Meu AdoroCinema
    Lily Sometimes
    Lily Sometimes
    Data de lançamento 1 de dezembro de 2010 (1h 48min)
    Direção: Fabienne Berthaud
    Elenco: Diane Kruger, Ludivine Sagnier, Denis Ménochet mais
    Gêneros Comédia dramática, Família
    Nacionalidade França
    notar :
    0.5
    1
    1.5
    2
    2.5
    3
    3.5
    4
    4.5
    5
    Vou ver

    Sinopse e detalhes

    Lily(Ludivine Sagnier) é uma jovem exuberante, libertária e insaciável que vive no campo com sua mãe, em um universo de fantasia. Sua irmã mais velha, Clara (Diane Kruger), é casada com um advogado de carreira promissora.Clara é obrigada a voltar ao ambiente familiar quando sua mãe morre, para cuidar de Lily. As duas irmãs se redescobrem e Clara, com a influência da sua irmã, encontra uma liberdade que há tempos havia perdido... 

    Título original

    Pieds nus sur les limaces

    Distribuidor -
    Ver detalhes técnicos
    Ano de produção 2009
    Tipo de filme longa-metragem
    Curiosidades 3 curiosidades
    Orçamento €2.300.000
    Idiomas Francês
    Formato de produção -
    Cor Colorido
    Formato de áudio -
    Formato de projeção -
    Número Visa -
    Pela web

    Elenco

    Diane Kruger
    Personagem : Clara
    Ludivine Sagnier
    Personagem : Lily
    Denis Ménochet
    Personagem : Pierre
    Brigitte Catillon
    Personagem : Odile
    Ficha completa

    Fotos

    Curiosidades das filmagens

    Parceria

    Essa é a segunda vez que Diane Kruger atua em um filme da cineasta Fabienne Berthaud. Em 2006, ela interpretou um papel em Frankie que contava a estória de um modelo que ia à Paris para seguir carreira em moda, mas era recusado por todas as agências. No longa, Lily Sometimes, Diane interpreta uma mulher frágil e ao mesmo tempo forte. Fabienne Berthaud explica que era evidente chamar a atriz para o papel: "Não era uma questão que eu fizesse esse... Leia Mais

    Trilha sonora

    A trilha sonora do filme foi composta por Michael Stevens, que já compôs músicas para filmes do Clint Eastwood. A diretora conta que Stevens conseguiu ler as imagens do filme e repassa-las para a sua música. 

    A maior naturalidade possível

    Assim como em Frankie, Fabienne Berthaud, optou pela estética naturalista de John Cassavetes e se recusou a se preocupar tanto com a questão técnica do filme. Para o filme, ela possuía apenas duas câmeras: uma na mão e outra fixa, uma disposição que deveria contribuir para a oposição inicial entre as duas irmãs. O filme foi feito com luz natural para as cenas exteriores,e a diretora explica que o granulado da fotografia é de grande importância.&n... Leia Mais

    Se você gosta desse filme, talvez você também goste de...

    Mais filmes similares

    Comentários

    Mostrar comentários
    Back to Top