Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Artista do Desastre
    Média
    3,8
    162 notas e 19 críticas
    distribuição de 19 críticas por nota
    1 crítica
    7 críticas
    7 críticas
    1 crítica
    1 crítica
    2 críticas
    Você assistiu Artista do Desastre ?

    19 críticas do leitor

    Sidney  M.
    Sidney M.

    Segui-los 7432 seguidores Ler as 1 080 críticas deles

    3,5
    Enviada em 24 de fevereiro de 2020
    Gostei do filme, divertido e engraçado. A atuação de James Franco é majestosa. As cenas pós créditos é show.
    Ricardo L.
    Ricardo L.

    Segui-los 15369 seguidores Ler as 1 618 críticas deles

    3,5
    Enviada em 21 de junho de 2019
    Filme indicado a melhor roteiro e merecido! Elenco que conta com James Franco e seu Dave Franco, os dois estão muito bem. História bem contada e seu desenvolvimento falha em alguns momentos gerando uma lentidão que ofusca em certo ponto. Artista do desastre consegue entregar exatamente o que no máximo poderia.
    Drih S.
    Drih S.

    Segui-los 342 seguidores Ler as 289 críticas deles

    4,0
    Enviada em 25 de janeiro de 2018
    ARTISTA DO DESASTRE (The Disaster Artist O longa é baseado no livro não ficcional The Disaster Artist de Greg Sestero e Tom Bissell. Dirigido, produzido e estrelado por James Franco, juntamente com seu irmão Dave Franco e sua cunhada Alison Brie (tudo em família). ARTISTA DO DESASTRE é baseado em uma história real que narra os acontecimentos por trás do longa The Room (2003), considerado um dos piores longas da história do cinema. The Room conta a história da vida de Tommy Wiseau, e James Franco decidiu reencarnar o personagem de Tommy nessa belíssima adaptação. O filme é uma gostosa comédia, mas nada muito escrachado, pelo contrário, o roteiro usa um bom tom que consegue prender o espectador em cada cena. Acompanhamos a vida de Tommy Wiseau, um "quase ator" que passa por vários testes em Hollywood, mas nunca consegue um papel em nenhum filme. Em um desses dias de testes, Tommy conhece Greg Sestero (Dave Franco), os dois desenvolvem uma grande amizade (logo de cara) e decidem pactuar de um sonho juntos, que é a construção do seu próprio filme. James Franco faz um de seus melhores trabalho na vida, juntamente com uma de suas melhores atuações da carreira. É impressionante o quanto James Franco encorpora o personagem de Tommy Wiseau, o quanto ele está seguro em sua interpretação. A maneira como ele atua com o personagem de Tommy, com seus trejeitos, facetas e sotaques, ficou algo muito grandioso, com uma leveza incrível. Até o próprio Tommy Wiseau elogiou o trabalho de James Franco, que pra nós ficou muito claro ao final do filme quando a tela se divide e exibe às cenas de ambos. Dave Franco também dá um show na pele do amigo de Tommy. Dave enriquece a obra de James com sua atuação, o que deixa bem claro o quanto a relação de amizade entre eles nasceu e cresceu muito rápido, ao ponto de decidirem se mudar e morarem juntos. James Franco e Dave Franco criaram uma grande química entre seus personagens, o que funcionou e contribuiu diretamente para o desenrolar de cada cena no filme. Podemos observar o nascimento da amizade entre eles, a forma como a amizade é abalada com a chegada da namorada de Dave e a decisão de se separarem de casa, tudo muito bem trabalhado e muito funcional. ARTISTA DO DESASTRE é muito bem trabalhado na direção de James Franco, contando com ótimos cenários dos anos 90 e 2000. Ótimas atuações e interpretações, com diálogos afiadíssimos. Com uma trilha sonora totalmente nostálgica (pelo menos pra mim). Com clássicos como Can’t Get You Out Of My Head – Kylie Minogue / Epic – Faith No More / Never Gonna Give You Up – Rick Astley / What You Want – Mase (feat. Total) e, a clássica balada dos anos 90: Corona - Rhythm Of The Night (nossa, como eu escutei essa música nos anos 90). Vamos ser bem sinceros: Todos nós sabemos o motivo pelo qual o longa foi esquecido e ignorado pela academia. James Franco fez um trabalho estupendo em ARTISTA DO DESASTRE, tanto atuando quanto dirigindo, e é muito óbvio, muito claro (pelo menos pra mim), que ele merecia uma indicação à Melhor Ator, ou, Melhor Diretor. James foi indicado e premiado na categoria de Melhor Ator no Globo de Ouro e no SAG Awards, mas no Oscar ele foi totalmente esquecido pelo academia. Dizem que o filme estava muito bem cotado para receber indicações de Ator, Diretor e Melhor Filme, mas depois do escândalo envolvendo o nome de James Franco, o longa foi totalmente ignorado, recebendo apenas uma indicação na categoria de Melhor Roteiro Adaptado (que eu acho que nem vai levar). Não quero entrar em polêmicas aqui, mas não sei quais são métodos usados pela academia quando confrontados com tais questões. Não sei qual a forma que eles avaliam o caso, ou simplesmente ignoram o ótimo trabalho apresentado pelo ator por uma denúncia que nem é realmente verídica. Uma coisa que eu acho engraçado, é o fato de denunciarem o James Franco exatamente um dia após o seu prêmio no Globo de Ouro. Se tinham provas para incriminá-lo, porque não fizeram logo, mas esperaram ele ganhar o prêmio para acabarem com suas chances no Oscar (o que de fato aconteceu). Enfim!!! Concordo plenamente com as denúncias sobre os atos de abusos na indústria cinematográfica Hollywoodiana, realmente é uma coisa que precisa urgentemente acabar. Mas acho que qualquer denúncia tem que ser no mínimo verídica, porque se realmente for, ai sim a pessoa tem que arcar com as consequências! No mais: ARTISTA DO DESASTRE é um ótimo filme, um ótimo trabalho apresentado por James Franco, que deveria "sim" ser lembrado pela academia.
    Luiz Antônio N.
    Luiz Antônio N.

    Segui-los 7008 seguidores Ler as 1 179 críticas deles

    3,0
    Enviada em 26 de janeiro de 2018
    Tommy Wiseau é apenas o diretor daquele que é considerado o pior filme de todos os tempos: The Room (2003). Porém, James Francopromete mostrar que há muito mais por trás deste polêmico nome em Artista do Desastre. com grande atuação de James Franco que também dirige esse filme que para mim foi uma grande surpresa mesmo ele tendo ficado fora da indicação ao Oscar por possíveis acusações de assédio sexual mas o filme em si É uma história muito interessante🌟🌟🌟
    Nelson J
    Nelson J

    Segui-los 12269 seguidores Ler as 1 192 críticas deles

    4,0
    Enviada em 12 de janeiro de 2018
    James Franco em grande atuação com seu irmão, neste file baseado na história real de Tommy, um obscuro ator que por falta de oportunidade resolveu fazer o seu próprio filme. Vale a pena.
    Birovisky
    Birovisky

    Segui-los 50 seguidores Ler as 196 críticas deles

    0,5
    Enviada em 16 de janeiro de 2018
    Inclui compilado de melhores cenas desta obra prima: h t t p s : / / rezenhando . wordpress . com /2018/01/16/the-room-o-melhor-dos-pior-filme-ja-visto/ The Room o melhor dos pior filme já visto! A pouco tempo foi lançado Mestre do Desastre, filme baseado no livro com mesmo nome e que já rendeu um Globo de Ouro a James Franco e está cotadíssimo para o Oscar. Mas o que ninguém sabe é de onde vem a fonte de inspiração para ambos, talvez esta seja uma das maiores referências cults do cinema, The Room, filme dirigido, roteirizado e estrelado por Tommy Wiseau, a mente brilhante por trás deste clássico de 2003 criando cenas memoráveis além de ser fonte inesgotável para memes. Confiram a “rezenha” crítica desta obra prima de como não se fazer um filme, ou como se deve? The Room basicamente narra o drama de um bancário chamado Johnny que até onde conseguimos entender não é reconhecido em seu trabalho e acaba por não ser promovido. Ama incondicionalmente Lisa e seus amigos. No entanto Lisa o trai com o melhor amigo de Johnny, Mark. O que era para ser um dramalhão torna-se uma comédia, das melhores, por causa de suas falas e cenas memoráveis. Tem um momento que eu ri muito quando Mark conta a história de uma mulher espancada e Johnny ri espontaneamente… além de vários outros momentos que acontecem no terraço do prédio (saiu mais caro gravar em estúdio do que se tivessem feito a cena em um terraço de verdade). Vou deixar neste post um compilado das melhores cenas do filme, impossível não rir. Até agora mijando com a cena da floricultura meu Deus! Qualquer motivo era oportunidade para jogar futebol americano. São tantas coisas que acontecem em algo que era pra ser monótono que impossível descrever em uma “rezenha”. Só sei que o filme conquistou um espaço do meu coração como uma das melhores comédias que assisti na vida, se não tivesse sido um filme sério, facilmente você poderia confundir com uma paródia de novela mexicana e se daria muito bem. Infelizmente James Franco e o seu Mestre do Desastre levarão os louros, mas que The Room vale a pena ser assistido ao menos uma vez na vida, vale! Tanto que fui correndo procurar outros filmes de Tommy Wiseau e olha… tem mais umas duas pérolas por aí perdidas no tempo. Ano que vem será lançado Best F(r)iends (aproveitando a fama que seu filme voltou a ter por causa do Mestre do Desastre) e juntamente com ele estrelando estará seu “amigo da onça” Mark, vamos aguardar! Curiosidades Até hoje existe um outdoor do filme em uma das principais avenidas dos EUA, mesmo QUINZE anos depois. Tommy Wiseau faz uma ponta no filme Mestre do Desastre. Iria assistir de novo? Sim! Minha nota é 5/5.
    cinetenisverde
    cinetenisverde

    Segui-los 8763 seguidores Ler as 1 122 críticas deles

    4,0
    Enviada em 5 de junho de 2018
    The Room é um filme especial para muita gente (eu incluso). A maioria dos filmes ruins são apenas filmes com um roteiro equivocado, baixo orçamento, atuações pedestres e uma direção perdida. Os sharknados da vida, por exemplo, são divertidos, mas foram já feitos sem a intenção de serem bons. E a saga Transformers apenas comprova que Michael Bay está cada vez mais senil. Já obras como The Room possui um charme em sua produção que transcende o trash, o gore ou qualquer outro atributo que você utilize para a categoria dos filmes ruins. Ele transcende de tal forma que ele merece um filme sobre ele, tal poder de sedução ele exerce para o cinéfilo apaixonado pelo Cinema e o que quer que seja que ele tem a oferecer. Vamos analisar um pouco o que é isso. cinetenisverde.com.br
    Phelipe A.
    Phelipe A.

    Segui-los 13 seguidores Ler as 110 críticas deles

    3,0
    Enviada em 18 de março de 2018
    Um filme não vira cult a toa e podemos ver isso em Artista do Desastre, um longa onde James Franco se supera e consegue fazer com que entendamos um pouco da mente maluca de Tommy Wiseau, o “gênio” por trás de The Room, o pior filme já feito. Artista do Desastre conta com James Franco como diretor, além de interpretar o protagonista Tommy Wiseau, um aspirante a diretor que se muda para Hollywood pra tenta alcançar o estrelato. Mas o que vai chamar a sua atenção no filme é o fato de ser baseado em uma história real, já que Tommy Wiseau junto com seu amigo Greg Sestero são os responsáveis pelo filme The Room, que foi lançado em 2003. O longa foi considerado o pior filme já feito em Hollywood, mas hoje é considerado cult e possui muitos fãs pelo mundo, incluindo James Franco e outros muitos produtores e pessoas envolvida com cinema. Franco conseguiu passar e mostrar o que Wiseau estava tentando dizer com The Room, apresentando os bastidores da produção e um pouco da vida do diretor/produtor/ator do pior filme de todos os tempos. É fascinante a maneira como é tratada a história dessa pessoa enigmática e muito maluca, sempre retratando tudo com humor o filme se torna engraçado, mas de repente você se vê rindo de algo que não tem graça para Tommy. Assim como seu filme, que ele próprio produziu como um drama e hoje é visto como uma comédia trash. James Franco é o próprio Wiseau “encarnado” durante o filme, junto com o elenco que não deixa nada a desejar. O filme mereceser visto mesmo por quem não conhece The Room, pois vai rir e ficar confuso com as ações de Wiseau, e realmente vale o ingresso e a diversão.
    Gustavo S.
    Gustavo S.

    Segui-los 11 seguidores Ler as 6 críticas deles

    3,0
    Enviada em 26 de abril de 2018
    James Franco tinha em suas mãos uma história que poderia ser facilmente uma comédia escrachada que tirasse sarro de Tommy Wiseau e de todas as coisas que ele tentou realizar e deu sua própria personalidade excêntrica, porém brilhantemente escolheram um caminho que poucos escolheriam, a de respeitar e tornar às escolhas do personagem compreensíveis mesmo que completamente absurdas, nos fazendo simpatizar e torcer por ele. Que bela atuação que James Franco no apresenta, os maneirismo, sotaque e linguagem corporal são muito similares aos de Tommy, ele rouba a cena em todos os momentos que está presente. Com ótimas atuações de todos os personagens secundários com exceção de Dave Franco, que considero o mais fraco na obra, e faz com que o filme perca muita força em atuação quando ele está sozinho em suas cenas. A comédia do filme não se baseia em piadas, mas sim nas bizarrices nos fazendo pensar que algo assim nunca poderia acontecer ou que alguém assim não existiria na vida real, logo não me vi gargalhando em nenhum momento do filme mas isso não o classifica como não divertido, muito pelo contrário, em nenhum momento senti o pesar do filme que passou voando e que até precisaria de um final mais longo. Um show de atuação com uma mensagem positiva por trás, com certeza uma das atuações que mais me marcaram nesses últimos tempos. Porém sinto que o filme é vazio em carga emocional e na própria comédia, onde em certos momentos nos são apresentados arcos dramáticos que não simpatizamos ou importamos, spoiler: como o da relação de Greg e Amber apenas para mostrar o ciúme que crescia dentro de Tommy , e momentos em que a comédia poderia ser muito mais explorada como nas situações em que Wiseau interage com qualquer um à sua volta ou nos momentos da gravação do tão aclamado/odiado The Room, passando um sentimento de desaproveitamento de uma história tão rica.
    andersonweiser
    andersonweiser

    Segui-los 6 seguidores Ler as 10 críticas deles

    3,5
    Enviada em 17 de janeiro de 2018
    Franco faz um filme cômodo como diretor, co-produtor e ator principal - um verdadeiro Wiseau com capacidade artística - mas nada que tire seu brilho e a essência e o resgate das cenas cômicas, histéricas e non sense de The Room. Ponto positivo pra trilha sonora. Me incomodou um pouco o personagem de Greg, feito pelo irmão de James Franco. Os irmãos são muito parecidos, têm o mesmo sorriso. Mas nepotismo no cinema nunca vai ser crime.
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema
    Back to Top