Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Bem-Vindo a Nova York
    Média
    3,5
    27 notas e 6 críticas
    distribuição de 6 críticas por nota
    0 crítica
    3 críticas
    2 críticas
    0 crítica
    1 crítica
    0 crítica
    Você assistiu Bem-Vindo a Nova York ?

    6 críticas do leitor

    F. V. Fraga
    F. V. Fraga

    Segui-los 88 seguidores Ler as 64 críticas deles

    4,0
    Enviada em 11 de novembro de 2014
    BEM-VINDO A NOVA YORK / Welcome To New York (2014) é dirigido por Abel Ferrara e estrelado porGérard Depardieu, que interpreta Dominique Strauss-Kahn com o codinome de Devereaux, narrando uma livre interpretação dos acontecimentos, brevemente anteriores e posteriores, à acusação de abuso sexual. É um filme sobre a doença e a onipotência humana, que demonstra de forma simbólica os bastidores de alguém que lida com a responsabilidade de dirigir o FMI (Fundo Monetário Internacional), mas que mesmo possuindo tanto poder, não deixa de ter seus defeitos e "pecados" demasiadamente humanos. Nota: 8 Acompanhantes de Luxo. (Ótimo)
    Isis Lourenço
    Isis Lourenço

    Segui-los 3332 seguidores Ler as 753 críticas deles

    3,0
    Enviada em 7 de maio de 2016
    O oposto do amor não é o ódio e sim a indiferença. Esse filme retrata bem a vida de um viciado em sexo que além disso também tem grana e um cargo de poder que facilita muito suas investidas, o filme não tem surpresa, logo no início você já sabe o que te espera:a realidade nua e crua, mas mesmo assim você vê porque não acredita que já sabe de tudo e que o protagonista não pode nos convencer do contrário.
    Sidnei C.
    Sidnei C.

    Segui-los 84 seguidores Ler as 101 críticas deles

    3,5
    Enviada em 26 de outubro de 2014
    Em 2011, um fato escandaloso envolvendo o então diretor do FMI, o francês Dominique Strauss-Khan, bombou nos noticiários internacionais. Tratava-se de uma acusação de tentativa de estupro feita por uma camareira de um luxuoso hotel de Nova York. Três anos depois, o polêmico Ferrara, responsável por obras premiadas como Vício Frenético e O Rei da Noite, aportou em Cannes com Bem-Vindo a New York, contando a estória ficcional de George Devereaux (Depardieu, arrasando!), um político viciado em sexo envolto num escândalo deste porte. Obviamente, o paralelo é direto ao caso de DSK porém disfarçado de “mera coincidência”, já que o executivo entrou imediatamente com um processo contra os produtores e diretor na tentativa de barrar a exibição do filme. Verdade ou mentira, a questão que interessa a nós cinéfilos é uma só: Welcome to New York é uma retomada do diretor ao seu corajoso estilo, depois de vários trabalhos irregulares e inexpressivos como 4:44 – O Fim do Mundo. Depois de uma noite inteira de sexo grupal com prostitutas em um luxuoso hotel, o político francês George amanhece nu diante de uma humilde camareira desavisada que, então, ele tenta abusar sexualmente. Ao tentar sair do país, é preso no aeroporto e levado algemado para a delegacia, onde sua vida é exposta sem concessões. Ferrara coloca seu DSK fictício em uma via-crucis em que a vida e a morte se confundem com crime e castigo e faz um estudo sobre a conduta absolutamente imoral de um homem que até então julgava-se acima da lei. A atuação impecável de Depardieu, que se expõe sem pudores em cenas de sexo ousadas, é mais um dos grandes trunfos do longa e o coloca desde já no páreo para a disputa das principais premiações de melhor ator do ano como Globo de Ouro e Oscar (isso claro, se o mundo for justo!), além de Bisset, que faz sua elegante esposa, que é lançada num turbilhão de escândalos. Um dos grandes filmes de 2014, que certamente figurará em várias listas entre os melhores do ano.
    cinetenisverde
    cinetenisverde

    Segui-los 17214 seguidores Ler as 1 122 críticas deles

    4,0
    Enviada em 17 de janeiro de 2017
    Devereaux, o personagem de Gérard Depardieu em mais um papel memorável, é um intelectual que está no topo da cadeia do mercado financeiro e que ainda é casado com uma esposa bilionária. Por onde passa espalha admiração. É um senhor fisicamente grande e desengonçado, mas educado e cordial. Fora isso é um pervertido sexual que simplesmente não consegue se controlar diante de uma mulher, e é isso que abala completamente as estruturas sociais de sua vida bem-sucedida.
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema
    Back to Top