Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Sete Homens e Um Destino
    Média
    4,2
    681 notas e 106 críticas
    distribuição de 106 críticas por nota
    15 críticas
    41 críticas
    36 críticas
    6 críticas
    0 crítica
    8 críticas
    Você assistiu Sete Homens e Um Destino ?

    106 críticas do leitor

    gianpaulo
    gianpaulo

    Segui-los 4 seguidores Ler as 30 críticas deles

    5,0
    Enviada em 23 de setembro de 2016
    Excelente filme, você não sente passar o tempo. Direção impecável. Atuações maravilhosas. Chama a atenção o tempo das gravações das batalhas extenso, mas muito bem filmados, muito convincentes. Ações de câmera tremendamente bem configuradas. Fotografia maravilhosa. Imperdível!
    Jake D.
    Jake D.

    Segui-los 60 seguidores Ler as 108 críticas deles

    3,5
    Enviada em 2 de outubro de 2016
    Sete Homens e um Destino... os remakes hoje em dia, em sua maioria são todos muito fracos, mas aqui temos um raro caso onde o filme, por mais que não consiga superar o original, ainda assim é competente. A história do filme é o seguinte: Os habitantes de um vilarejo sofrem com os ataques de um bando de pistoleiros, então Emma Cullen (Haley Bennett) deseja justiça e pede auxílio ao pistoleiro Sam Chisolm (Denzel Washington), que reúne um grupo especialistas para contra-atacar os bandidos. O filme é dirigido pelo Antoine Fuqua (Dia de Treinamento), e ele é muito bom, sabendo dirigir cenas de ação, trabalhando muito bem com os atores e acertando nos movimentos de câmera, além da boa edição. O roteiro é o principal problema do filme, recheado de clichês e diálogos terríveis, sem desenvolver nenhum personagem. Nas interpretações, todos estão muito bem, dando destaque para os protagonistas, Denzel Washington, Chris Pratt e Ethan Hawke além de serem carismáticos, sabem entregar uma boa atuação. A cinematografia do filme é sensacional, combina muito bem com a atmosfera do filme, e a trilha sonora é razoável, está longe de ser ruim, mas não vai marcar a ponto de superar a trilha do filme original. No final das contas, Sete Homens e um Destino (2016) é um bom filme, sendo assim um bom remake do clássico de 1960 (que inclusive é também uma releitura de Os Sete Samurais, de Akira Kurosawa). O novo filme, apesar de ser mal escrito, é bem dirigido, bem fotografado, com boas interpretações, e o mais importante de tudo, diverte o espectador. Recomendo!
    Carlos A.
    Carlos A.

    Segui-los Ler a crítica deles

    5,0
    Enviada em 24 de setembro de 2016
    Filmão Nota 10000, Sucesso Garantido Assistam Não Vão Se Arrepender, Eu Assisti e Recomendo!! 😉😊👍
    Thiago C
    Thiago C

    Segui-los 92 seguidores Ler as 152 críticas deles

    3,5
    Enviada em 26 de setembro de 2016
    Do diretor de 'Dia de Treinamento', releitura do clássico foca na ação e no entrosamento de seu elenco de astros miscigenados (Chris Pratt roubando a cena, para variar) ao invés do alicerce mítico do western que tanto falou pela sociedade americana ao longo de décadas de filmes.
    Hugo D.
    Hugo D.

    Segui-los 1058 seguidores Ler as 318 críticas deles

    2,5
    Enviada em 4 de janeiro de 2017
    Temos aqui um filme de faroeste muito longo e que se perde um pouco na apresentação dos personagens, alguns diálogos deveriam ser mais objetivos uma vez que o longa foi transformado num bang-bang de ação. Existe um certo exagero numas cenas e momentos fracos em outras, pra mim um filme médio, que não empolgou tanto.
    Davison P.
    Davison P.

    Segui-los 100 seguidores Ler as 132 críticas deles

    5,0
    Enviada em 9 de outubro de 2016
    Sete Homens e um Destino Chisolm (Denzel Washington) é um caçador de recompensas e quando busca mal feitores num condado que fora dominado pelo malvado Bart Bogue (Peter Sarsgaard) que dominou as minas de ouro e quer obrigar todos da cidade a vender suas terras por um preço muito abaixo, matando alguns moradores que não concordam, desperta o ódio da jovem Emma Cullen (Haley Bennett) que teve seu marido assassinado em sua frente e da cidade toda por Bart Bogue, Emma resolve juntar todos seus pertences para pagar o serviço e Chisolm aceita e recruta mais seis profissionais para defender o condado, Josh Faraday (Chris Pratt) um ladrão que sabe alguns truques de mágica, muito engraçado e importante na história, Goodnight (Ethan Hawke) amigo de Chisolm e também caçador de recompensas um homem com a mira certeira, mas que tem lá seus segredos e carrega consigo um jovem profissional com as facas Billy Rocks (Lee Byung Hun), Jack Home (Vincent D'Onofrio) um senhor muito violento e também muito sentimental que adora matar com as mãos, Red Harvest (Martin Sensmeier) um jovem índio que resolve ajudar Chisolm por honra, eu gostei muito deste personagem, ele quase não fala, mas usa arco e flechas e uma pintura no corpo que me encantou bastante, juntos eles precisam poteger a honra de um condado que está indefeso e com medo desse homem que é malvado de alma e coração. Bom galera já adianto aqui que este filme na minha opinião está entre os três melhores do ano, junto com O Regresso e Batman vs Superman, até agora os únicos filmes que eu dei 5 estrelas, bom este não é só uma releitura e nenhum filme de Bang Bang qualquer, a história é muito forte, os sete personagens estão muito bem, ajudando a jovem viúva, o vilão é um baita de um "FDP" que te deixa muito incomodado com tanta maldade, as cenas de ação são bem dinâmicas e super legais, a fotografia do filme é muito linda, os efeitos de sonoplastia são excelentes e o filme cumpre a proposta de divertimento e ação, são duas horas e dez minutos muito bem distribuídas, você até fica triste quando o filme acaba, porque na verdade você quer mais, recomendo galera.
    Aurelio Cardoso
    Aurelio Cardoso

    Segui-los 52 seguidores Ler as 95 críticas deles

    3,5
    Enviada em 26 de setembro de 2016
    Mesmo ressabiado depois de horriveis remakes recentes, como TARZAN, CAÇADORES DE EMOÇÃO, e BEN HUR, até que este novo SETE HOMENS E UM DESTINO, não faz feio. Soa mais como uma homenagem respeitosa e com classe, ao clássico dos anos 60, e claro colocando uma linha mais depurada no estilo de ação e violência para atender o gosto das plateias atuais. Em alguns quesitos, é claro perde, mas no todo se salva e rever um legitimo Western na telona vale e muito, ainda mais se for em IMAX. Uma das modernidades desta versão Século XXI é a respeitabilidade com as minorias fazendo alguns dos SETE HOMENS serem representados por um asiático, um latino, um indio da tribo comanche, um irlandês e um descendente de franceses, papel de ETHAN HAWKE e claro na liderança o afro americano DENZEL WASHINGTON, um legitimo OBAMA no velho oeste, ajudando uma mocinha indefesa na luta contra um poderoso empresário, que parece viver sempre chapado. Aliás um personagem insipido, perto do vilão do original vivido por ELI WALLACH, o malvado mexicano Calvera. No final junto com os créditos de encerramento a homenagem ao grande clássico, se fecha com a execução da trilha original de ELMER BERSTEIN. De emocionar e valeu a homenagem aos eternos SETE HOMENS, sejam eles Samurais ou pistoleiros, soldados ou guerreiros das galáxias.
    Carlos Henrique S.
    Carlos Henrique S.

    Segui-los 5512 seguidores Ler as 799 críticas deles

    3,5
    Enviada em 23 de setembro de 2018
    Um filme com bom elenco e com um tema bastante interessante tem como dar errado?.A resposta é:sim e não pois 7 homens e um destino até consegue ser bom,mas não quanto poderia ser.Sete Homens e um destino é um filme western que conta com um elenco de peso e narra a história de um pequeno vilarejo que sofre nas mão de saqueadores,revoltada com isso Emma Cullen pede ajuda a um pistoleiro que reúne um grupo para acabar com os saqueadores.A história é bem fluida mas sofre com falhas no roteiro que de certa forma atrapalha um pouco mas não tira o divertimento da história.As atuações são muito boas com destaque para Chris Pratt que tem um carisma absurdo e ele tem grande importância no desfecho do filme,Denzel Washington vai bem ele tem presença e se mostra um ótimo líder,mas senti falta dele no final.O roteiro é simples e apresenta falhas por ser preguiçoso em reunir o grupo quase que por acaso.A direção é boa por parte do Antoine Fuqua que tem um bom trabalho em todas as sequência de bang bang.No geral é um bom filme que possui algumas falhas de roteiro e que também deixa a desejar no que condiz material humano que poderia ser mais caprichado e gerar um western de maior qualidade.
    Edpo P.
    Edpo P.

    Segui-los 1 seguidor Ler a crítica deles

    3,0
    Enviada em 23 de setembro de 2016
    Senti falta de um toque "Quentin Tarantino" com seus efeitos, direção e fotografia, assim, mereceria 5 estrelas.
    Lucio M.
    Lucio M.

    Segui-los 7 seguidores Ler as 6 críticas deles

    4,0
    Enviada em 21 de junho de 2017
    Em um pequena vila do velho oeste dominada por um tirano milionario, sete pistoleiros renegados se unem e resolvem defender o lugar. Tendo como base o Classico original homônimo da decada de 60, o remake segue seu proprio caminho sob a direção de Antoine Fuqua. Desde "Os Imperdoáveis" o cinema americano vive um dilema nos seus faroestes, isto porque o filme de Clint Estwood redefiniu o gênero, com isso para se fazer um bom faroeste o roteiro precisa convencer. No caso de "7 homens e um destino" não é necessário muito esforço pois o mesmo segue a premissa do original, criando a partir daí sua própria identidade. Se por um lado o filme carece de uma interação que aproveitasse mais os aspectos étnicos de seus personagens, é na objetividade do roteiro -mesmo sem ser brilhante- que o longa ganha força. As tomadas de ação principalmente as que envolvem a batalha espetacular do final eleva o longa a um climax excepcional e sobretudo dando um ar épico e ao mesmo tempo tenso do campo de batalha. Denzel Washington e Ethan Hawke a dupla de "Dia de Treinamento" são os responsáveis pela atuações mais destacadas do filme, com um menção especial para a excelente performance de Vincent D'Onofrio que interpreta com maestria um devoto assassino de aluguel. Para muitos trata-se apenas de um remake genérico, ainda que seja, podemos afirmar que se trata de um "genérico" por assim dizer "Magnifico".
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema
    Back to Top