Meu AdoroCinema
Na Estrada
Sessões Vídeos Créditos Críticas dos usuários Críticas da imprensa Críticas do AdoroCinema Fotos
Filmes Online Curiosidades Bilheterias Filmes similares Notícias
<strong>Na Estrada</strong> Trailer (2) Legendado
facebook Tweet G+Google
Na Estrada Trailer (2) Legendado
Filme : Na Estrada
3,9 para 286 usuários
Personalidades : Garrett Hedlund, Sam Riley, Kristen Stewart, Amy Adams, Tom Sturridge
Data de publicação : quinta-feira, 19 de abril de 2012
1. Escolha o tamanho do vídeo
2. Copie e insira este link em seu blog ou site Selecionar
7 Trailers / Teasers
<strong>Na Estrada</strong> Trailer Legendado 1:59
Na Estrada Trailer Legendado
12 439 visualizações
<strong>Na Estrada</strong> Trailer (2) Legendado 1:51
Na Estrada Trailer (2) Legendado
14 625 visualizações
<strong>Na Estrada</strong> Trailer (3) Original 1:53
Na Estrada Trailer (3) Original
12 567 visualizações
<strong>Na Estrada</strong> Trailer (4) Original 1:44
Na Estrada Trailer (4) Original
1 927 visualizações
<strong>Na Estrada</strong> Trailer (5) Legendado 0:34
Na Estrada Trailer (5) Legendado
806 visualizações
<strong>Na Estrada</strong> Trailer (6) Legendado 0:22
Na Estrada Trailer (6) Legendado
817 visualizações
<strong>Na Estrada</strong> Trailer (7) Original 1:49
Na Estrada Trailer (7) Original
165 visualizações
2 Vídeos extras
Entrevista 1 - Inglês 6:13
Entrevista 1 - Inglês
3 066 visualizações
Interview 1 - English 5:13
Interview 1 - English
4 086 visualizações

Comentários

  • Manuxinha L.

    esperando ansiosamenteeeeeeee

  • Viviani B.

    Não li o livro, mas gostei bastante do filme. Recomendo que se saiba mais sobre Jack Kerouc e sobre a geração Beat, antes de assisti-lo (para quem não leu o livro).

  • Jo?o Paulo A.

    Eu li o livro. E acredito que todos os que, assim como eu, leram o livro e assistiram a este filme, saíram do cinema extremamente decepcionados.
    A impressão que se dá é a de que tanto o Walter Salles (diretor), quanto todo o elenco do filme estavam completamente alheios á história de Kerouac. Fizeram uma leitura estreita e superficial do texto original.
    Garret Hedlund, seja lá quem for e de onde tenha surgido (parece muito com um desses modelos\atores que integram as listas de ex-participantes do programa Big Brother...) foi a pior, repito, foi a pior escolha que alguém poderia fazer para interpretar um personagem tão complexo quanto Dean Moriarty. Nunca vi uma interpretação tão sem sal (sem trocadilhos), tão tosca, como a que vi deste rapaz. Foi uma coisa, assim, nauseante. É bem verdade que o pobre Hedlund não foi o único a comprometer o trabalho, todos do elenco principal apresentaram um desempenho de regular a ruim, talvez pela própria falta de competência ou mesmo por um desleixo por parte da direção.
    Um roteiro alucinado, fora de controle, cortes e closes ao melhor estilo vídeo clipe deixaram o espectador perdido. Chega um momento em que você desiste de entender onde estão os personagens, pode ser o México, mas pode ser Nova York ou, quem sabe? Los Angeles...
    Personagens perdidos, atores perdidos, direção perdida e, enfim, espectador perdido... Ninguém se encontra no filme.
    O maior pecado de "Na Estrada" foi ter deixado de lado todo o teor existencialista que permeia a vida e a obra de figuras como Sal Paradise (Kerouac) e Dean Moriarty (Cassady). Eram pessoas obcecadas pela vida. Muito diferentes de jovens com a aparência de classe média-alta, com cortes de cabelo da última moda e drogados sem causa, como infelizmente foram retratados no filme.

  • rael

    Se fosse possivel resumir este filme em uma palavra, a melhor seria esta:
    E X C E L Ê N C I A ! Se você for um cara que curte filmes de animação, ações idiotas e outras merdas realmente não vai gostar. Mas se vc estiver em busca de um cult equilibrado, de uma obra astística bem intensa, você vai pirar. Walter Salles adapta de maneira explêndida o clássico livro "On the road" e traduz exatamente o espiríto beat que se iniciou naquela época (Déc. 50-60).Com atuações simplismente perfeitas de Garrett Hedlund, Sam Riley, Kristen Stewart (pfvr esqueça Crepúsculo!) e até mesmo dos personagens secundários, uma trilha sonora impecável, fotografia incrível e um roteiro bem adaptado, só posso RECOMENDAR MUITO!

  • Rosa

    Assisti  On The Road e fiquei extasiada !!! Li o livro de Jack Kerouac no final dos anos 70, quando era adolescente. Assim como o livro, o filme se tornou um cult para mim. O filme passa toda aquela busca e inquietação do livro, mas de uma forme moderada. Um elenco competente. Fotografia linda .  Destaque  para a interpretação espetacular de Garrett Hedlund, candidato ao oscar de melhor coadjuvante. 

  • FPG

    Realmente, se vc já leu o livro, o filme é uma decepção. Cade o louco, bebado e suado Dean Moriarty, com cara de homem e ritmo frenético, com seus anseios pela liberdade e pela vida? Transformaram num molecote loiro sem sal, fazendo voz grossa pra passar mais credibilidade, mas que nao convence...Assim como o Sal Paradise, que virou um almofadinha todo envergonhado, que fala pouco e olhando pra baixo.. Ate a amizade dos dois, que no livro é uma coisa tao bonita, é como se eles fossem irmãos, nao deu certo nas telas. Parece que nao rolou uma sintonia entre os atores, eles parecem mais conhecidos do que amigos...É dificil se emocionar com o  filme, se envolver pelos personagens,  ficou uma coisa meio rasa demais... Prefiro continuar com as lembranças do livro que mexeu tanto comigo na adolescencia..Eu penso em Dean Moriarty.

  • Rafael S.

    Nunca  lí o livro, apenas o filme. E só tenho uma coisa a dizer, MAS QUE DIABO DE FILME RUIM! O filme não tem história nenhuma, só um bando de otário usando droga e viajando por aí. Pra piorar, no final do filme, não se sabe o que aconteceu com Dean, muito menos se Sal publicou o maldito livro e se Carlo suicidou como havia dito. Filme muito ruim, na boa!

  • Cristiane O.

    Eu não li o livro, mas achei o filme mediano. As imagens são bonitas, mas dá a impressão de falta de propósito dos personagens, vivem na estrada e não dá pra entender em busca de que exatamente. É bastante monótono, mas tem algumas cenas e diálogos que chocam um pouco, ainda mais por imaginar a época em que aconteceram. Gostei das atuações, inclusive dos atores coadjuvantes. O Viggo dá um show nas poucas cenas que aparece.

  • Werica M.

    Achei esse filme na lista "Filmes para Viajar" .Sinceramente só gostei do senário perfeito do filme.
    O Filme passa personagens sem nenhum interesse no futuro e sim no AGORA!

Mostrar comentários