Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    O Pai dos Meus Filhos
    O Pai dos Meus Filhos
    20 de janeiro de 2012 / 1h 50min / Drama
    Direção: Mia Hansen-Løve
    Elenco: Louis-Do de Lencquesaing, Chiara Caselli, Alice de Lencquesaing
    Nacionalidades França, Alemanha
    Usuários
    3,0 1 nota e 1 crítica
    notar :
    0.5
    1
    1.5
    2
    2.5
    3
    3.5
    4
    4.5
    5
    Vou ver

    Sinopse e detalhes

    Grégoire Canvel (Louis-Do de Lencquesaing) tem a vida que sempre quis: ama sua esposa Sylvia (Chiara Cavelli), tem três filhos e trabalha como produtor de filmes, sua grande paixão. Determinado e carismático, tudo aparenta dar certo para ele. A boa maré faz com que resolva se arriscar demais com sua produtora, realizando mais filmes do que pode dar conta. Como resultado, as ameaças de que sua vida pode naufragar se tornam realidade.

    Título original

    Le Père de mes enfants

    Distribuidor -
    Ver detalhes técnicos
    Ano de produção 2009
    Tipo de filme longa-metragem
    Curiosidades 3 curiosidades
    Orçamento 2 700 000 €
    Idiomas Francês
    Formato de produção -
    Cor Colorido
    Formato de áudio -
    Formato de projeção -
    Número Visa -
    Pela web

    Elenco

    Alice de Lencquesaing
    Personagem : Clémence Canvel
    Eric Elmosnino
    Personagem : Serge
    Ficha completa

    Crítica de usuários

    cinetenisverde
    cinetenisverde

    Segui-los 8710 seguidores Ler as 1 122 críticas deles

    3,0
    Enviada em 16 de janeiro de 2017
    A diretora-roteirista Mia Hansen-Løve consegue prender a atenção mesmo em um filme cujo assunto fica vago do começo ao fim. O mais irritante, contudo, em O Pai dos Meus Filhos, é a maneira covarde com que ele flerta com o nosso próprio sentido de narrativa.
    1 Crítica de usuários

    Fotos

    25 Fotos

    Curiosidades das filmagens

    Exibições

    Exibido no Festival do Rio 2009 e no Festival Varilux de Cinema Francês 2011.

    Voz conhecida

    Uma das primeiras vozes que se ouve em uma ligação telefônica é do cantor sueco Peter Von Poehl, vizinho, na vida real, do diretor do filme. Seu primeiro álbum solo "Going to Where the Tea-Trees Are" foi lançado em 2006.

    Prêmios

    FESTIVAL DE CANNES2009GanhouPrêmio Especial do Júri - Mostra Un Certain Regard

    Se você gosta desse filme, talvez você também goste de...

    Mais filmes similares

    Comentários

    Mostrar comentários
    Back to Top