Meu AdoroCinema
  • Meus amigos
  • Meus cinemas
  • Notas Express
  • Minha coleção
  • Minha conta
  • Promoções
  • Desconectar
Nasce uma Estrela
Média
4,6
1370 notas e 155 críticas
53% (82 críticas)
30% (46 críticas)
9% (14 críticas)
4% (6 críticas)
3% (5 críticas)
1% (2 críticas)
Você assistiu Nasce uma Estrela ?

155 críticas do leitor

Anderson  G.
Anderson G.

Segui-los 48 seguidores Ler as 222 críticas deles

4,0
Enviada em 13/10/18
“nasce uma estrela ”, talvez o grande filme com cara de oscar desse ano, um filme que fala sobre a busca pelo sentimento da essência e verdade das coisas, com cenas fantásticas e um estilo de filmagem própria o primeiro longa dirigido por Bladley Cooper é uma grata surpresa. Primeiramente, falando em termos de roteiro, o filme não reinventa a roda de modo algum, até mesmo é um remake de um remake de um remake, mesmo o desenrolar sendo clichê, o filme conta com muitas sutilizas, spoiler: nosso protagonista é um homem desesperado por buscar a verdade nas coisas, principalmente, na vida e na arte. Somos colocados na visão de Jack, um cantor famoso e consagrado que começa a perder a inspiração devido a arte estar em um momento pop, a onde tudo é maquiado para ser apresentado ao publico, perdendo assim sua essência, assim, nosso protagonista encontra Ally, em um bar drag de esquina, enquanto tomava seu whisky Jack topa com a mais pura essência da musica e se apaixona primeiramente pela musica e depois, pela cantora, quanto percebe que a mesma também é pura em sua essência, o romance acontece e com o passar do tempo Ally começa sucumbir ao pop, começa a perder sua essência, levando Jack ao desespero, que tenta retomar, tenta, tenta, até que no final, o mesmo percebe que sua própria essência não é mais aceita e comete suicídio. Essa busca dá essência pode ser encarada como uma tentativa de buscar as raízes da arte, uma critica ao mundo atual que pega um cantor, coloca dançarinos, muda seu visual, pinta seu cabelo e lhe dá um nome, sufocando assim seu talento e essência natural, pois como é exposto no próprio filme, não adianta ter apenas o talento, é preciso ter algo a dizer. Curiosamente, o filme serve com uma critica até mesmo Lady Gaga, que é uma atriz talentosa mas que sucumbi ao mundo pop matando assim sua essência pura. ------FIM DO SPOILER----. Falando de atuações, Lady Caga e Cooper estão bem no filme, ambos fazendo sua melhor atuação – Embora Lady Caga não tenha uma carreira tão extensa como atriz- Mas mesmo assim, não chega a ser um primor absoluto, mas são ótimas atuações, principalmente nas cenas de cantorias, que com certeza irá dar uma indicação ao oscar aos dois, merecidamente, indicação que também irá ganhar Sam Elliot, o irmão de Jack, todas as suas participações são precisas, viscerais e arrebatadoras, o ator pouco participa da drama, mas quanto aparece, rouba completamente a cena. Copper adota um estilo de filmagem que quase mescla Lars Von Trier e Yorgos Lanthimos, ele dá muita liberdade a improvisação dos atores – Isso faz até um paralelo com o sentido do filme, que é a busca pela naturalidade da arte- essa liberdade é muito boa em algumas cenas, porem gera um problema, em algumas cenas alguns atores não tem a reação adequada a improvisação de seu companheiro de tela, isso deixa a cena estranha, porem Cooper se redime ao usar ângulos fechados e câmeras de mãos de forma perfeitas em muitas cenas, principalmente nas musicais, o diretor deixa de usar plano sequencias em cenas que clamam por essa técnica, porem acaba usando o plano sequencias em outras cenas mais simples, Cooper pauta mal o primeiro ato do filme, pois é extremamente encurtado, o que causa uma falta de introdução ao universo dos dois protagonistas. No mais, tecnicamente, outro destaque do filme é a edição e mixagem de som, são altas, precisas, de alta qualidade, se você ver em um cinema de qualidade vai perceber que toda cantoria e solos de guitarras, não desafina nem por um segundo, o que consequentemente me faz falar da trilha sonora, que é original e é perfeita, linda, natural, ela realmente reflete a pureza e essência do longa e com certeza será a grande favorita a categoria de melhor canção original do oscar. Por fim, o primeiro filme de Cooper não é perfeito, mas é um soco, ele é forte, preciso, com uma mensagem poderosa, dramático, romântico, engraçado, um filme que se destaca em tudo e que merece ser visto e revisto.
Yram M.
Yram M.

Segui-los 12 seguidores Ler as 20 críticas deles

5,0
Enviada em 13/10/18
Amei! Lady Gaga está incrível! que performance, que voz, que mulher! Cooper também superou minhas expectativas. Faz um personagem bem diferente dos papéis que costuma interpretar. Letras bonitas e profundas, diálogos marcantes e show de atuação! Excelente filme!
Marcelle G
Marcelle G

Segui-los Ler a crítica deles

5,0
Enviada em 14/10/18
Filme sensacional! Emocionante! Um dos melhores que já vi. Parabéns ao elenco, direção, produção, todos. Músicas lindas, atores perfeitos.
Pether J
Pether J

Segui-los Ler a crítica deles

5,0
Enviada em 13/10/18
Filme com uma narração excelente, alguns detalhes as vezes aparecem para os mais aficionados da 7 arte, porém, no todo, o filme é um exemplar ímpar, que favorece uma boa imersão na história e no final lhe faz querer continuar nela. Impressionante como o filme nos faz rever valores e conceitos importantes do nosso cotidiano.
Ramiro
Ramiro

Segui-los Ler as 2 críticas deles

2,5
Enviada em 21/10/18
Não entendi a empolgação do público e da crítica oficial a respeito deste filme. Embora "bem feitinho" e Lady Gaga fazendo uma interpretação bastante razoável para um astro pop em sua estréia. O ponto mais relevante do filme fica por conta dos shows ao vivo, do desempenho do Bradley Cooper que, paradoxalmente, surpreende muito mais na função de cantor do que de diretor. O filme abusa do apelo emocional fácil, dos closes e câmeras lenta querendo causar lágrimas a todo custo. Passa raso nos momentos que poderia aprofundar. Soa deveras piegas para a regravação de um clássico. Indicações ao Oscar? Só se for para ganhar público na cerimônia de premiação, com a presença da Lady, muito mais eficiente nos palcos do que na tela.
Rafael M.
Rafael M.

Segui-los 2 seguidores Ler as 2 críticas deles

2,0
Enviada em 27/10/18
Confesso que me decepcionei muito! Fui com muita expectativa devido a crítica especializada,porém,pra quem gosta de filme do gênero....
Fernandes d
Fernandes d

Segui-los Ler as 2 críticas deles

4,5
Enviada em 14/10/18
Ótimo filme. A atuação de Bradley poderia ser melhor. Os acontecimentos são anunciados uma cena antes. Neste ponto a direção poderia ser melhor. Lady Gaga foi muito bem. As músicas são emocionantes. Ótimo programa.
Luiz Q.
Luiz Q.

Segui-los Ler a crítica deles

5,0
Enviada em 13/10/18
Filme muito bom. Lady Gaga uma boa surpresa como atriz. Boa direção e uma trilha sonora excelente. Apesar de parecer um filme clichê, seu bom roteiro faz com que a gente se envolva com o filme. Recomendo.
Jhosa G
Jhosa G

Segui-los Ler a crítica deles

4,5
Enviada em 03/09/18
Antes de começar, preciso adiantar que nesse filme, duas estrelas nascem, e não apenas uma. Bradley Cooper, como diretor, e Lady Gaga, como atriz. Bradley é um dos 20 atores americano com maior arrecadação em bilheteria, sua vantagem com o público de massa, e a popularidade de Lady Gaga garantem ao filme um apelo comercial, e o talento de Gaga na música e a ousadia de Cooper em tornar-se um cantor no filme nos dão a certeza de que ambos fizeram um ótimo trabalho por que trabalharam juntos(ambos escreveram músicas da soundtrack) e trocaram de papel para que o resultado viesse a ser um: ACLAMAÇÃO!
Wildney C.
Wildney C.

Segui-los 11 seguidores Ler a crítica deles

5,0
Enviada em 03/09/18
Um filme realmente emocionante, onde a linha do tempo é contada atraves da música, não espere por uma linha do temoo coesa se você nao prestar atenção nas letras e na evolução da personagem Ally e decadencia do personagem interpretado por Bradley. É uma história bde amor clichê sim, porém com um toque moderno e uma trilha sonora que leva vc do apice a decadência e apice de novo e ao fim de tudo. Atuação de Gaga realmente convence voce acreditar na personagem e esquecer que ali esta uma das maiores e exentricas popstar da atualidade, você ve uma Ally simples e nascendo como estrela. Bradley da um show a parte, ótima atuação e química com Gaga. Trilha sonora com certeza deve ser indicado ao Oscar, principalmente a musica final. Assisti a premier no festival de Venezia
Quer ver mais críticas?
  • As últimas críticas do AdoroCinema
Back to Top