Meu AdoroCinema
Os Pinguins do Papai
Críticas AdoroCinema
2,3
Regular
Os Pinguins do Papai

Mesmas caras, mesmas bocas

por Lucas Salgado

Jim Carrey Já comprovou várias vezes que é um ótimo ator, tendo papéis marcantes em O Show de Truman, O Mundo de Andy, Cine Majestic e, claro, Brilho Eterno de uma Mente Sem Lembranças, mas também já deu várias demonstrações de que não é muito exigente com os roteiros que aceita (Eu, Eu Mesmo & Irene, Batman Eternamente e Número 23 são exemplos de bombas que o ator aceitou fazer). Os Pinguins do Papai não chega a ser uma bomba, mas também é o típico filme que Carrey não deveria estar mais fazendo com quase 50 anos.

Adaptação do livro "Os Pinguins do Sr. Popper", de Richard Atwater e Florence Atwater, o longa é extremamente infantil, seja pela presença engraçadinha dos animais, seja pelos nomes dos personagens, como Popper, Pippi e por aí vai.

O filme utilizou pinguins de verdade, mecânicos e desenhados digitalmente, mas não há ressalvas neste sentido. Os animais são os "personagens" mais interessantes da produção e funcionam bem mesmo quando inseridos com CGI.

Mr. Popper's Penguins (no original) é um sucessão de caras e bocas de Jim Carrey em meio a uma história piegas e de solução simplória de como a família é a coisa mais importante do mundo. É triste que muitas pessoas pensem que um filme por ser infantil ou por ser uma comédia não precisa ser desenvolvido com inteligência e desenvoltura, e o longa em análise peca nos dois elementos.

Carla Gugino, Angela Lansbury e Philip Baker Hall completam o elenco da produção e pouco acrescentam à mesma. A jovem Ophelia Lovibond marca presença com a assistente do Sr. Popper e está muito apagada numa personagem desinteressante e infantilizada demais até para um filme para crianças.

Orçado em US$ 55 milhões, Os Pinguins do Papai faturou pouco mais de US$ 40 milhões nas bilheterias dos Estados Unidos, podendo ser considerado um dos maiores fracassos de Jim Carrey nos cinemas. É claro que o resultado comercial não deve ser levado em conta na hora de se criticar uma produção, mas é inegável que pode ser visto como um indicativo que este não é mais o tipo de personagem que o público quer ver o ator envolvido. Talento ele tem, falta apenas escolher melhor os projetos.

Quer ver mais críticas?
  • As últimas críticas do AdoroCinema

Comentários

Mostrar comentários
Back to Top