Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Walachai
    Críticas AdoroCinema
    2,5
    Regular
    Walachai

    Volta pra casa

    por Lucas Salgado

    É quase um clichê dizer que o Brasil é um país de proporções continentais e culturas multiplas, mas filmes como Walachai comprovam que esta é mesmo a realidade. O título faz menção a uma cidadezinha no sul do país, a 70 km de Porto Alegre, em que a população se comunica em um dialeto alemão transmitido através de gerações. Ninguém ali, de fato, conheceu a Alemanha, mas foram "absorvendo" costumes de seus antepassados até que este se tornasse sua realidade.

    Walachai - FotoO documentário, logo de cara, se assume como um projeto bastante pessoal da diretora Rejane Zilles, que nasceu e passou a infância na região. É basicamente uma volta ao lar e através de uma narração em off convencional, a cineasta consegue passar o sentimento de retornar ao local.

    Se por um lado a pessoalidade dá um toque emocional ao visto em cena, por outro acaba sendo um problema o fato da cineasta não se definir entre "mostrar o local para o público" ou "revisitar memórias de sua própria experiência". Em alguns momentos, assumimos a perspectiva de um alienígena ali, sendo obrigado a confrontar situações bem incomuns. Mas em vários outros, somos obrigados a ver o local do ponto de vista da diretora.

    Walachai - FotoTal dualidade não é necessariamente ruim, mas as variações de ritmo prejudicam bastante a narrativa. Isso fica claro ao percebermos como o filme funciona melhor em seu terceiro ato, em que Zilles deixa um pouco de lado os exaustivos depoimentos para investir em comportamentos da população, refletidos em uma partida de futebol, em um sujeito que tira o dia para ficar sentado num ponto de ônibus na beira da estrada ou em um baile noturno.

    Produzido em 2009, o longa possui seus méritos, mas acaba sendo uma experiência mais sensorial. Fala em felicidade e no sentimento de casa, mas pouco disso é visto em cena. Consegue transmitir sim a sensação de paz, de um pedaço fora do nosso mundo urbano de todo dia.

    A presença inconstante da narração e o desnível de qualidade entre os depoimentos, com alguns interessantes, mas muitos dispensáveis, acabam jogando contra a produção. Não chega a ser um filme ruim, mas também não encantará à todos. 

    Walachai significa lugar longínquo, perdido no tempo, em alemão. Neste sentido, é curioso uma cidade viver para fazer jus ao próprio nome.

    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema

    Comentários

    Mostrar comentários
    Back to Top