível no site Observatório do Cinema
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema
    Back to Top