Meu AdoroCinema
Os Muppets
Vídeos
Créditos
Críticas dos usuários
Críticas da imprensa
Críticas do AdoroCinema
Fotos
Filmes Online
Curiosidades
Bilheterias
Filmes similares
Notícias
Média
4,0
204 notas e 12 críticas
17% (2 críticas)
50% (6 críticas)
8% (1 crítica)
8% (1 crítica)
0% (0 crítica)
17% (2 críticas)

12 críticas do leitor

Fernando M.
Fernando M.

Segui-los 15 seguidores Ler as 49 críticas deles

4,0Muito bom
Enviada em 19/04/15

Sob a torrente de humor e dança, existe uma constatação amarga. Que ninguém mais se lembra dos Muppets. Essa é talvez a "triste realidade" que sustenta o filme do começo ao fim, como uma espécie de esqueleto narrativo. Sua trama é simples. Walter, um fanático pelos Muppets, é convidado pelo seu irmão Gary para visitar o Teatro Muppet e seus estúdios, em Los Angeles. Isso numa época em que Caco e sua turma nada mais eram que uma moda ultrapassada, assim como hoje. Tudo bem, o teatro está decadente, empoeirado, caindo aos pedaços. Os personagens se viram como podem, espalhados pelo mundo e pelo vento da própria sorte. Mas é um magnata do petróleo que entra em cena, vivido pelo ótimo ator Chris Cooper [de Beleza Americana, 1999, e O Patriota, 2000], que faz a história dar uma reviravolta impressionante. É claro que a turminha de bonecos criada pelo genial manipulador de marionetes norte-americano Jim Henson (1936-1990) não está tão esquecida assim, como sugere o longa. Mas é incrível ver como a história conduz os personagens a rirem do próprio ostracismo, a rirem até de uma suposta incapacidade de fazerem mais parte da atualidade. O filme poderia muito bem cair numa espécie de lugar-comum nostálgico, lamuriento e chato, porém isso não ocorre. O velho e irretocável humor pastelão está lá, o romance fofo e kitsch entre o sapo Caco (ou Kermit, na versão americana) e a porquinha Piggy continua impagável. Enfim, tudo aquilo que fez da criação de Henson tornar-se num tipo de paródia do estilo televisivo dos EUA e do brilho purpurinado das estrelas hollywoodianas continua pungente e único, apesar dos anos. Essa é a "pegada" que torna o filme extremamente interessante. O exagero é utilizado do começo ao fim como uma componente extra de recurso de linguagem. As coreografias dão uma atmosfera retrô, de filme Disney dos anos 80 ou até mesmo de clássico MGM da década de 50. A graça do filme é justamente esse tom "datado". O mantra exaustivamente repetido "esqueceram da gente" é a mola propulsora do enredo, que faz os Muppets voltarem à cena, varrendo o esquecimento e trazendo toda e mesmíssima poética que o consagraram no final dos anos 70 até hoje. Em outras palavras, o ponto forte do filme é esse proposital "anacronismo". Em um mundo onde estilos consagrados sofrem as mais inusitadas concessões para garantir a sobrevivência, Os Muppets parecem ironizar isso de modo velado e sutil. A moda hoje é filmes com muitos efeitos especiais? Homens explodindo? Vampiros que brilham e falam coisas fofas? Bruxos urbanos? Pois bem. Os Muppets aparecem sem muitos retoques. O que a câmera foca é um boneco de pano manipulado por pessoas, sem brincadeiras exóticas de luz, nem truques de computação gráfica. Estamos acostumados a ver as coisas se descaracterizando, tendo por desculpa esses estranhos ventos da modernidade. Os desenhos engolindo cada vez mais a linguagem ágil dos videogames; os épicos cada vez mais se diluindo numa amálgama pop. Mas veja a proposta a bem dizer "conservadora" do filme. As piadas ingênuas alimentadas pela verve hiperbólica característica do mundo inventado por Henson fazem do filme um corpo estranho ao momento cinematográfico que vivemos hoje, em linhas gerais. Mas será isso importante? Para mim? Para você? É indiscutível que os bonecos roubam a cena, ainda que por instantes. Para os cinéfilos mais razoáveis, os Muppets envelheceram bem. Para os apaixonados, assim como o Walter, o mundo mágico dos bonequinhos de pano é sem idade, é eterna. E que, diante das mudanças de modas cinematográficas ditadas pelas leis de mercado, Caco surge com uma ambição "reacionária": é rindo do próprio ostracismo que os Muppets provam que ainda confiam no próprio taco.

http://cafeseblablablas.blogspot.com.br/2011/12/os-muppets-2011.html

Anna Luisa S.
Anna Luisa S.

Segui-los 3 seguidores Ler as 7 críticas deles

2,5Regular
Enviada em 22/11/13

[spoiler][/spoiler] ruim muito ruim , chato muito chato , musical ate de mais acho que so criancinha vai amar esse filme .

Alvaro S.
Alvaro S.

Segui-los 37 seguidores Ler as 339 críticas deles

4,0Muito bom
Enviada em 06/03/16

Sem medo de rir de si mesmo e de ser contemplativo, Os Muppets é um filme sincero. Sincero com seus personagens e com o espectador. Em seu retorno a tela grande, Os Muppets foram esquecidos pela maioria dos seus fãs e hoje em dia programas apelativos são os vistos pela criançada. Mas não para o boneco Walter, fã incondicional do show. Ele, seu irmão Gary (Jason Segal) e a namorada deste, Mary (Amy Adams), numa viagem para Los Angeles, vão visitar o Museu dos Muppets e acabam descobrindo que ele será demolido. Para que isso não aconteça eles vão atrás do sapo Caco e o convence a reunir a turma para evitar que isso aconteça. Foi uma delícia rever os personagens, Miss Piggy, Gonzo, Animal, Fozzie... O filme é um entretenimento familiar acima da média, que encanta tanto os adultos como uma nova geração, com nostalgia, originalidade, sem piadas apelativas e sem nunca parecer datado. Tudo isso com um sorriso sincero no rosto. Curiosidade. Ganhou o Oscar de Melhor Canção. Nota do público: 7.2 (IMDB) Nota dos críticos: 96%(Rotten Tomatoes) Bilheterias EUA - $88 milhões Mundo - $165 milhões Acesse o blog 365filmesem365dias.com.br para ler sobre outros filmes.

https://365filmesem365dias.com.br/2016/03/06/250-os-muppets-2011/

jhonnytavares1 ..
jhonnytavares1 ..

Segui-los 0 seguidor Ler as 37 críticas deles

5,0Obra-prima
Enviada em 02/01/16

Muito bom... muito bem feito... pra quem é do tempo dos Muppets ver é nostálgico... pra quem não conhecia não tem como não gostar...

Sabrina C.
Sabrina C.

Segui-los 0 seguidor Ler a crítica deles

0,5Horrível
Enviada em 23/11/15

O pior filme do mundoooo (chato, horrível, bobo, idiota)

Victor N.
Victor N.

Segui-los 7 seguidores Ler as 103 críticas deles

4,0Muito bom
Enviada em 07/06/13

Filme recomendável para todas as idades, principalmente para os fans dos Muppets.

Senhor Ivan
Senhor Ivan

Segui-los 448 seguidores Ler as 2 820 críticas deles

0,5Horrível
Enviada em 30/01/13

-Uma das piores adaptações do ano todo. -Cansativo e deprimente...Amy Adams sujeita a uma grande bobagem,nem ela sequer salva todo o filme com sua capacidade de atuar direito. -Estragaram tudo...

Danilo Miranda
Danilo Miranda

Segui-los 1 seguidor Ler as 57 críticas deles

3,5Bom
Enviada em 24/01/13

Só me resta dizer... Mahna mahna (ba dee bedebe) mahna mahna (ba debe dee) mahna mahna (ba dee bedebe badebe badebe dee dee de-de de-de-de)

Fê Sanches
Fê Sanches

Segui-los 1 seguidor Ler as 256 críticas deles

4,5Ótimo
Enviada em 26/12/11

Muito bom.Impossível não bater uma nostalgia para quem assiste,principalmente quem pegou o auge dos Muppets,achei interessante o filme ir resgatando um a um dos integrantes,para quem não conhece é uma forma de apresentação(a geração mais nova não sabe nem quem são eles),com muitas e boas canções,o filme é claramente uma tentativa de tirar os muppets do ostracismo,e na minha opinião,consegue alcançar o resultado esperado,dá até vontade de assistir o desenho de novo..rs..Vale a pena ver.

cpmartinelli
cpmartinelli

Segui-los 0 seguidor Ler as 2 críticas deles

4,0Muito bom
Enviada em 15/12/11

...Amigos o filme e super legal o que realmente deixa a desejar e a dublagem, mas vale cada segundo . Os Muppets são magicos e essa magia nos faz muita falta, não percam e um filme para crianças de 8 a 80. é filme prá ver e rever.

Quer ver mais críticas?
  • As últimas críticas do AdoroCinema
Back to Top