Meu AdoroCinema
O Quarto de Jack
Vídeos
Créditos
Críticas dos usuários
Críticas da imprensa
Críticas do AdoroCinema
Fotos
Filmes Online
Curiosidades
Bilheterias
Filmes similares
Notícias
Nota média
4,1
32 publicações
  • Washington Post
  • The Playlist
  • Cinepop
  • Boston Globe
  • Chicago Sun-Times
  • Almanaque Virtual
  • Cinemascope
  • Papo de Cinema
  • CineClick
  • The Hollywood Reporter
  • ScreenCrush
  • Zero Hora
  • Estado de São Paulo
  • Estado de Minas
  • Cinegrafando
  • Cineplayers
  • Gazeta do Povo
  • Cinema em Cena
  • O Globo
  • Collider
  • Diário de Pernambuco
  • The Guardian
  • Variety
  • Folha de São Paulo
  • New York Times
  • Screen International
  • Cineweb
  • Omelete
  • Rubens Ewald
  • Rolling Stone
  • Critikat.com
  • Télérama

Cada revista ou jornal tem seu próprio sistema de avaliação, que será adaptado ao sistema AdoroCinema, de 0.5 a 5 estrelas.

32 críticas da imprensa

Washington Post

por Ann Hornaday

Por mais que "O Quarto de Jack" seja um filme contundente, especialmente durante sua primeira e sombria hora, a narrativa possui um sentimento de compaixão e humanismo graças à sensível direção de Lenny Abrahamson...

A crítica completa está disponível no site Washington Post

The Playlist

por Eric Kohn

O diretor Lenny Abrahamson traduz sem esforços o trabalho de Donoghue numa linguagem cinematográfica emocionante do início ao fim. No entanto, o drama também deve seu sucesso às duas estrelas principais, Brie Larson e o iniciante Jacob Tremblay...

A crítica completa está disponível no site The Playlist

Cinepop

por Raphael Camacho

[...] o ator mirim Jacob Tremblay vira gente grande e domina com uma força enorme as sequências. Impressionante a atuação de Jacob [...] somos testemunhas de uma interpretação fabulosa da atriz californiana Brie Larson.

A crítica completa está disponível no site Cinepop

Boston Globe

por Ty Burr

Mesmo em sua segunda metade, mais convencional que a primeira, "O Quarto de Jack" se desenrola com o privilégio de ver e experienciar o mundo pela primeira vez, provavelmente a melhor coisa que podemos esperar de uma experiência cinematográfica.

A crítica completa está disponível no site Boston Globe

Chicago Sun-Times

por Richard Roeper

"O Quarto de Jack" é um dos melhores filmes da década[...] E tem Jacob Tremblay como Jack. Interpretar alguém que é tão inteligente e tão curioso, tão dedicado à sua mãe e tão criativo [...] é um enorme desafio para um ator.

A crítica completa está disponível no site Chicago Sun-Times

Almanaque Virtual

por Emmanuela Oliveira

A grande jogada de Abrahamson está mesmo na forma, repleta de carinho, como ele decide contar uma história de amor materno que só existe em decorrência dos traumas de um sequestro.

A crítica completa está disponível no site Almanaque Virtual

Cinemascope

por Jenilson Rodrigues

Lenny Abrahamson aparentemente consegue dilatar o tempo de um evento importante no filme – tudo mais uma vez precisamente sincronizado com as melodias do filme [...] A incerteza parece transformar segundos em horas, mesmo que esse instante possua as mesmas características técnicas de uma cena rápida.

A crítica completa está disponível no site Cinemascope

Papo de Cinema

por Matheus Bonez

A transformação de Joy e Jack é um labirinto de emoções que ora se chocam, ora convergem para um ponto em comum, tornando este título um grande filme sobre um dos maiores sentimentos do mundo que é o amor de uma mãe...

A crítica completa está disponível no site Papo de Cinema

CineClick

por Daniel Reininger

No final das contas, "O Quarto de Jack" oferece um olhar angustiante sobre vítimas de sequestros e como suas vidas são, para sempre, alteradas. Muitas vezes, a liberdade apenas aprofunda o sofrimento, quando se percebe tudo que foi perdido...

A crítica completa está disponível no site CineClick

The Hollywood Reporter

por Todd McCarthy

As eventuais transformações emocionais são mais contidas que catárticas - em geral, o filme fornece mais na linha de insights menores do que colocar o espectador no espremedor [...]

A crítica completa está disponível no site The Hollywood Reporter

ScreenCrush

por Matt Singer

Por mais comovente que seja Larson construindo a luta de Ma por liberdade e o amor por seu filho, Tremblay está ainda melhor. A narração dele imerge o espectador na mente de Jack, e a atuação dele durante e após a tentativa de fuga [...] é incrivelmente poderosa.

A crítica completa está disponível no site ScreenCrush

Zero Hora

por Daniel Feix

Em "O Quarto de Jack", o espectador é posto ao lado do menino. É pelos olhos dele que é conduzido a desvendar o que se passa. E ele não tem noção do que há fora daquelas quatro paredes.

A crítica completa está disponível no site Zero Hora

Estado de São Paulo

por Luiz Zanin Oricchio

São notáveis as indicações de Brie Larson e Jacoc Tremblay, como mãe e filho [...] Em segundo lugar, mas não menos importante, talvez até mais, o igualmente notável trabalho de direção de Lenny Abrahamson...

A crítica completa está disponível no site Estado de São Paulo

Estado de Minas

por Mariana Peixoto

Lenny Abrahamson não se descola da realidade, mas aponta sua lente para o lado menos óbvio. O quarto de Jack se configura mais como drama do que como thriller. Tampouco busca julgamentos rápidos e fáceis, tanto que a história deixa questões em aberto.

A crítica completa está disponível no site Estado de Minas

Cinegrafando

por Houldine Nascimento

[...] "O Quarto de Jack" é feliz ao fugir da pieguice que um tema tão delicado poderia causar. Há feridas não cicatrizadas nos personagens como muitas vezes há na vida. É um filme de uma estrutura relativamente modesta para os padrões do cinema e uma grata surpresa do Oscar 2016.

A crítica completa está disponível no site Cinegrafando

Cineplayers

por Marcelo Leme

Adaptado a partir do livro de Emma Donoghue, que também assina o roteiro, "O Quarto de Jack" revela-se com leveza um potencial estudo de personagens por tratar competentemente as reações de mãe e filho [...] É definitivamente uma obra bastante simples; e ser simples, simplesmente, faz muito bem a ela.

A crítica completa está disponível no site Cineplayers

Gazeta do Povo

por Anderson Gonçalves

O que poderia ser uma narrativa dolorosa é revertida com uma técnica bem conhecida de Hollywood: narrar o horror sob o ponto de vista lúdico de uma criança. Com essa estratégia definida, sobressai o talento do segundo concorrente ao Oscar: o diretor Lenny Abrahamson...

A crítica completa está disponível no site Gazeta do Povo

Cinema em Cena

por Pablo Villaça

Porém, por melhor que seja a direção de Lenny Abrahamson do ponto de vista técnico, sua condução dos atores não é menos fabulosa – especialmente a do pequeno Jacob Tremblay, grande revelação do filme.

A crítica completa está disponível no site Cinema em Cena

O Globo

por André Miranda

Como o amor entre os personagens está no centro da história, depende-se muito do trabalho de Jacob Tremblay e Brie Larson, ele um ótimo jovem ator a ser observado no futuro, e ela merecidamente favorita ao Oscar deste ano.

A crítica completa está disponível no site O Globo

Collider

por Matt Goldberg

A tentativa do diretor Lenny Abrahamson em unir todas as pontas em uma fábula de descoberta emocional deixa partes da história parecendo estranhamente frias. O único aspecto impressionante do início ao fim são as atuações poderosas de Brie Larson e Jacob Tremblay.

A crítica completa está disponível no site Collider

Diário de Pernambuco

por Júlio Cavani

O filme emociona e faz pensar sem ser taxativo ou melodramático. Em uma das cenas mais dramáticas, na mesa de jantar, os olhares são tão importantes e devastadores quanto os gestos e falas.

A crítica completa está disponível no site Diário de Pernambuco

The Guardian

por Peter Bradshaw

Existem alguns problemas de plausibilidade em "O Quarto de Jack", mas este é um filme inquietante e emocionante, com performances maravilhosas, principalmente por causa de Brie Larson.

A crítica completa está disponível no site The Guardian

Variety

por Justin Chang

O filme, ao contrário do livro, não pode esconder o quarto do público e nos da uma visão imediata deste espaço fechado, embora Abrahamson e seu talentoso diretor de fotografia Danny Cohen façam um bom trabalho de manter o máximo possível do espaço oculto.

A crítica completa está disponível no site Variety

Folha de São Paulo

por Teté Ribeiro

O contraste entre a doçura da primeira parte, a que se passa no cativeiro e deveria ser terrível, e a crescente dificuldade da segunda, a que prometia ser cheia de realizações, é o trunfo desta trama.

A crítica completa está disponível no site Folha de São Paulo

New York Times

por Manohla Dargis

A visão de Jack e a presença de Tremblay juntas criam um paradoxo curioso, porque eles ajudam a tornar "O Quarto de Jack" uma experiência estranhamente confortável de se assistir, especialmente em sua primeira hora.

A crítica completa está disponível no site New York Times

Screen International

por Tim Grierson

Apesar do tenso argumento de "O Quarto de Jack", o diretor Lenny Abrahamson criou uma história extremamente tocante sobre como os adultos tentam explicar o mundo para os seus filhos - mesmo que eles mesmos não o compreendam bem. E Brie Larson entrega uma performance brilhante...

A crítica completa está disponível no site Screen International

Cineweb

por Alysson Oliveira

Brie Larson [...] sustenta, realmente, uma performance poderosa, mas sua personagem diminui na medida em que o mundo de Jack cresce. Já Tremblay, que não tem nem 10 anos, concentra em si a razão de existir do filme.

A crítica completa está disponível no site Cineweb

Omelete

por Natália Bridi

"O Quarto de Jack" é pequeno belo filme, mas esbarra na necessidade contemporânea de preencher vazios emocionais com histórias tristes sem se comprometer. É como se tudo se resumisse a uma manchete, consumida rapidamente...

A crítica completa está disponível no site Omelete

Rubens Ewald

por Rubens Ewald Filho

Basta dizer que tudo é mostrado com muita sensibilidade, não procurando o drama ou o choque, apenas descrevendo o absurdo da situação que no entanto acontece e continua acontecendo [...] Sem dúvida é uma história triste, mas sem qualquer apelação ou grosseria.

A crítica completa está disponível no site Rubens Ewald

Rolling Stone

por Christian Petermann

O envolvimento do espectador com o filme está diretamente relacionado ao gostar (ou não) das interpretações de Brie Larson e do estreante Jacob Tremblay. Os melhores momentos são as cenas em que, por imagens ou narração em off, o pequeno Jack passa a registrar seu espanto com a imensidão do mundo...

A crítica completa está disponível no site Rolling Stone

Critikat.com

por Ursula Michel

"O Quarto de Jack" é morno, tocando levemente num tema delicado, mas sem interrogá-lo a fundo. Mesmo assim, esta é uma proposta emocionante que evita bem o melodrama, além de trazer um bom mergulho na psicologia infantil e oferecer uma história e amor e renascimento perturbadora.

A crítica completa está disponível no site Critikat.com

Télérama

por Frédéric Strauss

Nesta situação extrema, o filme apresenta uma visão que parece, inicialmente, doce demais. Em seguida, quando mostra o retorno difícil rumo à humanidade, o diretor trata com precisão do trauma dos personagens.

A crítica completa está disponível no site Télérama
Quer ver mais críticas?
  • As últimas críticas do AdoroCinema
Back to Top