Meu AdoroCinema
Divertida Mente
Nota média
4,5
24 publicações
  • Almanaque Virtual
  • A Tarde
  • Chicago Sun-Times
  • Cinema com Rapadura
  • Cinema em Cena
  • Cinemascope
  • Cinepop
  • Critikat.com
  • Gazeta do Povo
  • New York Times
  • Omelete
  • Télérama
  • The Hollywood Reporter
  • Variety
  • Zero Hora
  • CineClick
  • Chronic'art.com
  • Cineweb
  • Folha de São Paulo
  • Screen International
  • The Guardian
  • Cineplayers
  • Papo de Cinema
  • Rubens Ewald

Cada revista ou jornal tem seu próprio sistema de avaliação, que será adaptado ao sistema AdoroCinema, de 0.5 a 5 estrelas.

24 críticas da imprensa

Almanaque Virtual

por Raíssa Rossi

Riquíssima em detalhes (em especial no que diz respeito ao simbolismo das cores de cada emoção e de sua textura diferenciada de outras produções), metáforas e conceitos psicológico-filosóficos, “Divertida Mente” é uma produção genial da Pixar...

A crítica completa está disponível no site Almanaque Virtual

A Tarde

por Chico Castro Jr.

[...] "Divertida Mente" ganha muitos pontos ao conseguir dialogar com crianças e adultos em uma narrativa que pode ser lida em diversos níveis. Isso porque o filme tanto encanta e diverte os pequenos quanto é capaz de intrigar seus pais com suas representações das emoções e das engrenagens internas da mente...

A crítica completa está disponível no site A Tarde

Chicago Sun-Times

por Matt Zoller Seitz

É o tipo de clássico que fica na cabeça depois que você vê, provocando associações pessoais. [...] As melhores partes são verdadeiramente novas, mesmo quando emulam clássicos animados anteriores (incluindo obras de Hayao Miyazaki) e exploram situações e sentimentos que todo mundo já experimentou em algum grau.

A crítica completa está disponível no site Chicago Sun-Times

Cinema com Rapadura

por Thiago Siqueira

Esse é o longa mais complexo produzido pela Pixar. Isso porque, por baixo de toda fofura, cores e tecnologia, o cineasta Pete Docter e sua equipe conseguem traduzir toda essa intrincada estrutura em um longa que flui bem e de maneira divertida e fascinante...

A crítica completa está disponível no site Cinema com Rapadura

Cinema em Cena

por Pablo Villaça

[...] apesar de todas as muitas virtudes da produção, a maior e mais importante talvez seja sua insistência em destacar que a tristeza é um elemento tão importante da condição humana quanto o êxtase.

A crítica completa está disponível no site Cinema em Cena

Cinemascope

por Verônica Petrelli

"Divertida Mente" é tão, tão, mas tããão bom que se compara a clássicos como "Up – Altas Aventuras", "Carros" e até "Monstros S.A". Impossível não se apaixonar pelo mundo criado pelo diretor e roteirista Pete Docter...

A crítica completa está disponível no site Cinemascope

Cinepop

por Léo Francisco

Bem colorido (o que vai agradar as crianças), com um ótimo 3D e com uma história encantadora (que promete entreter aos adultos e as crianças igualmente), Divertida Mente (Inside Out) é um dos melhores animados do estúdio e principalmente é o melhor animado lançado este ano até agora.

A crítica completa está disponível no site Cinepop

Critikat.com

por Josué Morel

"Divertida Mente" retoma definitivamente a força emocional típica das produções da Pixar, tanto por sua veia cômica do tipo burlesco [...] quando pelo aspecto melancólico que evoca "Toy Story 3"...

A crítica completa está disponível no site Critikat.com

Gazeta do Povo

por Helena Carnieri

Com inúmeras referências psicológicas (o subconsciente é um galpão trancado para onde são enviadas as “pessoas que incomodam”), “Divertida Mente” é genial.

A crítica completa está disponível no site Gazeta do Povo

New York Times

por A. O. Scott

A ação real — a arte, a comédia the art, a música e a poesia — se desdobra entre sentimentos personificados de Riley. Há uma antiga tradição literária em transformar o que se costumava chamar de Paixões em personagens, e "Divertida Mente" atualiza esta tradição com um brilhante elenco.

A crítica completa está disponível no site New York Times

Omelete

por Natália Bridi

Essa é a balança clássica da Pixar, com temas complexos em embalagens singelas, cujo equilíbrio resulta em personagens multifacetados e extremamente fofos (com destaque para o amigo imaginário Bing Bong).

A crítica completa está disponível no site Omelete

Télérama

por Cécile Mury

Repleta de ideias engraçadas e poéticas, a exposição deste universo mental já seria interessante por si só. Mas Peter Docter [...] possui algo extremamente poderoso para contar. É o grande tema, ao mesmo tempo modesto e espetacular, do amadurecimento, uma história de mudanças, de luto e de esperança...

A crítica completa está disponível no site Télérama

The Hollywood Reporter

por Todd McCarthy

Uma vanguardista viagem mental anos 60 embalada como uma grande peça de entretenimento mainstream, "Divertida Mente" poderia facilmente ser intitulado O Fim da Infância, pelo modo como engenhosamente personifica as sensações furiosamente em erupção associados com o início da adolescência.

A crítica completa está disponível no site The Hollywood Reporter

Variety

por Peter Debruge

Esta é a melhor história que a Pixar já teve: um conceito incrivelmente original que não apenas encanta e diverte o grande público no mundo inteiro, mas também consegue mudar para sempre a maneira como as pessoas pensam sobre a maneira como as pessoas pensam.

A crítica completa está disponível no site Variety

Zero Hora

por Daniel Feix

A simbologia das cores e as associações simples fazem "Divertida Mente" funcionar muito bem para os pequenos – talvez mais do que qualquer outro filme da Pixar. Sem que os fãs crescidos tenham alguma perda.

A crítica completa está disponível no site Zero Hora

CineClick

por Iara Vasconcelos

É interessante ver como cada um desses sentimentos abstratos são personificados, ganhando cores e formas distintas, cada um com seus trejeitos e modo de falar. O campo da mente humana, ainda visto como misterioso e sombrio, aqui aparece como um grande playground...

A crítica completa está disponível no site CineClick

Chronic'art.com

por Murielle Joudet

Nesta viagem de criatividade pura, o universo Pixar parece capaz de absorver qualquer tipo de abstração em sua própria linguagem, sem se perder na tradução: o mapa vale por todo o território.

A crítica completa está disponível no site Chronic'art.com

Cineweb

por Neusa Barbosa

"Divertida Mente" vai bem mais longe do que se normalmente se espera de uma animação, num filme que não se vale só de seu apuro técnico, nem do atrativo do 3D, mas investe num roteiro afiado, capaz de contemplar temas sérios e divertir muito ao mesmo tempo.

A crítica completa está disponível no site Cineweb

Folha de São Paulo

por Sérgio Rizzo

A menina da alegria quer mandar na Riley, para deixá-la sempre feliz. Mas quem disse que tem jeito de evitar a tristeza o tempo todo? E a raiva, então? De vez em quando esses sentimentos também aparecem. Na Riley e em seus pais. O filme mostra a "equipe de comando" da cabeça deles.

A crítica completa está disponível no site Folha de São Paulo

Screen International

por Charles Gant

A Pixar constrói mais um universo complexo e colorida repleto de inteligência e profundidade emocional em "Divertida Mente". [O filme] beneficia de uma premissa que é ao mesmo tempo acessível e engenhosa...

A crítica completa está disponível no site Screen International

The Guardian

por Peter Bradshaw

"Divertida Mente" não é emocionalmente devastador como "Up - Altas Aventuras", ou sutil e subversivo como "Monstros S.A." ou "Toy Story", com o qual ele certamente se parece. Mas é um filme incrivelmente agradável, vivaz e sedutor, em ritmo acelerado.

A crítica completa está disponível no site The Guardian

Cineplayers

por Cesar Castanha

A complexidade óbvia da premissa de fato segura o filme no campo das coisas que não são tão inteligentes quanto pretendiam ser. Mas "Divertida Mente" é inteligente o bastante, e o universo que criou a partir da premissa funciona quase sempre.

A crítica completa está disponível no site Cineplayers

Papo de Cinema

por Robledo Milani

"Divertida Mente" cativa e emociona na medida certa, mas por mais que proponha ser uma viagem original e inesperada, trafega por sentimentos já conhecidos por qualquer apreciador dos trabalhos antigos da produtora, sem ousar em algo inédito ou surpreendente.

A crítica completa está disponível no site Papo de Cinema

Rubens Ewald

por Rubens Ewald Filho

Não me parece que seja filme para criança, adulto pode curtir, mas a trama e a situação deve parecer confusa para eles. [...] Afinal quem são essas vozes e pessoas que ficam falando na cabeça da gente, ou das crianças? [...]. Quer dizer que é normal ouvir vozes e não mais sinal de loucura!?

A crítica completa está disponível no site Rubens Ewald
Quer ver mais críticas?
  • As últimas críticas do AdoroCinema
Back to Top