Meu AdoroCinema
O Ataque
Média
4,3
915 notas e 75 críticas
29% (22 críticas)
23% (17 críticas)
25% (19 críticas)
12% (9 críticas)
8% (6 críticas)
3% (2 críticas)
Você assistiu O Ataque ?

75 críticas do leitor

Pedro L.
Pedro L.

Segui-los 8 seguidores Ler a crítica deles

3,5
Enviada em 06/09/13
Cerca de cinco meses após "Invasão à Casa Branca" (Olympus has Fallen, no original) desembarcar em terras tupiniquins, o prédio que abriga o político mais importante do planeta volta a ser um alvo em O Ataque (White House Down), do piromaníaco Roland Emmerich (2012; O Dia Depois de Amanhã; Independence Day; ele adora acabar com o mundo!). O filme é protagonizado por um homem, John Cale (Channing Tatum), com uma relação conturbada com sua filha Emily (Joey King)- filha esta, amante do presidente dos EUA e da Casa Branca-, que se candidata a um emprego no Serviço Secreto Americano, tendo sua entrevista marcada na própria Casa Branca. Claro, ele leva a sua filha para conhecer o local. Ele não consegue o emprego, mas de forma alguma poderia imaginar que justamente neste dia o prédio seria atacado por um grupo misterioso e ele acabaria tendo de proteger o Presidente James Sawyer (Jamie Foxx). O Ataque não traz nenhum tipo de inovação para os filmes de ação, mas é bastante divertido. Os efeitos especiais são, no geral, bem aplicados, e como todos sabem, o diretor gosta de destruir coisas. Explosões e incêndios são frequentes, e no aspecto visual a obra não decepciona. O roteiro tem aqueles probleminhas básicos dos quais sofrem vários dos blockbusters de ação: o que importa é explodir tudo, e tudo é motivo para tiroteios e brigas. Claro, essa é a proposta do filme, afinal, mas o roteiro acaba sendo prejudicado por algumas incoerências e furos- que todos sabem que vão existir nesses filmes-, mas nada tão crítico. Aquela velha side-story de redenção familiar também dá as caras, e ajuda- apesar de ser um baita clichê- a tornar o protagonista mais humano. Como também não poderia deixar de ser, o filme apresenta aquele patriotismo que só os nossos colegas norte-americanos conhecem tão bem. Pelo menos isso não prejudica tanto o roteiro, que por sua vez é posto com bastante competência na tela e proporciona boas atuações de Tatum e Foxx. O Ataque é um blockbuster genérico de ação, com exaltação dos EUA, alguns furos e muitas, muitas explosões. Apesar de seus claros problemas, o filme consegue entreter, tendo até algumas boas sacadas. Não é uma obra obrigatória, mas é bastante competente como uma simples fonte de diversão descompromissada.
Rafael A.
Rafael A.

Segui-los Ler as 15 críticas deles

3,0
Enviada em 07/11/13
Um filme que dá a sensação que faltou algo, mas que embora seja muitas das vezes apelativo tem cenas que salvaram o filme, além de excelentes atuações do Fox e da atriz infantil.
Daniel L.
Daniel L.

Segui-los 8 seguidores Ler as 21 críticas deles

3,0
Enviada em 29/09/13
Filme sobre Casa Branca, sequestro de presidente, mocinho que salva todos matando todos os bandidos sem levar um tiro, muitas explosões. Ih, lá vem mais um filme de ação repleto de clichês. Tudo bem, mas e se... os próprios personagens tiram sarro desses clichês? Bem, aí o filme começa a merecer uma chance. Mas não é apenas por isso que O Ataque merece uma chance. É um blockbuster de ação, com pedigree na direção (Roland Emmerich), muito bem feito, que usa e abusa dos takes aéreos (o que deixa o filme lindo e nos deixa morrendo de vontade de conhecer a capital americana e toda história contida naquele lugar – sim, li O Símbolo Perdido de Dan Brown). Explosão tem, mas de forma balanceada, agradando quem gosta e quem não gosta (mas sinceramente, se você não gosta de filme de tiro e explosão, o que está fazendo aqui? Calma, você terá motivos para assistir mesmo sem gostar de tiro e explosão). E tem reviravolta também. Tudo bem, a história é bem batida, porém apresenta reviravoltas interessantes, apesar de não serem extremamente engenhosas. O contraste entre o começo de filme feliz com o pai atrapalhado tentando reconquistar a filha e o meio do filme com mortes e bandidos se dando bem funciona e te faz vibrar diversas vezes com o desenrolar da película. O trio principal de heróis funciona bem, sem grandes pretensões. São deles e entre eles que saem piadinhas muito boas que quebram o clima de tensão das explosões e dos tiros e te tiram algumas risada spoiler: (até radar multando helicóptero tem! E você reclamando dos pardais no Brasil). Channing Tatum não se prende ao clichê dos tradicionais mocinhos de filmes de ação. Além disso, pasmem, spoiler: não aparece sem camisa em nenhuma cena, por incrível que pareça. Joey King é a filha antenada com blog que não é blog e sim um canal do youtube que fez o seu papel e só, nenhum novo prodígio de holywood. E Jamie Foxx, contente com seu Oscar, faz um papel descontraído de um presidente engraçadinho criado a leite-de-pêra que nunca pisou em um campo de batalha. Nada que vá te tirar lágrimas, pode ir despreocupado. Os vilões, em minha opinião, são um dos pontos fortes do filme. spoiler: São legais, não erram tiros (só no começo do filme) e, pasmem, são americanos. Lembra quando falei dos clichês lá no começo? Os vilões não são um deles, definitivamente. spoiler: Nada de terrorista árabes ou loucos da Coréia do Norte. A crítica aqui é à paranoia que tanto cresceu nos americanos após o onze de setembro, que não distingue classe ou status social e é encontrada tanto no cidadão trabalhador quanto no chefe de segurança do presidente ou no senador apoiado pela indústria bélica. Destaque para James Wood e Jason Clarke. O Ataque é um filme sem lições de vida, sem grandes atuações, que te faz vibrar e se divertir bastante durante duas horas. Precisa mais? E não é toda hora que você vê um filme patriota americano que brinca com a paranoia pós onze de setembro ou com os clichês dos filmes de ação. spoiler: Porque relógio de bolso dado pela mulher salvando a vida do presidente de um tiro é para rir mesmo.
Felipe B.
Felipe B.

Segui-los 9 seguidores Ler a crítica deles

4,0
Enviada em 12/09/13
"Um filme de ação cercado de suspenses" seria a frase que melhor definiria a criação de Emmerich. Com um roteiro, notoriamente, bem traçado do início ao fim, o filme consegue prender o telespectador em suas duas horas de duração, com uma história instigante de um pai dividido entre salvar sua filha das mãos dos que poderiam ser possíveis terroristas, ou salvar o homem mais poderoso do mundo. Vale a pena assistir! spoiler: E pago $1 para quem realmente não se arrepiar com a cena final a pequena Emily hasteia a bandeira americana e pede o cessar fogo.
Marcos A.
Marcos A.

Segui-los 12 seguidores Ler as 123 críticas deles

2,5
Enviada em 06/09/13
Mais um filme com terroristas detonando algo nos Estados Unidos (agora foi a Casa Branca), mas desta vez a patriotada foi longe demais, depois de longos 30 minutos mostrando como os Estados Unidos são os "defensores" do planeta, começa alguma ação que é sempre cortada por mais cenas patriotas. De qualquer forma, tem duas cenas interessantes e mais nada. Pena que a bela Rachelle Lefevre (Melaine) aparece pouco na tela.
André da S. Ribeiro
André da S. Ribeiro

Segui-los 39 seguidores Ler as 43 críticas deles

3,5
Enviada em 17/11/13
Rolland Emmerich volta mais uma vez dirigindo filme no seu estilo com mt explosão e destruição que são sua marca registrada. Channing Tatum se destaca novamente, vem bem na carreira com bons filmes no currículo e neste tbm não foi diferente, tem pequenas falhas de desenvolvimento, mas no geral é um bom filme, pois cumpre mt bem seu papel de diversão.
Marcio B.
Marcio B.

Segui-los 7 seguidores Ler a crítica deles

1,5
Enviada em 14/09/13
Arrependi de ter assistido e sinceramente quase sai no meio da sessão. Seria um duro de matar em dose dupla. Efeitos especiais muito forçados para o meu gosto.
Fernando S.
Fernando S.

Segui-los 9 seguidores Ler as 2 críticas deles

5,0
Enviada em 08/09/13
Muito massa, Ação do começo ao fim e as cenas são muito boas, Curti Haha
João Paulo L.
João Paulo L.

Segui-los 5 seguidores Ler as 2 críticas deles

5,0
Enviada em 05/11/13
Nas cenas de ação o filme me empolgou bastante. E apresenta falhas como na facilidade de invadir a Casa Branca.
Senhor Ivan
Senhor Ivan

Segui-los 489 seguidores Ler as 2 819 críticas deles

3,0
Enviada em 26/10/13
Rolland Emmerich meu filho,seu sonho é detonar a Casa Branca?Já é o terceiro filme,em que ele tenta o tal feito.É tanto ponto negativo nesse filme,que ás vezes fica bem difícil citar quase que a mesma ideia em de transformar amadores,em profissionais não é!O roteiro,é o objeto mas inútil de todo o filme,onde se salva apenas nas ótimas cenas de ação,envolvidos a efeitos de primeira que consegue satisfazer realmente alguma coisa.O resto...é resto.
Quer ver mais críticas?
  • As últimas críticas do AdoroCinema
Back to Top