Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Um Homem Só
    Média
    3,3
    12 notas e 2 críticas
    distribuição de 2 críticas por nota
    1 crítica
    0 crítica
    1 crítica
    0 crítica
    0 crítica
    0 crítica
    Você assistiu Um Homem Só ?

    2 críticas do leitor

    Lúcio T.
    Lúcio T.

    Segui-los 191 seguidores Ler as 242 críticas deles

    3,0
    Enviada em 31 de janeiro de 2017
    Clones.....para quem acha que é uma tema atual (anos 2000) está redondamente enganado. O assunto já é comentado desde 1938 entre Hans Spermann e Thomas King, realizando a primeira clonagem com vertebrados (sapos) em 1952. Então meu facespectador, não é de "hoje" a ideia de ter alguém na sua vida para aguentar o lado pesado enquanto usufrui do bom e do melhor. E se em meados dos anos 50 já se criou um sapo idêntico a outro e em 1996 se criou a Dolly (a ovelhinha, lembras? Mééééé), quem garante que já não existem seres iguaizinhos rondando por aí? Com tantas ameaças, não seria um Trump B indo a palestras, reuniões e etc. esperando o atentado, sendo que o original está em alguma ilha de sua propriedade e seu nome (Trump's Islands.....e o pior que elas existem)? Será que é por isso que Elvis não morreu? Será que eu sou eu? É, esse assunto da "pano pra manga"! Que o diga o Peter Parker (Homem-Aranha) durante dois anos (de 94 a 96)..... E pensando nisso que a roteirista (e agora cineasta) Cláudia Jouvin, que já fez todo o script de A NOITE DA VIRADA (2014), resolveu nos contar uma, das "n" versões do que se pode acontecer ao clonar sua pessoa. E só pode dar mer%@! No enredo não temos nada novo, não é a primeira vez que tal tema é levado aos cinemas (A ILHA de 2005, O 6º DIA de 2000, ALIEN - A RESSURREIÇÃO de 1997 e por ai vai) assim como foi parar nas telenovelas brasileiras com O CLONE de 2001 (imagine você mulher, com dois Murilos Benícios? Uiiiii.....). Se o enredo não é novo, pelo menos tem que ser bom! E a trama daqui é cotidiana, mas consegue ser interessante. Só não chega a ser "uau como é boa" devido a não desenvolver muito certas questões (a "vilania" é muito fraca e mal desenvolvida, mal mesmo! Os problemas pessoais, seja em casa ou trabalho entre outros), mas digo que você nem sente que se passou uma hora e meia quando chega em seu final (este que gostei e muito!). Acho que boa parte da boa impressão da película vem pelas atuações do ator Vladimir Brichta (de A MULHER INVISÍVEL de 2009. Ele que é marido da atriz Adriana Esteves) que está muito bem, deixando todo o drama mais leve com suas caras e bocas e, da atriz Mariana Ximenes (ZOOM de 2015 - comentários no NP) que está uma diva.....Como eu faço para conhecer esta mulher? Ela é linda, sexy, inteligente, talentosa, exótica, charmosa, sedutora, possui um corpão danado, ela é tudo de bom! Você, se a conhece e pudesse me apresentar, seria eternamente grato! Aqui, com cabelos ruivos e sarnas, ela lembra muito a personagem principal do filme da Disney, VALENTE (2012). Mari, se um dia você ler isso, sou mais que seu fã!.....(.....piscadinha rolando.....). Outro destaque é o ator Otávio Müller. Pena que toda a narrativa foi às pressas, sem tempo para fazer algo mais completo, sendo apenas raso..... Um material rico pela sua complexidade, mas sem ser explorado Recomendo assistir, pois é mais uma situação fictícia da qual você poderia estar! MAS será que seria você?...
    Cinefila
    Cinefila

    Segui-los Ler as 6 críticas deles

    5,0
    Enviada em 11 de setembro de 2018
    Gostei muito! Apesar da aparência repetição do tema, clones etc este filme se aproxima mais dos clássicos, a brevidade da vida, a ameaça da morte que nos espreita. Percebe se referência ao texto “o estranho” de Freud e tbm “ o duplo” otto rank. Alem das interpretações excelentes já vale pelo humor como se abordam estes temas!
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema
    Back to Top