Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Não Me Abandone Jamais
     Não Me Abandone Jamais
    18 de março de 2011 / 1h 43min / Drama, Romance
    Direção: Mark Romanek
    Elenco: Carey Mulligan, Andrew Garfield, Keira Knightley
    Nacionalidades EUA, Reino Unido
    Ver o trailer
    Usuários
    3,9 336 notas e 94 críticas
    Avaliar :
    0.5
    1
    1.5
    2
    2.5
    3
    3.5
    4
    4.5
    5
    Vou ver

    Sinopse e detalhes

    Ruth (Keira Knightley), Tommy (Andrew Garfield) e Kathy (Carey Mulligan) cresceram juntos em um internato cheio de disciplinas rígidas nas questões da alimentação e na manutenção do corpo saudável. Criados, praticamente, sem contato com o mundo exterior na misteriosa escola, os três sempre foram muito unidos, mas uma revelação surpreendente sobre doação de órgãos e o objetivo de suas vidas pode mudar o rumo da história. Ainda mais pelo clima de romance entre Ruth (Keira) e Tommy (Andrew) incomodar cada vez mais Kathy (Carey).

    Título original

    Never Let Me Go

    Distribuidor -
    Ver detalhes técnicos
    Ano de produção 2010
    Tipo de filme longa-metragem
    Curiosidades 5 curiosidades
    Orçamento -
    Idiomas Inglês
    Formato de produção -
    Cor Colorido
    Formato de áudio -
    Formato de projeção -
    Número Visa -
    Não Me Abandone Jamais Trailer Original 2:24
    Não Me Abandone Jamais Trailer Original
    12345 visualizações
    Pela web

    Elenco

    Carey Mulligan
    Personagem : Kathy
    Andrew Garfield
    Personagem : Tommy
    Keira Knightley
    Personagem : Ruth
    Charlie Rowe
    Personagem : Tommy Jovem
    Ficha completa

    Comentários do leitor

    Estevan Magno
    Estevan Magno

    Segui-los 2836 seguidores Ler as 490 críticas deles

    4,0
    Enviada em 9 de março de 2013
    Uma linda demonstração do quão cruel os humanos podem ser.... será que já vimos de tudo? Não. Em "Não Me Abandone Jamais" vemos a história de três amigos com uma amizade sincera e que descobrem o verdadeiro significado da vida, para que estamos aqui, neste planeta, porque nascemos nessa família e porque nesse país e principalmente... Por que nascemos para morrer? Temos apenas uma certeza na vida: A morte, mas é através dos segundos ...
    Leia Mais
    Lucimaraâ„¢
    Lucimaraâ„¢

    Segui-los 33 seguidores Ler as 139 críticas deles

    3,0
    Enviada em 9 de fevereiro de 2012
    "Don't Let Me Go" foi completamente diferente do que eu esperava que seria. Isso é bom. Ele me lembrou "A Ilha" onde vários clones são criados para nada mais do que doarem seus órgãos para suas "fontes" quando estiverem doentes ou engravidarem. A diferença é que na produção do Michael Bay o ponto é ação, aqui é drama. A moda inglesa. Bom, sendo baseado no livro de um japonese, já se pode esperar um filme melodramatico ao extremo. ...
    Leia Mais
    Pedro H.
    Pedro H.

    Segui-los Ler a crítica deles

    2,0
    Enviada em 2 de novembro de 2015
    esse filme é muito fora do real, na pratica qualquer cidadão tentaria lutar pela vida de alguma forma, fugindo, se escondendo... sei la .. assistam ''A ILHA''.o filme é bem diferente desse, mas tema sobre doação é praticamente o mesmo.
    Welton N.
    Welton N.

    Segui-los 2 seguidores Ler as 7 críticas deles

    1,5
    Enviada em 29 de março de 2013
    Perda de tempo. Fica difícil engolir um filme desses, pois uma instituição com um sistema daquele e com pessoas tão passivas não existiria em sociedade alguma. Se o diretor, ou seja lá quem for, quis fazer um simbolismo com algum sentimento humano ou coisa parecida, errou feio. Pra usar simbolismos, tem que ser, no mínimo, mestre. Esse filme não serve sequer pra passatempo.
    94 Comentários do leitor

    Fotos

    39 Fotos

    Curiosidade das filmagens

    Literatura na Telona

    Baseado no livro de sucesso "Never Let Me Go", de Kazuo Ishiguro.

    Filmando no Reino Unido

    Rodado inteiramente na Escócia e Inglaterra, no Reino Unido.No filme, as cenas que parecem ser na costa de Norfolk, na costa leste da Inglaterra, foram rodadas nas cidades de Clevedon e Weston-super-Mare, que ficam na costa oeste do país.

    No Volante

    A atriz Carey Mulligan teve que fazer um curso intensivo para aprender a dirigir, mas foi reprovada nos testes, obrigando a produção a rodar as cenas numa estrada particular para que ela pudesse ficar ao volante.

    Últimas notícias

    Diretor de Mesmo Se Nada Der Certo pede desculpas após duras críticas a Keira Knightley
    NOTÍCIAS - Visto na Web
    quarta-feira, 1 de junho de 2016
    John Carney se arrependeu das declarações que causaram polêmica em Hollywood.
    Diretores saem em defesa de Keira Knightley após críticas de John Carney
    NOTÍCIAS - Visto na Web
    terça-feira, 31 de maio de 2016
    Alerta de treta em Hollywood!
    6 Notícias e Matérias Especiais

    Se você gosta desse filme, talvez você também goste de...

    Mais filmes similares

    Comentários

    • Senhor Ivan
      Ter Keira Knightley e Carey Mulligan atuando juntas novamente,não podia sair algo ruim.História comovente,regada à ótimos momentos de reflexão e lugares lindos.A trilha sonora acaba aumentando a bad.-Especial Keira Kinghtley-Dou nota 7/10
    • Quinn Fabray
      Tirou as palavras da minha boca.
    • Bruna O.
      Não é um filme para quem deseja ver uma aventura ou um romance épico, é uma obra sobre a existência humana e sobre aquilo que nos faz humanos. A narração da personagem traz um tom delicado e doloroso. Não é nada exagerado ou revolucionário, mas é assustador e emocionante na medida certa.
    • J?lia L.
      Para esses ignorantes que não entenderam o significado do filme, aqui vai minha crítica. O filme é baseado numa ficção, talvez difícil de acontecer, mas tem uma forma de dizer como o amor é um sentimento sublime, indestrutível, mesmo tendo uma melancolia e uma certa frustração. A vida é cheia de frustrações. E o amor é o único sentimento que nos torna humanos. É lindo o filme!!!! Vale à pena assisti-lo!Pensem e interpretem antes de dar sua crítica!
    • Sara D.
      ridulo esse filme.
    • Welton N.
      Perda de tempo. Fica difícil engolir um filme desses, pois uma instituição com um sistema daquele e com pessoas tão passivas não existiria em sociedade alguma. Se o diretor, ou seja lá quem for, quis fazer um simbolismo com algum sentimento humano ou coisa parecida, errou feio. Pra usar simbolismos, tem que ser, no mínimo, mestre. Esse filme não serve sequer pra passatempo.
    • M?rcia J.
      filmezinho paia, paia, paia...
    • Marcio S.
      É um filme muito triste, não vale a pena assistir.
    Mostrar comentários
    Back to Top