Meu AdoroCinema
Steve Jobs
Média
3,8
365 notas e 35 críticas
14% (5 críticas)
37% (13 críticas)
40% (14 críticas)
3% (1 crítica)
6% (2 críticas)
0% (0 crítica)
Você assistiu Steve Jobs ?

35 críticas do leitor

Alan David
Alan David

Segui-los 27 seguidores Ler as 452 críticas deles

3,5Bom
Enviada em 18/01/16

belíssimas atuações, com Fassbender muito a vontade e competente no papel de Steve Jobs, só que o filme retrata 3 momentos da carreira dele, tentou dramatizar sua história com sua filha nessas 3 etapas, nisso o longa deixar a desejar, poderia ser muito mais completo do que foi.

Thiago H. C.
Thiago H. C.

Segui-los 11 seguidores Ler as 147 críticas deles

5,0Obra-prima
Enviada em 17/01/16

Pensando diferente, o roteirista Aaron Sorkin e o diretor Danny Boyle tornam a vida de Steve Jobs num interessante e virtuoso filme de bastidores, apresentando um inteligente roteiro de diálogos ágeis e bem escritos, o que faz com que Kate Winslet e Michael Fassbender entreguem ótimas atuações.

Nelson J.
Nelson J.

Segui-los 66 seguidores Ler as 661 críticas deles

4,0Muito bom
Enviada em 16/01/16

Fassbender está muito bem, assim como as interações com Kate Winslet, Seth Rogen, Jeff Daniels e a filha Lisa interpretada por diferentes atrizes. Estranhei não concorrer ao Oscar de Melhor Roteiro. Este filme está focado na personalidade de Jobs que o moveu para a inovação e desprezo pela indústria da melhoria contínua. Ele representa a ruptura com o status quo e não mede esforços para atingir seu objetivo. Por ter sido adotado, devolvido e depois novamente correr o risco de ser devolvido pela segunda família adotiva, devido a um processo da mãe biológica, Steve foi mal construído como pessoa, de acordo com a suas próprias palavras e dai a sua dificuldade em reconhecer sua filha biológica. Belo filme.

Marco G.
Marco G.

Segui-los 13 seguidores Ler as 244 críticas deles

3,5Bom
Enviada em 16/01/16

O filme trata de mostrar a genialidade e personalidade difícil do personagem. Mesmo com bons atores e roteiro, não acredito que tenha sucesso na premiação do Oscar.

Dani A.
Dani A.

Segui-los 1 seguidor Ler a crítica deles

2,0Fraco
Enviada em 25/12/15

A história de vida dele é muito mais interessante do que o que foi retratado no filme. Achei o filme sem graça.

Jean X.
Jean X.

Segui-los Ler a crítica deles

3,5Bom
Enviada em 17/01/16

Estamos em 2016, eu sempre espero um pouco mais dos filmes. O filme é basicamente todo dentro de um prédio. Contudo é um bom filme.

Diego D.
Diego D.

Segui-los Ler a crítica deles

1,0Muito ruim
Enviada em 17/01/16

Filme sem muita criatividade não mostra direito a história de jobs, talvez se mostrasse a evolução da Apple até a morte dele!! não gostei é de dormir o filme. rss

Kamila A.
Kamila A.

Segui-los 112 seguidores Ler as 379 críticas deles

3,5Bom
Enviada em 25/02/18

“Músicos tocam instrumentos. Eu comando a orquestra”. Essa frase, que é dita por Steve Jobs (Michael Fassbender, em performance indicada ao Oscar 2016 de Melhor Ator) para seu antigo sócio Steve Wozniak (Seth Rogen), é perfeita para explicar o por quê de Jobs ter sido visto como gênio mesmo sem saber programar, desenhar ou criar uma linguagem inovadora. Jobs foi considerado um visionário por saber reunir, sob sua liderança, os melhores profissionais em cada área e que trabalhavam por um propósito comum: a criação de produtos que revolucionariam o mundo tecnológico. Steve Jobs, filme dirigido por Danny Boyle, conta a história da personagem por meio do retrato dos bastidores de três lançamentos de produtos idealizados por Jobs: o Macintosh, em 1984; o NeXT, em 1988, e o iMac, em 1998. Em comum entre os três lançamentos, o fato de que vemos Steve interagir com as mesmas pessoas: Joanna Hoffman (Kate Winslet, em performance indicada ao Oscar 2016 de Melhor Atriz Coadjuvante), sua chefe de marketing; o já citado Steve Wozniak; John Sculley (Jeff Daniels), antigo CEO da Apple; Chrisann Brennan (Katherine Waterston), sua antiga namorada; Andy Hertzfeld (Michael Stuhlbarg), que fez parte da equipe de desenvolvimento do Macintosh; e, por fim, sua filha Lisa (interpretada por Perla Haney-Jardine, Ripley Sobo e Makenzie Moss). As interações de Steve Jobs com essas pessoas são muito importantes para que possamos compreender quem ele foi. Não há dúvida sobre a importância que Jobs teve para o mundo da tecnologia e que ele, realmente, era um visionário que calculava seus passos com bastante cuidado. Mas, também não há dúvida, de que ele era uma pessoa muito difícil, vingativa e que, na realidade, não era um líder, e sim um chefe para seus subordinados. Steve Jobs é um filme que tem a marca de seu roteirista Aaron Sorkin (que escreveu o roteiro tendo como base o livro de Walter Isaacson): uma obra baseada na força da palavra. São muitos diálogos e poucos momentos de silêncio – a maior parte deles quando vemos a personagem central claramente refletindo, na medida do possível e da correria daqueles momentos que antecediam os lançamentos de grandes produtos, sobre qual seria seu próximo movimento.

Ricardo L.
Ricardo L.

Segui-los 43 seguidores Ler as 1 006 críticas deles

3,0Legal
Enviada em 11/12/17

Esperava mais! Um filme que mostra a trajetória de ações importantes de Jobs e suas consequências e sua relação conturbada com sua filha à qual o deixa num estado de nervos. tem momentos de diálogos super acelerados, claro que inteligentes, mas em alguns momentos exagerados, sem pausa, trazendo a sensação de correria na direção. Temos aqui ótimas atuações de Maichol Fessebender e kate Winslet, ambos indicados ao óscar por esses personagem. Steve Jobs é bacana, mas poderia ter sido mais abrangente e menos acelerado.

Jairo D.
Jairo D.

Segui-los Ler as 302 críticas deles

3,5Bom
Enviada em 11/08/17

'Steve Jobs' é um bom filme, traz um dos roteiros mais refinados que o cinema americano já viu nos últimos anos.

Quer ver mais críticas?
  • As últimas críticas do AdoroCinema
Back to Top