Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Professora Sem Classe
    Média
    3,2
    610 notas e 134 críticas
    distribuição de 134 críticas por nota
    14 críticas
    26 críticas
    47 críticas
    23 críticas
    14 críticas
    10 críticas
    Você assistiu Professora Sem Classe ?

    134 críticas do leitor

    Katniss Everdeen Mellark B.
    Katniss Everdeen Mellark B.

    Segui-los 11 seguidores Ler as 8 críticas deles

    0,5
    Enviada em 15 de março de 2013
    uma merda. no inicio vc fica pensando q o filme vai ser legalzinho, quando ela leva um pé na bunda e vc fica com a impressão de q ela vai fazer uma loucura e etc, mas daí ela resolve voltar a trabalhar numa escola q ninguem mal a conhece e fica chapada durante as aulas enquanto tenta ganhar grana pra aumentar os peitos e arranjar um idiota rico para bancar os luxos dela, q nesse caso seria o justin timberlake, enquanto um outro professor, o jason segal, q é pobre, fica dando em cima dela. depois de 15 min vc já sabe como acaba a historia.
    Kai E
    Kai E

    Segui-los 515 seguidores Ler as 262 críticas deles

    3,5
    Enviada em 21 de janeiro de 2015
    Vamos encarar os fatos; O roteiro é muito ruim, cheio de palavrões, mais se formos parar para pensar, antigamente a comedia não era ser sacana. Mais agora é difícil não assistir uma comedia sacana. E isso faz Professora Sem Classe ser uma boa comedia. Cameron Diaz (Sex Tape: Perdido na nuvem) se saiu muito bem no papel assim como Justin Timberlake (A rede Social), Lucy Punch (Uma noite mais que louca) e James Segel (É o fim). Mais atenção crianças! Esse filme não é pra vocês. Não é um filme para se assistir com a família, mais sim com os amigos em uma noite de diversão; Bom... Recomendo pra quem gosta de sacanagem.
    Neto S.
    Neto S.

    Segui-los 13445 seguidores Ler as 773 críticas deles

    1,5
    Enviada em 12 de fevereiro de 2014
    Elizabeth Halsey (Cameron Diaz) trabalha como professora, mas não vê a hora de deixar a função. Seus planos vão por água abaixo quando seu noivo termina o relacionamento, acusando-a de gastar demais. Como resultado, ela é obrigada a voltar à escola em que trabalhava para um novo ano letivo. Elizabeth não está interessada em ensinar os alunos e pouco se importa com as tentativas de integrar os professores capitaneada pelo diretor Wally (John Michael Higgins) e a professora Amy (Lucy Punch). Ela sonha em encontrar um homem que a sustente e, para tanto, decide fazer uma operação para aumentar os seios, por acreditar que, desta forma, será mais atraente. Sem dinheiro, ela começa a dar pequenos golpes envolvendo alunos e professores, para que possa atingir sua meta. Filme Ruim , Elenco Bom Mais Filme Sem Graça e Historia Fraca nao Recomendo Nota 1.5
    Khemerson M.
    Khemerson M.

    Segui-los 35 seguidores Ler as 74 críticas deles

    0,5
    Enviada em 14 de dezembro de 2014
    Professor Sem Classe é um daqueles filmes que, se você teve a infelicidade de perder nos cinemas, certamente vai alugar posteriormente e, ciente de seu "aguçado" senso crítico, vai achar uma obra-prima inovadora e verossímil, já que todas as piadas do filme lhe parecerão ousadas e bem construídas. Depois, cerca de um ano depois, quando este mesmo filme estiver sendo anunciado na TV aberta com uma frase do tipo “você não pode perder, pois essa professora vai tirar você do sério!”, você fará um esforço de memória e, por incrível que pareça, não se lembrará de ter visto em sua casa. E aí você vai se preparar pra assistir na televisão e, pasmem, tirar as mesmas conclusões de outrora! Mais aí você se pergunta: porque eu me esqueceria de um filme do qual julguei tão bem anteriormente? Eu até lhe responderia, mas aí a ironia perderia a graça! O fato é que Professora Sem Classe é um daqueles filmes cujos melhores momentos são bons porque mexem com nosso imaginário, afinal de contas, não há nada mais original do que trazer a protagonista em trajes provocantes enquanto lava carros para arrecadar alguns trocados (com direito a gorjeta do bolso da calça, humm…), deixando os marmanjos e os pré-adolescentes ali fascinados e embasbacados (confesso que senti falta do garotinho fascinado que deixa o sorvete derreter na mão!). Ou aquele onde a professora rival de Elisabeth (Emily Punch) entra no banheiro masculino, atrapalhando o pobre diretor de fazer o… Vocês sabem… Número 2! Ou a forma como o brilhante ator Justin Timberlake concebe seu personagem como um sujeito sensível e que tem uma experiência ao… Experimentar comidas exóticas. Ah, e ele não gosta de tubarões. “Destroem as famílias”, argumenta. E o diretor que tem uma queda por golfinhos? Hiláááaáário. Mas se você ainda não se convenceu do quanto Professora Sem Classe é bom, prestem atenção no personagem que se deixa seduzir por uma falsa repórter e depois é chantageado por ela com fotos comprometedores. O ator em questão é genial ao nível de Rob Schneider! Mas, nem mesmo esse filme é perfeito. Não gostei do Prof. Russell (Jason Segel). Que cara chato. Porque ele não deixa o Scott em paz, não vê que Scott é sensível demais pra perceber que é constantemente ridicularizado por causa de sua incompreendida sensibilidade? Seja como for, é um bom duelo entre ótimos atores. Sabem de uma coisa? Que filme bom. Boa direção, roteiro, interpretações que passam beeeeem longe do Framboesa de Ouro. Assistam, e não se arrependerão. Sejam como aquele personagem do filme que, ao ver o filho recitar um poema, pede a licença e, emocionado diz: “meu filho é um poeta, um gênio”. Aí, com lágrimas nos olhos, você vai caminhar para fora da sessão, parar, olhar para trás, e dizer em voz alta: “valeu cada centavo”.
    Pedro C.
    Pedro C.

    Segui-los 32 seguidores Ler as 73 críticas deles

    0,5
    Enviada em 14 de outubro de 2016
    Horroroso. Simplesmente. Além do péssimo exemplo moral. Vi uma vez e me arrependo até hoje do tempo perdido.
    Sidney  M.
    Sidney M.

    Segui-los 13429 seguidores Ler as 1 080 críticas deles

    1,0
    Enviada em 5 de agosto de 2014
    Professora sem classe é uma verdadeira comédia sem graça.
    Carlos Henrique S.
    Carlos Henrique S.

    Segui-los 4224 seguidores Ler as 777 críticas deles

    2,5
    Enviada em 1 de setembro de 2018
    Elizabeth Halsey é uma professora que não gosta da profissão e quando seu noivo rico se separa ele tem que voltar a trabalhar e procurar um homem que a sustente,pra isso ela decide colocar silicone pra ficar mais atraente,ela então decide aplicar golpes nos alunos e professores pra pagar o implante .Professora sem classe não é um filme pra fazer você rir e sim mais uma história de que um personagem inicia de uma maneira e termina de outra como uma lição de vida,aqui temos um roteiro que não funciona como uma comédia e é mais um desses filmes clichê e que desperdiça o talento da Cameron Diaz com uma historia fraca,clichê e sem graça,que até começa de forma legal mas que a partir da metade do segundo ato vai derrapando e ficando mais entediante e tem um desfecho mais previsível possível.A direção do Jake Kasdan é fraca e não tem uma consistência narrativa e sem contar na fraquíssima atuação do Justin Timberlake.
    Ronaldo B.
    Ronaldo B.

    Segui-los 198 seguidores Ler as 232 críticas deles

    3,5
    Enviada em 21 de setembro de 2012
    Muito bacana esse filme!!! Cameron mandou obvio muito bem, uma boa comédia.
    Jaqueline R.
    Jaqueline R.

    Segui-los 39 seguidores Ler as 9 críticas deles

    3,0
    Enviada em 23 de abril de 2015
    Não é totalmente ruim, mas o filme é fraco. Acho que a questão da Cameron e Justin terem sido um casal antes o filme influenciou na atuação dos dois, que ficou bem chatinha. Just ok.
    cinetenisverde
    cinetenisverde

    Segui-los 14993 seguidores Ler as 1 122 críticas deles

    2,0
    Enviada em 16 de janeiro de 2017
    Se me disessem que todo o roteiro de Professora sem Classe foi construído tendo apenas como argumento inicial a ideia da Cameron Diaz lavando carrões com um shorts minúsculo, eu acreditaria. O filme utiliza-se de personagens unidimensionais (incluindo a própria protagonista!) para narrar a história de uma caça-maridos (ricos, claro) que precisa voltar a lecionar (embora todo o dia apenas se limite a ligar uma TV para os alunos) enquanto ajunta dinheiro para colocar silicone em seus seios e assim se tornar mais atrativa no "mercado". Sim, com uma premissa dessa, não há muito o que esperar além da já citada cena da lavagem de carros.
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema
    Back to Top