Meu AdoroCinema
O Ditador
Sessões Vídeos Créditos Críticas dos usuários Críticas da imprensa Críticas do AdoroCinema Fotos
Filmes Online Curiosidades Bilheterias Filmes similares Notícias
Críticas AdoroCinema
1,5 Ruim
O Ditador

Fera domada

por Bruno Carmelo

O comediante Sacha Baron Cohen ficou famoso por seu humor corrosivo, politicamente incorreto, voluntariamente grosseiro e vulgar. Em Borat e Brüno, ele colocava suas piadas à prova do real, confrontando-se com pessoas que às vezes sequer sabiam que faziam parte de um filme, explorando o mecanismo das pegadinhas e das câmeras escondidas. Além do incômodo da temática, a forma também era eticamente contestável, porque nunca explicava ao espectador onde terminava a realidade e onde começava a encenação.


Se o conceito era questionável, ao menos ele era coerente, e tinha o mérito de explorar até o fim o propósito da paródia pelo distanciamento, pela recusa da identificação – afinal, qual americano gostaria de se reconhecer nos personagens ignorantes e patéticos mostrados em tela? Mais do que engraçados, Borat e Brüno eram perturbadores, e finalmente reflexivos no que diz respeito à cultura americana.


Foto - FILM - Dictator : 188021Em O Ditador, no entanto, o comediante muda radicalmente sua técnica. Sumiu a suposição do real: esta história é claramente roteirizada do início ao fim; não houve improvisação, todos os participantes estão conscientes de estarem em um filme. Mesmo algumas estrelas como Ben Kingsley e John C. Reilly aparecem em pequenas cenas, torturando o protagonista ou lambendo suas axilas.


Assim, o diretor Larry Charles confronta-se pela primeira vez à linearidade, à obrigação de contar (e desenvolver) uma história do começo ao fim. Nasce então um grande problema, ao percebermos que nem o roteiro, nem a montagem conseguem trabalhar nos moldes da comédia tradicional. Todas as piadas são lentas, longas, retornam em cenas paralelas e perdem grande parte da comicidade pela falta de ritmo.


O tema de um ditador confrontado à cultura americana poderia significar que teríamos mais uma vez uma crítica da cultura estadunidense pela metáfora do estrangeiro, como era o caso de Borat e Brüno. Mas os cidadãos americanos são curiosamente poupados nesta produção inofensiva, domesticada, preferindo piadas escatológicas às crônicas sociais. Sendo um filme sobre a política, é imperdoável que O Ditador seja tão pouco politizado, tão inocente.


FotoEm um (raro) bom momento, quando o general Aladeen faz um discurso para as Nações Unidas, ele passa a comparar os Estados Unidos com uma ditadura, encontrando um número deliciosamente perverso de semelhanças entre ambos os regimes. Nesta hora, pode-se pensar que finalmente a produção encontrou sua ambiguidade, sua veia crítica, mas alguns minutos depois o personagem atenua suas palavras, corrige o que disse e acaba fazendo uma defesa à louvável democracia americana.


Talvez pela dificuldade de financiar uma produção sobre ditadores islâmicos, ou talvez para atingir um público maior, O Ditador trocou o duplo sentido por um filme explícito e repleto de boas intenções. Baron Cohen não incomoda mais, também não faz mais rir. Seu ditador parece mais um Debi & Lóide norte-africano, um general Trapalhão. Em busca de público, o filme perdeu sua mensagem.

Quer ver mais críticas?
  • As últimas críticas do AdoroCinema

Comentários

  • Jos? Roberto De M.

    Brincadeira. O filme ainda nem foi lançado. Ñ contaram para ele.

  • Anderson AS

    Sem graça d+, na internet ja tem pra baixar em alta qualidade. e é um lixo.

  • Ryan E.

    achei legal

  • fabio soares

    parece ser legal!

  • Igor Lucas

    alguem me diz porque eu vi esse filme antes de sair no cinema, qualidade BDrip ?
    Como um filme sai antes de ir para o Cinema ?
    Foi a Distribuição Dele ?

  • wesleyaxe

    O filme tem um humor negro que funciona algumas vezes, em outra não... mas é divertido de toda forma é hilário ver as situações, recheadas de críticas à ditadura e à democracia.

  • Samy B.

    Amei! Engraçado do inicio ao fim.
    Recomendo assistir com certeza.

  • Lucas T.

    nota 1,5 ? isso so pode ser piada, uma pessoa que gosta de filmes de kubrick JAMAIS podera avaliar esse tipo de filme...eh um absurdo um site como este ter esse nivel de criticos, horriveis, que fazem com que muitas pessoas nao assistam e esse belissimo filme de comedia, va ao cinema e veja quantas risadas as pessoas dao. A ja sei, acho que nao pagaram o bastante para voces criticarem bem o filme neh ? abracos critico horrivel.

  • Renato Felix Duarte

    Depois de ler tantos comentários positivos sobre o filme cheguei a conclusão de que deve ter algum problema sério com meu senso de humor ... opinião é opinião, e eu acho que 1,5 é uma nota alta pra este filme, assisti Borat e quase me mijei de rir, mas este filme é simplesmente muito fraco, ele é simplesmente falso pra mim, sem nenhuma espontaneidade e completamente forçado, criticas fajutissimas e extremamente superficiais e sem credibilidade ... é só minha opinião

  • Vabretha

    Esperava mais do filme. As cenas engraçadas estavam todas no trailer.

  • Miriam C.

    Chorei de rir... é grosseiro, politicamente incorreto, ácido, mas, engraçadíssimo!

  • Natanael S.

    É como dizia o Líder Soberano Aladin..Bando de idiotas querendo ter opinião!! O filme é ótimo! haaamneeehabalalala alááá! KKKKKKKKKKKKKK

  • Henrique H.

    filme sem historia mas legal

  • Delk S.

    Sacha Baron pra mim é o melhor ator, o cara atua de uma forma tão única e limpa, ele atua de um jeito impar, significante, o cara não ri e parece ser realmente o personagem, sem contar que é um grande roteirista e produtor, este filme ele foi buscar patrocínio, não dependeu de ninguém, acreditou e investiu, e deu certo, esperando um próximo com este mesmo estilo de Humor, um Humor que realmente falta nos filmes de hoje, melhor filme de Humor de 2012!

  • Fernando D.

    nice

  • Douglas F.

    muito engraçado kkkkkk

  • Eduardo P.

    Bom, se você acha que uma comédia tem que ser idiota, então O.K. Para mim, não é assim, tanto que adoro Borat, que tbm é comédia, é politicamente incorreta, e essa, sim, funciona, porque não apela só para baixaria e idiotices e, sim, tenta fazer humor tratando de vários temas sobre a cultura americana resultando em uma comédia muito boa - tanto que Sacha ganhou o globo de ouro de ator em comédia e recebeu uma indicação ao Oscar de roteiro original.

  • rodrigo p.

    concordo plenamente com você

Mostrar comentários