Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Dredd
    Média
    3,9
    436 notas e 120 críticas
    distribuição de 120 críticas por nota
    18 críticas
    36 críticas
    45 críticas
    12 críticas
    4 críticas
    5 críticas
    Você assistiu Dredd ?

    120 críticas do leitor

    Cinetrix
    Cinetrix

    Segui-los 10 seguidores Ler as 55 críticas deles

    5,0
    Enviada em 12 de setembro de 2013
    Esqueça a primeira versão de Dredd, aquela com Sylvester Stallone, de 1995, e conheça o poder empolgante da justiça em uma nova versão cinematográfica. “Dredd - O juiz do apocalipse” não se trata de uma refilmagem e muito menos de uma continuação, pelo contrário, é um filme que surge para ‘apagar’ seu antecessor e retratar o personagem da maneira que merece com violência e fidelidade à HQ. Como a produção dos anos 90 não agradou tanto aos fãs em relação à narrativa (e também por outros motivos de caracterização), a aposta do novo Dredd foi em uma estória mais simples, objetiva e sem lengalenga. Além disso, a trama valoriza a violência estilizada dos quadrinhos e, claro, exibe um juiz mais durão e de personalidade ímpar. Ambientado em um futuro desesperançoso, a missão de Dredd (em interpretação convincente de Karl Urban) é prender Ma-Ma (Lena Headey), uma traficante de narcóticos que está no último pavimento de um complexo de apartamentos gigantesco. O problema é que o tal prédio tem 200 andares e Dredd, com a ajuda de uma juíza novata (Lena Headey), que também é médium, deverá enfrentar os capangas de Ma-Ma que estão fortemente armados e espalhados por todo o local. O longa possui um ritmo eficiente e a direção segura de Pete Travis (“Ponto de vista”) trabalha bem os clichês e as sequências de ação. Outros aspectos bem orquestrados por Travis é em algumas soluções visuais que deixaram o filme ainda mais atraente. É o caso das câmeras lentas que retratam o efeito da droga Slo-Mo (comercializada por Ma-Ma) e na boa utilização do 3D que enriquece a profundidade dos cenários (aparentemente parecem limitados) e espetaculariza a violência crua que espirra sangue e pequenos destroços para ‘fora da tela’. Há quem diga que esse Dredd é um plágio do bom “Operação invasão”, que tem até uma premissa semelhante. Na verdade, a produção de Dredd se iniciou antes e o longa da Indonésia foi lançado primeiro. Ainda que ambos tenham a mesma proposta de ação, eles se diferenciam em suas entrelinhas e, claro, no apuro técnico. Dredd termina com a sensação de ‘quero mais’ por contagiar o espectador que, certamente, refletirá sobre as ações de um ‘justiceiro legal’ que elimina a casta criminosa do mundo. Ele é um heroi que todos sonham ser ou, pelo menos, todos clamam por sua existência. Talvez, por isso, seu rosto não é revelado, o que subentende que ‘Dredds’ podem existir ou tentam existir, apenas não são percebidos ou apoiados como deveriam.
    Carlos B.
    Carlos B.

    Segui-los 7 seguidores Ler as 7 críticas deles

    3,5
    Enviada em 13 de abril de 2013
    Sem medo de chocar, "Dredd" é um longa de ação cheio de confiança, estilo e violência, que não trata o espectador como criança. Certamente vai agradar tanto aos fãs do personagem quanto a um novo público.
    danilo s
    danilo s

    Segui-los 604 seguidores Ler as 292 críticas deles

    5,0
    Enviada em 12 de janeiro de 2013
    Bom filme se mostra superior ao filme estrelado por stallone,destaco a fotografia,os efeitos visuais e as atuações do karl e da olivia que muito linda.
    Alexandre S.
    Alexandre S.

    Segui-los 103 seguidores Ler as 116 críticas deles

    3,0
    Enviada em 17 de maio de 2013
    Já havia lido quadrinhos do Dredd e achei uma linguagem diferente dos demais. Então, em 1995, Stallone se torna Dredd no cinema... Fiasco! Agora, Dredd saí em 2012 nos cinemas e bota a versão de 1995 no chinelo. Ambientação bacana e mto, mas mto sangue! Vale uma conferida.
    Thomas Jefferson
    Thomas Jefferson

    Segui-los 127 seguidores Ler as 133 críticas deles

    3,0
    Enviada em 4 de agosto de 2013
    Com a sua Censura de 18, O filme e completamente Fraco, Não e digno de uma Classificação tão avançada. As cenas de ação são super legais mais poderia ser ótimas. Não tenho muito a critica, pois o Diretor: Pete Travis poderia ter feito um filme melhor.
    Nathan S
    Nathan S

    Segui-los 28 seguidores Ler as 33 críticas deles

    2,0
    Enviada em 10 de junho de 2013
    Praticamente não gostei de nada! Filme recheado de clichês hollywoodianos baratos e enjoativos que fazem a gente praticamente sacar o filme inteiro antes que ele chegue na metade. O personagem principal (Dredd) ficou frio, sem sal e nem açucar, é o tipo de super-herói que não faz a gente torcer por ele em nehum momento do filme. Previsível, sabemos tudo o que pode e vai acontecer durante as cenas de açao e de diálogos medíocres. As cenas de slow-motion só serviram pra deixar o filme mais lento e meio cansativo. Não que ele não tenha açao, quem gosta de filmes punk com balas se perdendo e perfurando paredes a quase todos os instantes do filme vai gostar. Eu sinceramente tive minhas expectativas frustradas. Achei o resultado final um fracasso. Um dos poucos lados positivos (isso na minha exclusiva opinião) foi o excessivo derramamento de sangue - é óbvio que isso não agrada, e, às vezes, até irrita alguns espectadores, mas eu adoro sanguinolência e me diverti com a carnificina presente em DREDD -. Infelizmente até o seu ponto forte (a violencia) tem suas bizarries e exageros que deixam qualquer um com aquela velha pergunta " What The Fuck Is That?'', temos como exemplo uma cena em que Dredd salva uma refem ja no inicio do filme. O cara explode o bandidão com um tiro de "munição inflamável/incendiária" na boca que parecia ser um sinalizador ou sei lá o que!!! Que cena mais ridícula e exagerada, esptrapolou demais... mas tudo bem, Welcome to the Hollywood world!!!! Fotografia bacana, trilha sonora medíocre, atuaçoes miseráveis (até a Lena Headey que atuou super bem em 300 como a Rainha Gorgo se saiu mal nesse filme aqui), História clichê (apesar de ser um remake), mas qual é... acho que o público ja ta cansado dessa temática de sociedade caótica e cenáros pós-apocalípticos. Podiam mudar o disco, mas tudo bem, eles arriscaram por que ainda existem fãs desse tipo de filme que merecem seu devido respeito, aliás gosto é gosto e isso não se discute. Mesmo tendo sua qualidades (minimas) eu não assistiria de novo por nenhum motivo!!!
    Rômulo L
    Rômulo L

    Segui-los 101 seguidores Ler as 208 críticas deles

    3,0
    Enviada em 4 de fevereiro de 2016
    Melhor adaptação de HQ que eu já assisti. O filme foi pouco visto porque o produtores não investiram em propaganda "não fez o apelo comercial".
    Ronaldo M
    Ronaldo M

    Segui-los 16 seguidores Ler as 36 críticas deles

    3,5
    Enviada em 1 de maio de 2016
    Muita ação com personagens incríveis. Particularmente fiquei enfeitiçado pela vilã Ma-Ma, perversa e sádica. Os efeitos 3D são espetaculares e são realçados mais ainda nas cenas slow-motion. Competente elenco, direção, fotografia e trilha sonora. Boa diversão!
    Sidney  M.
    Sidney M.

    Segui-los 16947 seguidores Ler as 1 082 críticas deles

    3,5
    Enviada em 5 de setembro de 2016
    Não chega a ser um filme sensacional, mas impressiona pela boa estética de como Dredd é produzido. Bom!
    anônimo
    Um visitante
    4,5
    Enviada em 7 de fevereiro de 2013
    -Bem superior a sua primeira versão,no caso com Sylvester Stallone.Karl Urban é um verdadeiro juiz em sua atuação,capaz de impressionar com sua capacidade.Gostei bastante da talentosa Olivia Thirbly em sua aparição teve bastante dinâmica baseado na história. -Muita destruição em torno do filme.Uma ação verdadeira,com efeitos luxuosos e de impressionar. -Assista...(*Ótimo).
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema
    Back to Top