Meu AdoroCinema
Os Oito Odiados
Nota média
3,8
34 publicações
  • Almanaque Virtual
  • Chicago Sun-Times
  • Cinema em Cena
  • Cineplayers
  • Collider
  • Critikat.com
  • Diário de Pernambuco
  • The Guardian
  • Cineweb
  • ScreenCrush
  • Screen Rant
  • Boston Globe
  • Chronic'art.com
  • Cinemascope
  • Cinepop
  • O Globo
  • Omelete
  • Papo de Cinema
  • Quarto Ato
  • Rubens Ewald
  • Screen International
  • Télérama
  • The Hollywood Reporter
  • The Playlist
  • Variety
  • Zero Hora
  • CineClick
  • New York Times
  • Folha de São Paulo
  • Revista Interlúdio
  • Washington Post
  • Críticos.Com.Br
  • Gazeta do Povo
  • Télérama

Cada revista ou jornal tem seu próprio sistema de avaliação, que será adaptado ao sistema AdoroCinema, de 0.5 a 5 estrelas.

34 críticas da imprensa

Almanaque Virtual

por Rodrigo Fonseca

Neste faroeste invernal, a política é o indivíduo, a ideologia é o verbo lucrar, a esperança é um ganho congelado e a palavra “herói” é um sujeito oculto. É um espelho de uma governança em crise...

A crítica completa está disponível no site Almanaque Virtual

Chicago Sun-Times

por Richard Roeper

[...] uma emocionante experiência cinematográfica, repleta de um humor perversamente obscuro, performances dignas de prêmios e um enredo quebra-cabeça que nos mantém conjecturando até a sangrenta e brilhante cena final.

A crítica completa está disponível no site Chicago Sun-Times

Cinema em Cena

por Pablo Villaça

[...] Tarantino adora o processo narrativo em si, divertindo-se, por exemplo, ao repetir informações já marteladas, ao levar o público a rever certas passagens a partir de pontos de vista diferentes e ao antecipar elementos que outros realizadores manteriam em segredo [...] Quentin Tarantino é um gênio.

A crítica completa está disponível no site Cinema em Cena

Cineplayers

por Francisco Carbone

[...] Tarantino desenrola seu novelo de homenagem a Sétima Arte, celebrando o seu artesanato ao mesmo tempo que insere jogos de espelhos invertidos na sua trama, onde ninguém reflete, mas todos repetem o ofício de contar da maneira mais sedutora possível a bela história de suas vidas - e de suas mortes.

A crítica completa está disponível no site Cineplayers

Collider

por Matt Goldberg

Cada personagem traz pelo menos alguma nuance magnífica ao conjunto, e Tarantino coordena cada um deles como um instrumento musical. Como sempre, ninguém consegue pronunciar um diálogo de Tarantino como Samuel L. Jackson, que nunca esteve melhor...

A crítica completa está disponível no site Collider

Critikat.com

por Adrien Dénouette

Traçando uma representação totalmente inovadora da sociedade americana pós escravatura [...], o oitavo filme [de Tarantino] eleva-se a um patamar superior em relação ao instinto puramente corretivo de "Django Livro", saindo pela primeira vez do formol da cinefilia.

A crítica completa está disponível no site Critikat.com

Diário de Pernambuco

por Júlio Cavani

"Os oito odiados" confirma que o cinema tarantinesco é genial não por causa das colagens de referências, exageros, catrevagens (ainda bastante presentes) ou explosões gráficas, mas pelo senso anedótico com que conduz as emoções das mais diferentes plateias.

A crítica completa está disponível no site Diário de Pernambuco

The Guardian

por Peter Bradshaw

Quentin Tarantino criou mais um inteligente e estilizado filme de tirar o fôlego [...], mais uma vez liberando seu próprio tipo louco, engraçado e violento de gás nitrogênio na sala do cinema para todos os espectadores inalarem.

A crítica completa está disponível no site The Guardian

Cineweb

por Neusa Barbosa

O diretor estica ao máximo a expectativa da tragédia iminente. Como sempre, ele aposta muito nos diálogos provocativos, que vão delimitando o terreno dos duelos que se espera a qualquer momento que vão ser assumidos pelos muitos revólveres à disposição.

A crítica completa está disponível no site Cineweb

ScreenCrush

por Matt Singer

"Os Oito Odiados" é o projeto mais ousado de Quentin Tarantino, uma tentativa de rejuvenescer não apenas a carreira dos atores, mas toda a arte de contar histórias.

A crítica completa está disponível no site ScreenCrush

Screen Rant

por Ben Kendrick

O roteiro é empolgante e agitado, executado com uma direção de fotografia precisa (de Robert Richardson) e atuações afiadas de um talentoso grupo de atores veteranos.

A crítica completa está disponível no site Screen Rant

Boston Globe

por Ty Burr

Quentin Tarantino se acomoda no gênero do faroeste como se fosse um banho quente, lentamente e com grande prazer [...] O filme só tem 168 minutos de duração porque Quentin Tarantino [...] acredita que mais é mais. E, em algumas ocasiões, realmente é.

A crítica completa está disponível no site Boston Globe

Chronic'art.com

por Louis Blanchot e Yal Sadat

Prosseguindo com as releituras da história oficial, "Os Oito Odiados" afina a proposta e a tática [de Quentin Tarantino], abandonando momentaneamente as ambições de vingança em detrimento de um curioso faroeste coral e enclausurado.

A crítica completa está disponível no site Chronic'art.com

Cinemascope

por Lívia Fioretti

Questionador e sangrento, Os Oito Odiados pode não ser o melhor filme do diretor, mas com certeza é mais um no qual ele conseguiu transmitir perfeitamente sua marca de autoria.

A crítica completa está disponível no site Cinemascope

Cinepop

por Raphael Camacho

"Os Oito Odiados", que teve um orçamento por volta de 60 milhões de dólares, tem o mérito de ser muito bem explicado, até um narrador aparece mais forte nos desenrolares dos fatos, e a não linearidade da trama ajuda no suspense.

A crítica completa está disponível no site Cinepop

O Globo

por André Miranda

Para o diretor, não precisa fazer sentido com o resto, basta ser engraçado como eram os velhos filmes B, ou ultraviolento como muitos westerns. Mas, tirando o Tarantino do filme de Tarantino, o restante é muito bom.

A crítica completa está disponível no site O Globo

Omelete

por Marcelo Hessel

Este seu novo western funciona como um longo "impasse mexicano" entremeado por vaivéns no tempo, como o longa de 1992. De qualquer forma, o clímax apoteótico continua lá - talvez Tarantino nunca abra mão dele.

A crítica completa está disponível no site Omelete

Papo de Cinema

por Robledo Milani

O diretor, que também é roteirista de seus filmes – os dois Oscars que já recebeu foram nessa categoria – brinca como poucos com o domínio do enredo que está desenvolvendo e manipula a atenção da audiência a seu bel prazer, direcionando-a de acordo com seus interesses...

A crítica completa está disponível no site Papo de Cinema

Quarto Ato

por Carla Marinho

[...] embora não seja o melhor de seus filmes não é de forma alguma um trabalho esquecível. O diretor mostra-se afiado como sempre, e demonstrando a maturidade e completo domínio de câmera que, juntos, fazem dele um dos melhores diretores da atualidade.

A crítica completa está disponível no site Quarto Ato

Rubens Ewald

por Rubens Ewald Filho

Não se pode dizer que o filme seja cansativo apesar de sua longa metragem, até porque há cenas violentas de “gore” e um final surpreendente como seria de se esperar [...] Este aqui é um divertimento do diretor, com sua habitual verve e métodos. Como admirador dele, achei o resultado interessante...

A crítica completa está disponível no site Rubens Ewald

Screen International

por Tim Grierson

Com "Os Oito Odiados", Quentin Tarantino permanece sendo um diretor que se aventura e experimenta e sua ousadia cinematográfica impiedosa continua fazendo de seus filmes verdadeiros espetáculos...

A crítica completa está disponível no site Screen International

Télérama

por Pierre Murat

Esta é a marca do cineasta: um roteiro cheio de surpresas, armadilhas, duplos sentidos. Com algumas surpresas (a aparição de Channing Tatum após uma hora e quarenta e cinco minutos). E algumas reviravoltas: as vítimas não são vítimas, os carrascos se redimem. Tudo é um jogo.

A crítica completa está disponível no site Télérama

The Hollywood Reporter

por Todd McCarthy

[...] fica claro de que Tarantino tende a cada vez mais ignorar as virtudes da concisão e da construção simples, por simples paixão à própria prosa ou porque o comprimento não foi visto como um problema em seus últimos dois filmes [...]

A crítica completa está disponível no site The Hollywood Reporter

The Playlist

por Eric Kohn

Sejam bem-vindos novamente ao planeta Quentin Tarantino, um universo pessoal de pastiche cinematográfico, diálogos ultrajantes, violência cartunesca e narrativa labiríntica, que se move ao mesmo tempo que sai por tangentes de todos os modos possíveis.

A crítica completa está disponível no site The Playlist

Variety

por Peter Debruge

Poucos diretores tem satisfação maior em lembrar o público que eles estão assistindo a um filme e, embora o material em si possa parecer um pouco superficial o suficiente para atender um episódio de uma série televisão de uma hora [...] o tratamento de Tarantino o torna épico.

A crítica completa está disponível no site Variety

Zero Hora

por Daniel Feix

Tudo é mais sutil e refinado em "Os Oito Odiados" – menos o banho de sangue, é claro. Se há algo que pode incomodar o espectador é a duração dos dois primeiros atos, que são um tantinho arrastados, e alguma repetição de estilo...

A crítica completa está disponível no site Zero Hora

CineClick

por Daniel Reininger

Personagens fortes e bem desenvolvidos, ótima ambientação e fotografia inspirada fazem desse um dos filmes mais maduros do cineasta. Entretanto, as três horas de duração e ritmo lento da narrativa podem se mostrar desafiadores para boa parte dos espectadores.

A crítica completa está disponível no site CineClick

New York Times

por A.O. Scott

Tarantino se repete, repetindo fórmulas de uma maneira que raramente havia feito antes. Nenhum de seus outros filmes, até agora, tendeu ao tédio [...] com tanta frequência. Sua releitura provocadora da história é ofuscada por uma trama que consegue ser complicada e frágil.

A crítica completa está disponível no site New York Times

Folha de São Paulo

por Thales de Menezes

A falta de rimo, as soluções preguiçosas do roteiro e a ausência de arroubos criativos podem fazer um desavisado acreditar que este filme seja a obra de um imitador descarado do diretor. [...] Fica a sensação que Tarantino imitou Tarantino, e sem muita inspiração.

A crítica completa está disponível no site Folha de São Paulo

Revista Interlúdio

por Wellington Sari

Toda a série de truques extra-fílmicos, que antes soavam lúdicos, mostram-se vulgares, por estarem gradativamente tomando o primeiro plano [...] Pouco importa se Os Oito Odiados foi filmado em gloriosos 70 mm, se o cineasta não está interessado em captar o mundo em toda sua glória...

A crítica completa está disponível no site Revista Interlúdio

Washington Post

por Ann Hornaday

"Os Oito Odiados" não faz valer a pena seus intrigantes minutos iniciais e sua interessante premissa, desperdiçando sua tela em widescreen em uma trama verborrágica e claustrofóbica que termina, no estilo de Tarantino, em uma sequência repleta de derramamento de sangue e caos.

A crítica completa está disponível no site Washington Post

Críticos.Com.Br

por Octavio Caruso

“Os Oito Odiados” é um filme entediante. Um grandioso vazio costurado com toques do estilo característico do diretor [...] um olhar cansado, sem paixão. Diálogos previsivelmente longos em excesso[...] sendo defendidos por personagens caricaturais desinteressantes [...]

A crítica completa está disponível no site Críticos.Com.Br

Gazeta do Povo

por Sandro Moser

Longo demais, com o roteiro capenga e autorreferente, personagens mal construídos e atuações protocolares, o novo faroeste de Tarantino frustra até espectadores que, como eu, são fãs do diretor e também de faroestes.

A crítica completa está disponível no site Gazeta do Povo

Télérama

por Louis Guichard

Quanto mais Tarantino se diverte, menos ele diverte o espectador. Isso é algo novo. As discussões antes da carnificina nunca foram tão repetitivas, tão mornas, tão vazias. [... "Os Oito Odiados"] é um monumento à grandiloquência, onde tudo foi inchado para além do suportável.

A crítica completa está disponível no site Télérama
Quer ver mais críticas?
  • As últimas críticas do AdoroCinema
Back to Top