Meu AdoroCinema
O Moinho e a Cruz
Nota média
3,2
10 publicações
  • Variety
  • Diário de Pernambuco
  • Omelete
  • Cinética
  • Cineweb
  • O Globo
  • Screen International
  • Télérama
  • Critikat.com
  • The Hollywood Reporter

Cada revista ou jornal tem seu próprio sistema de avaliação, que será adaptado ao sistema AdoroCinema, de 0.5 a 5 estrelas.

10 críticas da imprensa

Variety

por Dennis Harvey

Esta obra extremamente criativa não é nem um drama de época tradicional, nem um objeto de arte abstrato. Ela é visualmente brilhante, supreendentemente agradável ...

A crítica completa está disponível no site Variety

Diário de Pernambuco

por Camila Estephania

Com a fotografia irretocável, o filme é um deleite plástico que apresenta noventa minutos de uma pintura em movimento.

A crítica completa está disponível no site Diário de Pernambuco

Omelete

por Marcelo Hessel

Temos aqui, então, não só um filme que desconstrói e renova o eterno discurso da arte-contra-a-barbárie [...], mas também uma encenação bastante curiosa de um dos eventos mais retratados da história, a Paixão de Cristo.

A crítica completa está disponível no site Omelete

Cinética

por Fabian Cantieri

Em "O Moinho e a Cruz", Lech Majewski tenta encontrar esse brilho fulgurante do implícito, num suporte artístico com total capacidade de expressar o ato do começo ao fim.

A crítica completa está disponível no site Cinética

Cineweb

por Luiz Vita

É tocante acompanhar o despertar da família do próprio Bruegel, pouco depois de o pintor pegar suas folhas de desenho e partir para seu posto de observação e de trabalho no campo.

A crítica completa está disponível no site Cineweb

O Globo

por Ruy Gardnier

O filme tem grandes momentos visuais e funde muito bem cinema e pintura, mas, nas poucas passagens em que há fala — quase sempre monólogos —, a sutileza se perde ...

A crítica completa está disponível no site O Globo

Screen International

por David D'Arcy

Este filme épico é uma revolução na arte de transformar pintura em cinema, mas infelizmente o drama não atinge o nível de sua inovação e ambição.

A crítica completa está disponível no site Screen International

Télérama

por Mathilde Blottière

O filme tem uma beleza plástica indiscutível. O mais surpreendente é que esta experiência de cinema radical, onde reinam o mutismo e a contemplação, consegue esclarecer um momento preciso da história da arte.

A crítica completa está disponível no site Télérama

Critikat.com

por Ariane Beauvillard

O filme de Lech Majewski não se libera o suficiente de sua fonte pictural para produzir algo além de uma obra cinematográfica um pouco fria, e por isso mesmo, um pouco arrastada.

A crítica completa está disponível no site Critikat.com

The Hollywood Reporter

por Neil Young

A análise da obra de Bruegel é questionável - o próprio pintor sempre aparece para comentar seus simbolismos - mas Majewski faz um trabalho criativo com os "quadros vivos" feitos em animação computadorizada.

A crítica completa está disponível no site The Hollywood Reporter
Quer ver mais críticas?
  • As últimas críticas do AdoroCinema
Back to Top