Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    O Casamento de Romeu e Julieta
    Média
    3,5
    82 notas e 25 críticas
    distribuição de 25 críticas por nota
    3 críticas
    6 críticas
    8 críticas
    5 críticas
    2 críticas
    1 crítica
    Você assistiu O Casamento de Romeu e Julieta ?

    25 críticas do leitor

    Maiko D
    Maiko D

    Segui-los 778 seguidores Ler as 303 críticas deles

    3,5
    Enviada em 20 de novembro de 2014
    Roteiro bem bolado, ótima analogia entre o romance inglês e o brasileiro (sem querer comparar o nível...Rs). A nuance italiana apimentou ainda mais. É engraçado. Recomendo. Ps: o que um homem não faz por uma mulher...rs.
    Neto S.
    Neto S.

    Segui-los 13586 seguidores Ler as 773 críticas deles

    3,0
    Enviada em 5 de março de 2014
    Alfredo Baragatti (Luís Gustavo) é um advogado descendente de italianos, que é palmeirense roxo e membro do Conselho Deliberativo do clube. Alfredo criou sua Julieta (Luana Piovani) para ser como ele, mais uma apaixonada pelo Palmeiras. Batizada em homenagem aos ídolos palmeirense, "juli" de Julinho e "eta" de Echevarietta, ela é jogadora do time feminino do Palmeiras, jogando como centroavante. Julieta se apaixona por Romeu (Marco Ricca), um médico oftalmologista de 45 anos que é corinthiano roxo. Em nome do amor Romeu aceita se passar por palmeirense, chegando a se filiar como sócio do clube e ir aos jogos para torcer pelo rival. Tais atitudes geram desconfiança em sua família, principalmente em seu filho Zilinho (Leonardo Miggiorin) e na avó Nenzica (Berta Zemmel), ambos corinthianos fanáticos. Uns dos motivos pra eu ver ess filme foi de ter o meu time envolvido palmeiras , mais esse filme e bem divertido e tem boas atuações nota 7.0
    Vilmar O.
    Vilmar O.

    Segui-los 918 seguidores Ler as 357 críticas deles

    5,0
    Enviada em 7 de dezembro de 2015
    Sem a menor sombra de dúvidas esta comédia nacional é a melhor interpretação shakespeariana de Romeu e Julieta. Todas as outras ficam no chinelo. O contexto trágico foi muito enquadrado por uma realidade brasileira.
    Estevan Magno
    Estevan Magno

    Segui-los 2866 seguidores Ler as 490 críticas deles

    3,0
    Enviada em 11 de fevereiro de 2013
    Uma comédia brasileira de fato. O legal deste filme é o roteirista ter pego o romance épico de Shakespare e misturar com o romance brasileiro: o FUTEBOL. Pegou uma das maiores rivalidades do país: Corintia e Parmera. Os atores estavam ótimos e as piadas também estavam bem escritas.
    SERGIO LUIZ DOS SANTOS PRIOR
    SERGIO LUIZ DOS SANTOS PRIOR

    Segui-los 778 seguidores Ler as 293 críticas deles

    2,0
    Enviada em 9 de fevereiro de 2012
    "O CASAMENTO DE ROMEU E JULIETA", de Bruno Barreto, pode ser conferido no Cine Roxy 3 e nos complexos Cinemark da região. Finalmente o diretor Bruno Barreto acertou a mão. Talvez por voltar a transitar num território que ele conhece bem, a chanchada. Um conto do escritor Mário Prata deu origem ao roteiro do próprio diretor com o auxílio de Jandira Mansur e de Marcos Caruso. O fanático torcedor da Sociedade Esportiva Palmeiras, Alfredo Baragati (Luis Gustavo, em atuação superlativa), tem uma filha, Julieta (Luana Piovani), que desde o nascimento sempre teve como o seu segundo lar o Parque Antártica. Julieta chegou a ganhar o concurso de Miss Palmeiras e joga futebol de salão pelo clube. Por não ter sido apoiada pelo pai para que os investimentos no futebol feminino continuassem, Julieta discute com o pai e atira a faixa de miss Palmeiras na lareira. Ela acaba queimando o seu rosto. É levada ao hospital para sofrer uma avaliação e quis o destino que ela tivesse como médico o dr. Romeu (Marcos Ricca). A paixão é imediata. Só houve um porém. O viúvo Romeu e toda a sua família eram corinthianos fanáticos. Temendo que o seu "sogro" não o aceitasse por sua preferência clubística, Romeu e Julieta escondem a verdade de Alfredo Baragati. Entre outras coisas inusitadas que acontecem é o fato de Romeu ter de assistir os jogos entre Corinthians e Palmeiras no meio da torcida do verdão. A mentira atinge o seu ápice quando a diretoria do Palmeiras reserva um avião para assistir a final da copa Toyota-Libertadores, em Tóquio, quando o ex-Palestra Itália iria enfrentar o Manchester United. Por não ter como escapar da situação, Romeu se viu obrigado a viajar para a terra do sol nascente no meio da torcida do Palmeiras. E justamente ele que tinha fobia de avião. É na viagem de volta para São Paulo, que em função das turbulências que o avião enfrentou, Romeu imaginando que iria morrer decidiu contar a verdade de Baragati. Bem, Romeu teve de se esconder na cabine dos pilotos para fugir da fúria dos torcedores do Palmeiras que tinha acabado de ser derrotado na final interclubes. Inúmeras piadas ótimas, atores muito competentes, principalmente Luis Gustavo e Marco Ricca, tudo contribui para que mesmo aqueles que não gostem de futebol tenham prazer de ver esta bela comédia. Por sinal, o futebol merece ser lembrado mais freqüentemente pelos diretores de cinema. Ironicamente, futebol e São Paulo não são a praia de Bruno Barreto. Maior o seu mérito ao fazer uma comédia enxuta e agradável.
    indiara h.
    indiara h.

    Segui-los Ler as 4 críticas deles

    1,5
    Enviada em 3 de janeiro de 2015
    Um filme fraco. Muito sem sentido, pois quem realmente entende de futebol sabe que por nada nem ninguém no mundo um corinthiano vestiria uma camisa do Palmeiras. Agora tirando esse aspecto, achei uma comédia bem agua com açúcar.
    Bruno
    Bruno

    Segui-los 10 seguidores Ler as 94 críticas deles

    2,5
    Enviada em 9 de fevereiro de 2012
    É um dos melhores filmes se ñ o melhor filme brasileiro de todos os tempos, é uma história muito boa, que retrata bem o que é ser fanático por algum time.
    Kelvin Cri?ti
    Kelvin Cri?ti

    Segui-los 3 seguidores Ler as 47 críticas deles

    4,0
    Enviada em 12 de julho de 2017
    Antítese secular, extendida por gerações. Opostos ferrenhos, rivais vivos sempre, inimigos mortais nunca. A simplicidade do torcer, honrar a camisa, sofrer por dois clubes de mesmo começo, separados pelo meio, dificilmente unidos no fim. Filme inesquecível que atinge o seu objetivo com precisão e nenhuma enrolação, mostrar que rivalidade nenhuma vence o amor. Não necessariamente o amor entre casais, mas o amor que se constroi de verdade, aquele feito do respeito entre as diferenças. A paz é a maior prova de amor. Por isso digo e repito, o Palmeiras não tem Mundial.
    James Stewart
    James Stewart

    Segui-los 3 seguidores Ler as 16 críticas deles

    3,5
    Enviada em 28 de fevereiro de 2012
    Achei um filme bacana. Mostra uma rivalidade grande e desnecessária no início (mas torcedor é algo complicado de entender mesmo), porém no fim as coisas se acertam e dão uma lição de companheirismo para as torcidas. Gostei...
    Taref A.
    Taref A.

    Segui-los Ler a crítica deles

    0,5
    Enviada em 19 de junho de 2012
    Shakespeare dava uma volta no túmulo, se assistisse essa comédia romântica. É melhor passar tempo na fila de Mercadorama...
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema
    Back to Top