Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Gravidade
    Nota média
    4,3
    26 publicações
    • Chicago Sun-Times
    • Críticos.Com.Br
    • Critikat.com
    • New York Times
    • O Globo
    • Omelete
    • Screen International
    • The Hollywood Reporter
    • Variety
    • Veja
    • Cinema com Rapadura
    • Gazeta do Povo
    • A Tarde
    • Blogs Pop
    • Chronic'art.com
    • CineClick
    • Cinema em Cena
    • Cineplayers
    • Cinepop
    • Diário de Pernambuco
    • Rubens Ewald
    • The Guardian
    • Zero Hora
    • Cineweb
    • Revista Interlúdio
    • Rolling Stone

    Cada revista ou jornal tem seu próprio sistema de avaliação, que será adaptado ao sistema AdoroCinema, de 0.5 a 5 estrelas.

    26 críticas da imprensa

    Chicago Sun-Times

    por Matt Zoller Seitz

    Gravidade, de Alfonso Cuarón, sobre astronautas lidando com um desastre, é um filme enorme e tecnicamente deslumbrante [...] Você pode sentir, pela primeira vez desde "Os Eleitos", que um blockbuster de Hollywood pode captar a essência de um trabalho que muitos não podem imaginar [...]

    A crítica completa está disponível no site Chicago Sun-Times

    Críticos.Com.Br

    por Marcelo Janot

    São tantas as qualidades e requintes em cada detalhe que fica difícil resistir à tentação de rever "Gravidade". Se para o crítico isso pode significar uma melhor compreensão do conjunto de ideias e da concepção da obra, para o espectador é outro passaporte para reembarcar rumo ao mais próximo do que já se viu da sensação de flutuar no espaço.

    A crítica completa está disponível no site Críticos.Com.Br

    Critikat.com

    por Mathieu Macheret

    A ação torna-se um puro problema de trajetória e de alcance, para resistir à deriva e aos perigos do espaço [...] Este grande problema de física, magistralmente retratado em três dimensões, compõe miraculosamente o tema do filme, simples e eficaz como uma corrente de ar.

    A crítica completa está disponível no site Critikat.com

    New York Times

    por A. O. Scott

    Faz um longo tempo desde que um cineasta conjurou o temor de "2001: Uma Odisséia no Espaço" ou o terror de "Alien" ou capturou com frescor a maravilha assustadora de uma viagem fora da nossa atmosfera nativa. Sr. Cuarón é bem-sucedido ao amarrar técnicas complexas - tanto digitais quanto analógicas - a uma narrativa simples.

    A crítica completa está disponível no site New York Times

    O Globo

    por Rodrigo Fonseca

    Uma vez nas lacunas do céu, o diretor usa Ryan (e o talento da Sra. Bullock) como um veículo para discutir a perseverança e o instinto de superação, fazendo da palavra um elemento coadjuvante para um espetáculo imagético. 

    A crítica completa está disponível no site O Globo

    Omelete

    por Érico Borgo

    Esteta, Cuarón encontra no espaço e o controle milimétrico de seu set. Há cenas de beleza intensa e grande significado [...] Nas lágrimas sem gravidade, Cuarón aprecia a beleza da fragilidade humana - e sua tenacidade.

    A crítica completa está disponível no site Omelete

    Screen International

    por Mark Adams

    O filme angustiante e espetacular de Alfonso Cuarón é um suspense espacial tenso e excitante, um verdadeiro prazer, conduzido por atuações excelentes de Sandra Bullock e George Clooney, além de ótimos efeitos especiais.

    A crítica completa está disponível no site Screen International

    The Hollywood Reporter

    por Todd McCarthy

    Ao mesmo tempo, o filme mais realista e bem coreografado já ambientado no espaço, "Gravidade" é uma emocionante história de sobrevivência enriquecida com interlúdios de tensão de tirar o fôlego e momentos de surpresa.

    A crítica completa está disponível no site The Hollywood Reporter

    Variety

    por Justin Chang

    A angustiante odisseia espacial de Alfonso Cuarón contém um tom de deslumbramento, terror e suspense que deve impressionar os críticos e as audiências do mundo inteiro.

    A crítica completa está disponível no site Variety

    Veja

    por Isabela Boscov

    "Gravidade" é um dos maiores feitos de revolução tecnológica que eu já vi no cinema [...] Nunca você vai se sentir no espaço com tanta verossimilhança quanto em "Gravidade". 

    A crítica completa está disponível no site Veja

    Cinema com Rapadura

    por Diego Benevides

    A direção de Cuarón é certeira, abusando dos longos planos sequências, dos cortes quase sempre muito discretos e da mise-en-scène. Cuarón também faz bom uso da alternância entre planos...

    A crítica completa está disponível no site Cinema com Rapadura

    Gazeta do Povo

    por Paulo Camargo

    Em um dos melhores filmes do ano, o diretor consegue fazer uso do que há de mais avançado em termos de tecnologia aplicada ao cinema, inclusive o 3D, a serviço de uma discussão fundamentalmente existencial e intimista. E consegue injetar frescor e invenção a um gênero que parecia fadado ao lugar-comum.

    A crítica completa está disponível no site Gazeta do Povo

    A Tarde

    por João Carlos Sampaio

    Tudo fascina pela tentativa de uma fiel reprodução do que seria estar fora do planeta. [...]Se não chega a ser uma obra-prima como os citados 2001 e Solaris, constrói uma textura dramática de grande força e uma tensão narrativa que não deixa ninguém piscar.

    A crítica completa está disponível no site A Tarde

    Blogs Pop

    por Lucas Vinicius

    Alfonso Cuarón, Sandra Bullock e George Clooney fizeram um trabalho sensacional, sem dúvida Gravidade é um dos melhores filmes do ano… e seria uma verdadeira lástima ele não ganhar alguns prêmios cinematográficos!

    A crítica completa está disponível no site Blogs Pop

    Chronic'art.com

    por Guillaume Orignac

    No momento em que o cinema pensa sobre seu futuro, entre o prazer imersivo do vídeo game e os códigos da séries de televisão, é preciso reconhecer que Alfonso Cuarón atualiza a fórmula hollywoodiana, resolvendo questões teóricas contemporâneas em 90 minutos de deflagração espetacular.

    A crítica completa está disponível no site Chronic'art.com

    CineClick

    por Cristina Tavelin

    Alguns pontos fazem de "Gravidade" um filme incrivelmente instigante. O mais pleno deles se apresenta diversas vezes: o jogo contínuo entre pequenez e grandeza, conhecido e desconhecido.

    A crítica completa está disponível no site CineClick

    Cinema em Cena

    por Pablo Villaça

    Brilhante também ao trazer Ed Harris como a voz que orienta os astronautas a partir de Houston (uma escalação perfeita, já que o ator foi figura marcante em Os Eleitos e Apollo 13), "Gravidade" é um filme que respeita a Ciência mesmo colocando-a totalmente a serviço do Drama, revelando-se, no processo, como um dos melhores trabalhos de 2013.

    A crítica completa está disponível no site Cinema em Cena

    Cineplayers

    por Rodrigo Torres de Souza

    "Gravidade" se mostra tematicamente menos ambicioso e versátil do que se poderia esperar, mas corresponde plenamente enquanto realização cinematográfica, pela engenhosidade de suas cenas, e (mero) exercício de gênero.

    A crítica completa está disponível no site Cineplayers

    Cinepop

    por Pablo Bazarello

    As imagens e efeitos são belíssimos, criados pela equipe de técnicos de efeitos especiais. Mas como dizem, hoje em dia todos são capazes de criar efeitos, embora aqui eles realmente impressionem, e sejam sempre usados a favor da história, e não ao contrário.

    A crítica completa está disponível no site Cinepop

    Diário de Pernambuco

    por Júlio Cavani

    O filme é um espetáculo audiovisual sensorial, um planetário imersivo em 3D. Os aspectos mais humanos, entretanto, não trazem nada de especial à temática clássica dos náufragos.

    A crítica completa está disponível no site Diário de Pernambuco

    Rubens Ewald

    por Rubens Ewald Filho

    É difícil imaginar que [Alfonso Cuarón] conseguisse realizar um filme tão enxuto, tão bem amarrado, que é uma pequena jóia, uma obra-prima de suspense e tensão (daqueles de você ficar colado na tela e assustado, torcendo). 

    A crítica completa está disponível no site Rubens Ewald

    The Guardian

    por Xan Brooks

    Um filme brilhantemente tenso e envolvente sobre dois astronautas em perigo; um mergulho pela imensidão que vai te deixar completamente sem fôlego.

    A crítica completa está disponível no site The Guardian

    Zero Hora

    por Daniel Feix

    Contudo, antes que você se dê conta do sentimentalismo esquemático que marca as produções da indústria, terá ficado boquiaberto com o virtuosismo do balé de corpos para além da gravidade.

    A crítica completa está disponível no site Zero Hora

    Cineweb

    por Neusa Barbosa

    Uma angustiante corrida contra o tempo e a falta de oxigênio. A procura desse realismo, assim, justifica o investimento no 3D. [...] Talvez uma ênfase excessiva seja colocada na história familiar da dra. Ryan, que apenas força um pouco mais as emoções à flor da pele...

    A crítica completa está disponível no site Cineweb

    Revista Interlúdio

    por Bruno Cursini

    Cuarón é mais talentoso e inteligente do que a média de seus companheiros de ofício [...] Para tanto, não se furta às concessões [...] de qualquer drama de superação emocional que, aqui, apenas ganham uma outra roupagem, com crescentes e ininterruptas explosões ...

    A crítica completa está disponível no site Revista Interlúdio

    Rolling Stone

    por Alessandro Giannini

    Concebido para tirar proveito tanto dos efeitos especiais quanto do 3D, o filme cria uma atmosfera de ansiedade e desconforto que extrapola os limites da tela. Não há subtramas, pistas falsas, reviravoltas ou outros recursos narrativos que surpreendam ou enganem o espectador. Está tudo ali, ao alcance dos olhos.

    A crítica completa está disponível no site Rolling Stone
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema
    Back to Top