Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    007 Contra o Satânico Dr. No
    Média
    4,0
    162 notas e 12 críticas
    distribuição de 12 críticas por nota
    2 críticas
    3 críticas
    4 críticas
    2 críticas
    1 crítica
    0 crítica
    Você assistiu 007 Contra o Satânico Dr. No ?

    12 críticas do leitor

    anônimo
    Um visitante
    3,0
    Enviada em 5 de novembro de 2015
    Ótima escolha para o começo de franquia.E falo é de Sean Connery.O ator mostra uma performance perfeita,e que faz jus ao personagem. E temos a bela presença de Úrsula Andress.O filme é um clássico de ambos atores.Que formam um belo casal. -Filme assistido em 05 de Novembro de 2015 -Nota 6/10
    Ricardo L.
    Ricardo L.

    Segui-los 8283 seguidores Ler as 1 584 críticas deles

    5,0
    Enviada em 6 de julho de 2017
    Clássico dos anos 60 e 1° filme da franquia James Bond! Sean Connery 1° e melhor 007 de todos, em momentos de pura energia e ação em Dr No, filme que levou multidões aos cinemas e até hoje tem uma legião de fãs pelo mundo inteiro.
    Luis R.
    Luis R.

    Segui-los 3382 seguidores Ler as 735 críticas deles

    4,0
    Enviada em 9 de março de 2016
    Primeiro filme de 007 é apresentado de maneira muito boa e agradável,Sean Connery interpreta de modo eficaz e formidável o personagem James Bond.A trama do filme funciona muito bem com 007 e sua competência unica e marcante,o vilão megalomaníaco Dr.No e a Bond Girl Honey Ryder e sua famosa cena de biquíni saindo do mar.
    Mr. Dean Corso
    Mr. Dean Corso

    Segui-los 23 seguidores Ler as 49 críticas deles

    5,0
    Enviada em 1 de abril de 2016
    "My name is Bond, James Bond"... Uma frase que nos apresenta a um dos mais importantes personagens da história do cinema, e que daria vida a franquia mais estável e duradoura da história do cinema. Ambientado nos livros de Ian Flemming, 007 nos apresenta um espião britânico diferente de tudo o que já havíamos visto no cinema: inteligente, audacioso, destemido, galanteador, frio... Um personagem que teve sua personificação pelas mãos do brilhante Sean Connery, que literalmente passou para as telas tudo o que o Espião James Bond deveria ser, e se transformou, até os dias de hoje, no maior 007 da história da franquia. A abertura do filme com a trilha sonora que se tornaria um clássico na história do cinema, e é claro a caminha de Bond somada ao tiro na tela, impactaram de maneira mais do que positiva, tanto ao público, como a crítica. A história se passa no período da Guerra Fria, e nos apresenta um espião britânico pronto a combater as ameaças comunistas, e é claro, sempre apto a seduzir belas mulheres, outro detalhe que notabilizaria o personagem durante os 24 filmes da franquia. Nesse filme James Bond é enviado a Jamaica para desvendar o desaparecimento de um Agente Britânico, e de sua assistente, chegando lá, ele acaba se envolvendo em uma grande conspiração, e descobre que um chinês dono de uma Ilha local, pode ser o responsável, não só pelos sumiços, como também por um plano que coloca o mundo em risco. Nesse filme conhecemos o primeiro algoz de James Bond, a estrutura do MI-6, e uma organização que seria responsável pelas grandes conspirações no mundo: a Spectre. Sean Connery tem uma brilhante atuação no filme, como já disse anteriormente, mas ele não brilha sozinho, o filme todo tem uma estrutura muito interessante, o trabalho de direção é perfeito, e as cenas de ação são muito bem elaboradas, e o elenco de apoio não deixa a desejar, e nesse ponto devemos dar destaque a primeira Bond Girl: Ursula Andrews, e ao primeiro vilão da franquia: Joseph Wiseman, o Satânico Dr. No, que é apenas uma pequena parte de uma grandiosa organização criminosa. E falando em Dr. No, o suspense feito em torno do personagem foi um trunfo do filme, já que sua identidade só fora revelada no momento certo, o que deu um ar de suspense e mistério ao temido vilão, que consegue se impor até pela voz, na cena em que ele questiona um de seus seguidores sobre o porque Bond ainda vive. E quando ele finalmente aparece, não nos decepciona, com suas mãos artificiais, toda a sua malícia e frieza, vemos ali, um vilão que certamente amaríamos odiar. O desfecho da obra é perfeito, e as locações foram muito bem escolhidas, tal como as cenas, tanto de ação, quanto de suspense, que são feitas com muita destreza. Em resumo, esse primeiro filme da franquia 007, é um filme obrigatório para qualquer cinéfilo, e com certeza, merece ser visto e apreciado, como toda essa fantástica franquia. Nota: 10
    Roberto Carlos M.
    Roberto Carlos M.

    Segui-los 482 seguidores Ler as 443 críticas deles

    2,0
    Enviada em 11 de agosto de 2015
    assisti no telecine cult hd, achei bem fraquinho, história mal produzida e mal dirigida, atuações nem um pouco convincentes, cenas de ação mal elaboradas, até a dublagem deixou a desejar, não recomendo.
    Ferris Bueller N.
    Ferris Bueller N.

    Segui-los 8 seguidores Ler as 94 críticas deles

    4,0
    Enviada em 6 de setembro de 2015
    O início da maior franquia de filmes da história. Deve ser visto mais como uma pérola de sofisticação (o filme exala charme por todos os poros, desde a trilha sonora à impecável atuação de Sean Connery) do que como uma experiência cinematográfica mais profunda. Um monumento até hoje.
    Jairo D.
    Jairo D.

    Segui-los 120 seguidores Ler as 305 críticas deles

    3,5
    Enviada em 4 de setembro de 2017
    Despretensioso e divertido, “007 Contra o Satânico Dr. No” vale muito ser assistido pela curiosidade de ser a primeira incursão de James Bond no cinema, tendo importante papel histórico nesta longa trajetória do agente secreto mais amado do planeta. Depois dele, o universo dos filmes de espionagem jamais seria o mesmo, pois agora todos já conheciam Bond. James Bond.
    Ricardo A.
    Ricardo A.

    Segui-los 11 seguidores Ler as 174 críticas deles

    2,5
    Enviada em 25 de agosto de 2018
    Primeiro filme da série que até hoje se mantém viva. Nota-se que o roteiro possui sempre a mesma receita: 007 contra algum maluco estilo Boss, e que só aparece na segunda metade do filme, sempre depois de seus capangas já terem sido vencidos pelo mocinho. Geralmente o vilão acaba sendo menos cruel ou no caso satânico, como o titulo diz, portanto fica sempre aquela frustração de não se ter um vilão a altura do mocinho. Com um Sean Connery mais jovem, o filme até possui uma velocidade mais envolvente e uma credibilidade na sua capacidade física também. Mas novamente essa série é somente para fãs, porque quem assiste um já sabe todos os spoilers dos demais.
    Luiz Mormille
    Luiz Mormille

    Segui-los 1 seguidor Ler as 26 críticas deles

    3,0
    Enviada em 16 de agosto de 2012
    Quando se assiste esse filme e aos próximos da série interpretados por Sean Connery, nota-se uma grande evolução na atuação deste nos filmes seguintes, pois neste, ainda não transparece o típico sinismo e indeferença com a morte de James Bond (Mais tarde, Connery se consolidaria como o melhor Bond de todos). Dr. No é um grande vilão, mas a história também não é das melhores.
    Adriano S.
    Adriano S.

    Segui-los 1 seguidor Ler as 14 críticas deles

    3,0
    Enviada em 17 de julho de 2018
    Uma lenda nasce, uma das franquias mais longivas da história do cinema surge, com esse primeiro episódio da série. O filme em si é bem interessante, é um filme bem datado nos efeitos especiais, algumas cenas ficam arrastadas por apresentarem pouca ação para quem estiver acostumado com os filmes atuais. Porém não deixa de ser um bom filme. E o destaque mesmo vai para a atuação de Connery, que já no primeiro exemplar da série deixa a sua marca registrada como Bond.
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema
    Back to Top