Meu AdoroCinema
A Menina dos Campos de Arroz
Nota média
2,7
6 publicações
  • Cineweb
  • Folha de São Paulo
  • Papo de Cinema
  • Télérama
  • Critikat.com
  • Folha de São Paulo

Cada revista ou jornal tem seu próprio sistema de avaliação, que será adaptado ao sistema AdoroCinema, de 0.5 a 5 estrelas.

6 críticas da imprensa

Cineweb

por Nayara Reynaud

O ritmo oriental desta crônica rural é condizente com a realidade. Mas sendo ela conduzida por uma menina, que no meio do campo, sonha escrever e estar em outros mundos diferentes daquele, falta ao filme brincar com o imaginário.

A crítica completa está disponível no site Cineweb

Folha de São Paulo

por Alexandre Agabiti Fernandez

Não aprofunda tema algum e cai no didatismo, algo acentuado pela voz narrativa da menina, que muitas vezes interfere no que mostra a imagem. O aspecto mais interessante é justamente a imagem, que destaca o que a paisagem tem de mais solene e suntuoso.

A crítica completa está disponível no site Folha de São Paulo

Papo de Cinema

por Robledo Milani

Uma pequena e discreta fábula, que passeia tanto pelo idílico do cenário distante de tudo e de todos como oferece, vez que outra, choques de realidade que atentam para sua contemporaneidade.

A crítica completa está disponível no site Papo de Cinema

Télérama

por Frédéric Strauss

O interesse etnográfico é a principal qualidade de "A Menina dos Campos de Arroz". [...] As imagens, por si só, já valem o ingresso. Elas são a base desta ficção frágil, crônica familiar interpretada por não-atores e filmada ao ritmo das estações.

A crítica completa está disponível no site Télérama

Critikat.com

por Julia Allouache

Os temas, a princípio, são apaixonantes, mas a diretora tem dificuldade em explorá-los cinematograficamente, substituindo infelizmente a direção pela ilustração.

A crítica completa está disponível no site Critikat.com

Folha de São Paulo

por Cássio Starling Carlos

Ilustrativo e curioso na exposição de uma paisagem e hábitos remotos, mas deficiente na construção narrativa que utiliza a voz over como muleta de um roteiro sem liga.

A crítica completa está disponível no site Folha de São Paulo
Quer ver mais críticas?
  • As últimas críticas do AdoroCinema
Back to Top