Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Selma - Uma Luta pela Igualdade
    Média
    4,3
    414 notas e 43 críticas
    distribuição de 43 críticas por nota
    10 críticas
    21 críticas
    10 críticas
    1 crítica
    0 crítica
    1 crítica
    Você assistiu Selma - Uma Luta pela Igualdade ?

    43 críticas do leitor

    Sandro P.
    Sandro P.

    Segui-los 598 seguidores Ler as 572 críticas deles

    4,0
    Enviada em 16 de maio de 2016
    Belo filme! História inspiradora e comovente, ótimas atuações. Achei o filme um pouco longo e algumas cenas bem lentas, mas nada que atrapalhe. Recomendo!
    Vania Luiza d.
    Vania Luiza d.

    Segui-los 1 seguidor Ler a crítica deles

    4,5
    Enviada em 8 de fevereiro de 2016
    Selma é um filme que reporta a luta do líder Matin Luther King contra o racismo e as injustiças sociais impostas por uma elite aristocrática e branca do EUA às minorias negras e aos brancos marcados pela pobreza. O momento crucial de Selma é quando os negros do Alabama em uma marcha liderada pelo pastor Luther King conseguem o direito de votar ou seja o direito à cidadania vitória conseguida após o assassinato de pessoas inocentes por puro racismo e preconceito. Por ironia Matin Luther King é assassinado em 1967 quando em um discurso para milhares de pessoas confessa: "Eu tenho um sonho". Apesar das vitórias conseguidas e de hoje estar em um segundo mandato um Presidente da República, negro, Barach Obama, a vida dos negros não tem sido fácil na América do Norte. Atualíssimo porque retrata a realidade atual em que o preconceito racial e social predominam na sociedade norte-americana a partir dos políticos da Casa Branca, sobretudo os Republicanos. por Vânia Luiza de Lira.
    Marcio Roberto T.
    Marcio Roberto T.

    Segui-los Ler as 4 críticas deles

    4,5
    Enviada em 4 de abril de 2016
    Filme impactante, mostrando um pouco da trajetória de Luther King! Imagens fortes unidas com cenas reais do passado
    Neto S.
    Neto S.

    Segui-los 1986 seguidores Ler as 773 críticas deles

    3,0
    Enviada em 29 de janeiro de 2016
    Cinebiografia do pastor protestante e ativista social Martin Luther King, Jr (David Oyelowo), que acompanha as históricas marchas realizadas por ele e manifestantes pacifistas em 1965, entre a cidade de Selma, no interior do Alabama, até a capital do estado, Montgomery, em busca de direitos eleitorais iguais para a comunidade afro-americana.Mediano,filme tem ate um bom elenco, e boas atuaçoes, mais e meio parado e cansativo, filme tem uma excelente trilha sonora, recomendo. Nota 7.0
    Genilto A.
    Genilto A.

    Segui-los Ler as 8 críticas deles

    0,5
    Enviada em 6 de janeiro de 2016
    Além de parado e chato, o filme representa muito mal a biografia de um dos mais importantes líderes do movimento dos direitos civis dos negros nos Estados Unidos, e no mundo, que incendiou sua igreja, seu Estado, seu país e o mundo com discursos flamejantes. Foi difícil assisti-lo até o final. Há um outro filme (muito antigo e que pode ser encontrado no Youtube com o título "O pastor") "The Vernon Johns Story" que conta a história do pastor que precedeu Martin Luther King Jr. na liderança da igreja Batista de Montgomery (no Estado do Alabama) onde tudo começou. Este filme sim, mostra um líder com um discurso capaz de sacudir os alicerceares de uma sociedade racista e discriminatória.
    anônimo
    Um visitante
    3,5
    Enviada em 15 de setembro de 2015
    Estamos vivendo uma boa temporada de cinebiografias.Temos mais uma boa pra entrar na lista.Martin Luther King é colocado a frente em "Selma".O enredo vem com aquelas histórias bem conhecidas quando o assunto é a diferença entre condições financeiras e principalmente o preconceito que está bem vivo nessa história.Tem uma ótima interpretação de David Oyelowo,vivendo o personagem principal,uma pena não ter sido indicado ao Oscar.E um elenco de apoio bem preparado para fortes cenas.Temos um Luther King bem humanizado,que não mostra em nenhum momento que ele está ali como um herói,e sim,como um líder que está a defesa de seu povo,como devia de ser.E sem contar que é uma luta que parece não ter fim.O tal preconceito é algo tão rídiculo,que é mostrado com perfeição nesse filme.É bem diferente de alguns filmes com a mesma história,já que aqui temos algo mais real,e não se deixa levar por histórias surreais.
    Kamila A.
    Kamila A.

    Segui-los 725 seguidores Ler as 488 críticas deles

    4,5
    Enviada em 3 de abril de 2015
    Quando a Lei dos Direitos Civis foi aprovada pelo Congresso dos Estados Unidos, em 1964, pondo um fim à segregação racial no país, com certeza, o Dr. Martin Luther King, uma das personalidades que mais lutou por isso, sabia que a batalha estava muito longe de chegar ao fim. Pelo contrário, ela estava apenas começando. O filme “Selma: Uma Luta pela Igualdade”, dirigido por Ava DuVernay, retrata o esforço empreendido pelo Dr. King (David Oyelowo, em performance indicada ao Globo de Ouro 2014 de Melhor Ator num Filme de Drama) e pelos seus liderados em prol do direito dos cidadãos negros poderem se registrar como votantes – naquilo que culminaria na Lei dos Direitos de Voto de 1965, que foi um verdadeiro marco na história dos Estados Unidos. Selma é uma cidade localizada no Estado do Alabama (um dos mais preconceituosos contra os negros naquela época) e foi escolhida por Martin Luther King como o palco principal para diversos atos de manifestações (pacíficas e violentas) em favor da luta por um direito básico de qualquer cidadão: o de poder escolher os seus representantes, aquelas pessoas que vão brigar nas casas legislativas e nos cargos públicos pelos nossos interesses. Na cena que é um dos ápices vistos em “Selma: Uma Luta pela Igualdade”, vemos uma passeata que reúne pessoas de diferentes raças, credos e culturas, numa representação perfeita daquilo que o então presidente Lyndon B. Johnson dizia que “não era um problema dos negros, do sul, do norte. E sim, um problema que afeta todos os americanos”. “Selma: Uma Luta pela Igualdade” é um filme que mexe com os nossos sentimentos e que, principalmente, nos faz refletir sobre uma grande contradição na história dos Estados Unidos. Como um país construído em cima de valores que exaltam a liberdade e a coragem dos seus pioneiros pôde permitir, durante um determinado período de sua história, que os negros sofressem tal tratamento? Por quê foi preciso que pessoas como Martin Luther King chamassem a atenção para algo que parece ser tão natural, uma vez que todos nós somos iguais perante a lei, sem qualquer distinção de raça, classe social ou credo? Por quê foi preciso ocorrer tantos tumultos, tantas mortes, tanta gente ferida para que os governantes daquela época (representados aqui pelos personagens interpretados por Tom Wilkinson e Tim Roth) abrissem os olhos para a importância dessa questão? Mas, talvez, a pior constatação que “Selma: Uma Luta pela Igualdade” faz é que Martin Luther King estava completamente correto e que a luta dos negros (ou daqueles que fazem parte das chamadas minorias) é diária. Ao receber o Oscar 2015 de Melhor Canção Original pela belíssima “Glory”, o rapper Common fez a seguinte afirmação: “Selma é agora. A luta pela justiça acontece agora.” Por isso mesmo, o papel mais importante do filme fortíssimo de Ava DuVernay é fazer com que essas mesmas minorias percebam que, para as verdadeiras transformações acontecerem, é preciso ter a coragem necessária para não abaixar a cabeça diante das adversidades e ter a abnegação para lutar por aquilo que é certo, em união. Afinal de contas, já dizia o Pink Floyd, na maravilhosa “Hey You”: “juntos, nós resistimos. Divididos, nós caímos”.
    Celso M.
    Celso M.

    Segui-los 96 seguidores Ler as 178 críticas deles

    5,0
    Enviada em 19 de fevereiro de 2015
    O filme é espetacularmente bem produzido, profundo e marcante. Uma obra inquietante e que chega a ser perturbadora. A atuação de David Oyelowo é sem precedentes. Infelizmente indicaram a obra como " melhor filme" e esqueceram do ator principal que deu todo o sentido ao enredo. É uma estória profunda e real que mexerá com seus mais íntimos sentimentos e o fará pensar. Simplesmente maravilhoso!
    Ricardo L.
    Ricardo L.

    Segui-los 4074 seguidores Ler as 1 554 críticas deles

    4,5
    Enviada em 22 de fevereiro de 2015
    Um filme quase completo! faltando apenas cenas reais de King, mas tirando isso é um espetaculo de filme! roteiro maravilhoso e uma atuação fenomenal David Oyelowo, uma história baseada em Martin Luther King Jr, mostradando o sofrimento pelos os ideias dos negros em busca do direito ao voto! com certeza um dos melhores do ano!!!!
    Alvaro S.
    Alvaro S.

    Segui-los 205 seguidores Ler as 349 críticas deles

    4,0
    Enviada em 20 de novembro de 2015
    No dia da conscientização negra, um filme que fala sobre a luta do Martin Luther King Jr. para igualdade dos direitos civis. Eu assisti com o coração na boca de tanto nervoso. Temas que falam sobre injustiça me tiram do sério. Fico impressionado como ainda hoje em dia o preconceito ainda existe, em qualquer condição. Mostrando um momento importante na história americana, dos negros para terem direito ao voto, numa marcha épica da cidade Selma até a capital do Alabama, Montgomery. O ator que dá vida ao King Jr, David Oyelowo, tem um desempenho espetacular. A obra não fica atrás proporcionando diversas sensações, de indignação à inspiração. É forte, poderoso, apaixonado e obrigatório. Curiosidade. Foi indicado a dois Oscar, Melhor Filme e venceu Melhor Canção. Nota do público: 7.5 (IMDB) Nota dos críticos: 99%(Rotten Tomatoes) Bilheterias EUA - $52 milhões Mundo - $66 milhões Acesse o blog 365filmesem365dias.com.br para ler sobre outros filmes.
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema
    Back to Top