Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Adoráveis Mulheres
    Média
    3,1
    32 notas e 11 críticas
    distribuição de 11 críticas por nota
    1 crítica
    3 críticas
    4 críticas
    1 crítica
    1 crítica
    1 crítica
    Você assistiu Adoráveis Mulheres ?

    11 críticas do leitor

    Mayara C.
    Mayara C.

    Segui-los 16 seguidores Ler a crítica deles

    1,0
    Enviada em 11 de janeiro de 2020
    Filme chato com trama enrolada que não capta a atenção. Vontade de sair do cinema com uma hora de filme. Não recomendo.
    @canalcinema
    @canalcinema

    Segui-los Ler as 3 críticas deles

    5,0
    Enviada em 9 de janeiro de 2020
    O filme "Adoráveis Mulheres" inspirado no livro homônimo de Louisa May Alcott, que já foi interpretado em peças de teatro e óperas, agora chega nas grandes telas do cinema, pela mãos da roteirista e diretora Greta Gerwig, de um maneira mais leve e descontraída, e ao mesmo tempo leva o telespectador a refletir sobre a posição da mulher na sociedade, não só a do século 19, como alguns tabus ainda presentes desse tempo no século 21. Estrelado por Saoirse Ronan (Jo), Emma Watson (Meg), Eliza Scalen (Beth) e Florence Pugh (Amy), Laura Dern, Timothée Chalamet e Meryl Streep, o filme conta com um grande elenco. O filme conta a história de quatro irmãs,que vivem com sua mãe e esperam seu pai voltar da Guerra, que tem personalidades diferentes, onde cada uma quer seguir um caminho de vida diferente, onde Jo que é uma escritora e quer se destacar no mundo da literatura, Meg tem um sonho de se casar e ter a sua família, Beth quer ser uma grande pianista e Amy quer ser uma grande pintora, se tornando uma grande referência na pintura, porém após passar um tempo na casa da tia (Meryl Streep) é convencida que para salvar a família da pobreza, precisa se casa com um homem rico, já que segundo a tia, todas as suas irmãs não tem um futuro certo, pois não tem a chance de arrumar um bom casamento. Ainda há o vizinho, interpretado por Timothée Chalamet, que acaba sendo grande amigo de todas as irmãs em suas aventuras. A mensagem principal do filme "Adoráveis Mulheres" é a relação entre as irmãs, que apesar das brigas e dos rumos distintos que cada uma toma,que fazem o público dar muitas risadas e ao mesmo tempo muitas cenas emocionantes, todas permanecem unidas até o fim.
    Giselle Leigh
    Giselle Leigh

    Segui-los Ler as 4 críticas deles

    0,5
    Enviada em 17 de janeiro de 2020
    Sem dúvida a pior versão ciinematográfica desse clássico da literatura americana! Tiraram tudo o que havia de bom da história do livro e fizeram um filme enfadonho, chato com vários problemas de edição e continuidade. O roteiro é péssimo e completamete irregular. Péssimas atuações e péssimos atores. Quem não tem familiaridade com a história ficará completamente perdido! Superestimado pela crítica , esse é um filme longo e ruim. A versão anterior de 1995 com Winona Rider e Susan Sarandon é infinitamente superior em todos os sentidos. O mesmo pode-se dizer das versões anteriores com June Alllyson e Elizabeth Taylor(1948) e com a grande Katherine Hepburn (1933).
    Alan David
    Alan David

    Segui-los 99 seguidores Ler as 666 críticas deles

    3,5
    Enviada em 13 de janeiro de 2020
    Adoráveis Mulheres recorre a um elenco de primeira e com uma diretora em alta ascensão, recontando uma obra que não fica datada em vários aspectos e que dessa vez conseguiu na força daquelas irmãs e principalmente da sua protagonista (Saiorse Ronan) um desenvolvimento carismático e tranquilo de assistir. Para ler a crítica completa: http://www.parsageeks.com.br/2020/01/critica-cinema-adoraveis-mulheres.html
    Rodrigo Gomes
    Rodrigo Gomes

    Segui-los 59 seguidores Ler as 489 críticas deles

    3,0
    Enviada em 12 de janeiro de 2020
    Mediano. Mesmo sendo atemporal, com temas atuais em meio a liberdade feminina e empoderamento, é um filme tranquilo, sem grandes momentos, mas bem gostoso de assistir. O elenco vale todo o roteiro.
    Otavio W.
    Otavio W.

    Segui-los 13 seguidores Ler as 220 críticas deles

    2,0
    Enviada em 13 de janeiro de 2020
    Um filme🎬 que conta uma história de 4 irmãs👧, onde cada uma parece ter um 'dom' peculiar, todos voltados à arte e também com personalidades fortes💪, mesmo se passando numa época onde é bem difícil mostrar algum poder feminino, e o filme deixa isso bem claro🤔. Uma das irmãs é a protagonista 'rebelde' que mostra querer muito diante da própria realidade😶. As idas e vindas do filme entre passado, futuro, atos e sonhos deixam o filme🎬 confuso por vezes🤔, o que prejudica um pouco a imersão. Os romances💘 deixam claro a fragilidade da época, assim como a impossibilidade de tornar o filme mais atual ou até mesmo real🧐, alguns atos forçados deixam a desejar, fugindo demais da história😐, mesmo não querendo deixar de lado um lado mais humano atual👍. Nota 2 de 5 no Xinguê Movie Rating: ⭐⭐ . . . . . #CinetecaXinguê #filme #movie #cinema #Kinoplex #Itaim #Brascan #AdoráveisMulheres #LittleWomen #drama #irmãs #romance #histórias #sonho #família #doença #livros #arte #música #escritora #piano #pintura #dança #atriz #morte
    c4rlc4st
    c4rlc4st

    Segui-los 9 seguidores Ler as 277 críticas deles

    4,0
    Enviada em 14 de janeiro de 2020
    Chorei 3 vezes no filme. A mão delicada e sutil entrega que "Little Women" só pode ter sido idealizado por uma mulher. O respeito pelas personalidades das protagonistas, a valorização das memórias afetivas e os planos intimistas para nos envolver emocionalmente com os personagens são traços de uma direção que busca aflorar a intensidade dos sentimentos femininos. Mas como diz a protagonista, se engana quem pensa que mulher é somente coração. Há muita alma aqui e Greta Gerwig faz da sua obra um verdadeiro manifesto feminista, evidenciando o poder que mulheres e garotas têm dentro de si e revisitando um clássico de dois séculos atrás sob uma ótica moderna, com as críticas pontuais e bem fundamentadas sobre o papel da mulher na sociedade, acerca de trabalho, casamento e família. Esse incrível roteiro vem acompanhado de trabalhos exímios de figurino, design de produção e fotografia, que são magistralmente utilizados para costurar o vai e vem das linhas narrativas do passado e presente. A diretora erra a mão somente em deixar gordura demais ao focar em cenas aparentemente banais sobre as protagonistas, quando poderia utilizar o tempo de tela para desenvolver outras personagens, como as de Laura Dern, Chamalet e Odenkirk. Deixando de lado esse detalhe que pode tirar do filme espectadores menos acostumados com uma narrativa cadenciada, quem optar por ver e deixar se envolver, terá o prazer de sentir o furor e o calor de uma das obras mais tocantes de 2019.
    DUDU SILVA
    DUDU SILVA

    Segui-los 3 seguidores Ler as 60 críticas deles

    3,0
    Enviada em 13 de janeiro de 2020
    É um filme ok, nada de mais, acho que se eu fosse mulher eu iria gostar mais, ele é um pouco arrastado so uma vez que eu ri na maior parte não
    Isabelle
    Isabelle

    Segui-los 2 seguidores Ler as 42 críticas deles

    3,0
    Enviada em 19 de janeiro de 2020
    Difícil imaginar alguém que tenha gostado (e compreendido a sequencia dos acontecimentos) sem ter lido e relido na infância, como eu, os livros de Luisa May Alcott. Todos os personagens são antigos conhecidos meus, alguns correspondendo, em parte, à imaginação infantil, outros bem diferentes, inferiores em personalidade e encantamento (como o infantilizado Laurie). Mesmo permitindo resgatar memórias, o filme é apenas um passatempo, por vezes cansativo e apelativo, com ações que transcorrem em tempos diversos e confusos, com cenas do livro que parecem sem conexão, sentido ou relevância. Para mim, o filme é um bom teste de memória e a constatação de como As Mulherzinhas, As Mulherzinhas Crescem e A rapaziada de Jo contribuíram para a minha formação como leitora, aos 8 ou 9 anos de idade, mas nada acrescenta à mulher de hoje.
    tony f.
    tony f.

    Segui-los Ler as 3 críticas deles

    4,5
    Enviada em 11 de janeiro de 2020
    Gostei muito. Cenários e costumes convincentes. O roteiro tem uma coisa chata: aquele lance de voltar no tempo: "5 anos atrás" e depois avançar (fica bagunçado). Mas a história é agradável e os atores encarnaram bem na época, meado do Século 19. As legendas deixaram a desejar: tiveram que botar e tirar legendas muito rápido, pois as mulheres daquela época já falavam sem parar, rs. 4️⃣,5️⃣
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema
    Back to Top