Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Rocketman
    Média
    4,1
    470 notas e 78 críticas
    distribuição de 78 críticas por nota
    31 críticas
    21 críticas
    17 críticas
    3 críticas
    6 críticas
    0 crítica
    Você assistiu Rocketman ?

    78 críticas do leitor

    RENEW08
    RENEW08

    Segui-los Ler as 14 críticas deles

    4,0
    Enviada em 5 de julho de 2020
    Não conheço muito a carreira do Elton John, mas o filme é realmente bom. O filme mostra momentos importantes da vida de Elton John,momentos curiosos e momentos bem pesados. vale a pena assistir, a historia se desenrola bem, e no final, eu consegui sair com uma boa impressão do cantor e pianista.
    Emanuel Madeira
    Emanuel Madeira

    Segui-los Ler as 3 críticas deles

    5,0
    Enviada em 18 de maio de 2020
    Fui assistir ao Rocketman, a tão aguardada cinebiografia do Elton John que vem dividindo opiniões de críticos, e que, vou dizendo logo de cara, já deveria ser um dos longas cotados ao Oscar 2020. Depois do sucesso estrondoso de Bohemian Rhapasody, a ‘’biopic’’ de Freddie Mercury, um dos mais famosos rockstars dos anos 80, se não for o mais famoso, o diretor Dexter Fletcher aposta agora na biografia de Elton John, e o esforço vale a deixa: o longa, é ainda melhor. Para alguém que nasceu nos anos 90 Elton John significa o homem atrás do piano, que imortalizou O Rei Leão com ‘Can you feel the love tonight’. Elton John significa o artista dos anos 70 de hits românticos, de letras melosas e melodiosas que se ouvidos hoje, estão ultrapassados. Elton John é o cara que canta em velórios chiques, compôs ‘’Candle in the Wind’’ por ocasião da morte de Marylin Monroe (ou Norma Jean Baker, para os íntimos), música que ficou mundialmente conhecida ao repetir a canção no velório da Princesa Diana. E finalmente, para nossa geração, Elton John significa um artista gay assumido, casado, que aos 70 anos de idade pôde se tornar pai, e segue tocando em shows beneficentes para ONGs, além de tocar semanalmente em Las Vegas e turnês mundiais. Mas, existe o cara que nasceu nos anos 90 antes de assistir Rocketman, e um cara que nasceu nos anos 90 depois de ter assistido Rocketman. Minha primeira consideração pós Rocketman é que tudo o que conhecia sobre Elton John não era nem a ponta dos seus óculos extravagantes, diante da extravagância de sua trajetória até a fama, cheia de complexidades emocionais. Sua vida foi tensa, trágica, eufórica, colorida e excêntrica, e o reflexo disso são as letras que canta de maneira ainda mais profunda do que foram as letras de Freddie Mercury. Prometo, não irei compara-los. Seus escândalos também não foram deixados debaixo dos panos, está tudo no filme, e o longa percorre um caminho mostrando com muita emoção, o ser humano por detrás do artista, e que todos seus talentos, são iguais ou relativos a sua fragilidade emocional. Redenção, teu nome é Reginald Dwight, o nome de Elton John. Seu convívio com a timidez, ao caminhar junto com toda a glória, glitter, fama e fortuna que construiu para si é notável no longa. O filme apresenta mais uma vez como toda esta geração de personagens do rock, sofreu forte influência familiar, tendo de lidar com grandes traumas na infância e suas superações. O figurino do longa é destaque do filme, digno de Oscar, com toda a exuberância dos trajes que Elton vestiu, veste e vestirá. Por fim, a cereja do bolo: Onde estará Taron Egerton no filme? O ator escolhido para representar Elton na telona simplesmente sumiu, não vemos grandes esforços em se parecer com Elton, pois ele é Elton John! Diante de Meryl Streep como Margaret Tatcher, Nicole Kidman como Virginia Woolf e Gary Oldman como Winston Churchill, Taron Egerton como Elton John também entrou de cabeça no personagem, pois ele não só se parece com o músico, como também canta e assume seus trejeitos, e mesmo com a presença de ótimos coadjuvantes não queremos olhar para ninguém mais a não ser Taron. Mais um traço do próprio Elton John. Desejo vida longa as cinebiografias dos rockstars dos anos dourados do rock’n’roll, e já deixo aqui minha aposta para a próxima rock-bio: O astro merecedor de sua história na telona é ninguém menos que Eric Clapton, dono de uma vida louca vida, que com certeza também fará grande sucesso na telona
    Sidney  M.
    Sidney M.

    Segui-los 13389 seguidores Ler as 1 080 críticas deles

    3,5
    Enviada em 23 de abril de 2020
    Apesar de não apreciar muitos filmes musicais, acabei gostando pela boa atuação de Taron Everton. A história tem muitos momentos dramáticos mas sem ser apelativo. E deixa uma boa mensagem: Um abraço é muito importante.
    Yanko Rodrigues
    Yanko Rodrigues

    Segui-los 91 seguidores Ler as 249 críticas deles

    3,0
    Enviada em 21 de abril de 2020
    Primeiramente Rocketman não é um filme ruim, só é cansativo. Na minha opinião o filme faltou entregar um pouco de emoção e muita carisma. Me segue no Adorocinema para não perder nenhuma crítica minha.
    Carlos Eduardo Herrera
    Carlos Eduardo Herrera

    Segui-los Ler as 70 críticas deles

    3,5
    Enviada em 21 de abril de 2020
    Filme bom! Porém não me impactou tanto, só mostra como uma criação com distanciamentos afetivos podem influenciar em várias características humanas tanto pro bem quanto para o mau.
    Cassius Marcelo
    Cassius Marcelo

    Segui-los Ler as 4 críticas deles

    3,5
    Enviada em 16 de abril de 2020
    Filme interessante, quase um musical. Retrata bem momentos angustiantes de sucesso e desgraças na vida do artista. Mas passa mensagem no final de esperança.
    Dínister Castro
    Dínister Castro

    Segui-los Ler a crítica deles

    1,0
    Enviada em 12 de abril de 2020
    Acabei de ver o filme Rocketman de Elton John, uma MERRRRDA , o pior que vi este ano. Não aconselho a ninguém ver. É só uma história triste que não é cantada por ele e sim pelos atores, os 1os 45 minutos são de desligar e ir embora..
    Michael Sillva
    Michael Sillva

    Segui-los 1 seguidor Ler as 14 críticas deles

    4,0
    Enviada em 12 de abril de 2020
    Em um universo várias vezes revisitado por Hollywood, as histórias eloquentes e lendas do Rock n' Roll sempre trazem ótimas narrativas, problemas familiares ,abusos excessivos de entorpecentes, excentricidades em geral, uma época muito fértil para música e para a cultura . Não é diferente com Rocketman ,onde temos como o bola da vez Elton John ,um dos músicos mais influentes do último século e sendo assim até os dias de hoje .O filme segue como um musical com dissoluções dinâmicas com vários sucessos da carreira do cantor que agradarão até os menos entusiastas pelo gênero ,a fotógrafia e a direção de artes estão bem acertadas dando várias nuances ao decorrer dos acontecimentos sobre a vida do astro .As interpretações são ótimas , Taron Egerton está muito bem como protagonista .O filme retrata um trecho onde John estava em seu auge mas ainda se descobrindo como individuo, essa dubialidade se torna muito interessante para a acertada escolha de narrativas .Rocketman vale a pena por vários fatores, mas como já citado a trilha é um Show a parte ... Vale a pena pela experiência, com certeza será positiva ! ! ! !
    Fausto de Oliveira
    Fausto de Oliveira

    Segui-los Ler as 3 críticas deles

    1,0
    Enviada em 10 de abril de 2020
    Não gostei, forçaram cenas homo e esqueceram das principais canções. Bohemian Rhapsody é muito melhor . Desculpe imprensa, mas é minha opinião.
    Marcello Amigão
    Marcello Amigão

    Segui-los Ler a crítica deles

    1,0
    Enviada em 29 de março de 2020
    Demorei pra ver, com uma boa expectativa e me decepcionei, espera mais, muito mais, o filme é longo e muito chato e um mínimi e um chororó sem fim, esperava que tocasse ou mostrasse, as músicas que gostamos e queremos ouvir, mas não, se toca uma ou duas é muito e mesmo assim trechos curtos de alguns segundos e não são na vos do original, não que o ator não cante bem e tal ele é bom, mas não dá né? Boa parte do filme é um musical que a vó canta, o pai canta, a mãe canta ele como criança canta, ele como criança canta, eu queria ver um filme do Elton John adulto e não com sua vida triste de criança, um mínimi lascado porque não ganhou um abraço do pai, dramalhão chato
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema
    Back to Top