Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Interestelar
    Média
    4,6
    6994 notas e 1033 críticas
    distribuição de 1033 críticas por nota
    549 críticas
    303 críticas
    113 críticas
    41 críticas
    16 críticas
    11 críticas
    Você assistiu Interestelar ?

    1033 críticas do leitor

    Marco P.
    Marco P.

    Segui-los 23 seguidores Ler a crítica deles

    5,0
    Enviada em 6 de novembro de 2014
    Filmaço E S P E T A C U L A R. Uma obra prima para o futuro com certeza. Um elenco de primeiríssima com atuações magistrais. Ficção Cientifica com um drama muito bem contado. Roteiro bem construído. Por enquanto, o único filme da safra 2014 sério candidato a muitos prêmios.
    Mikael Avner C.
    Mikael Avner C.

    Segui-los 29 seguidores Ler as 3 críticas deles

    5,0
    Enviada em 9 de novembro de 2014
    Nunca fomos tão longe... Foi o que a personagem de Anne Hathaway, Dr Brand, disse em um determinado momento do filme, e eu tenho que concordar. Cinematograficamente, Nolan nunca havia ido tão longe. Há exatamente um ano, eu me deparei com um pequeno teaser. No tal vídeo, víamos Matthew Mcconaughey dirigindo uma pick-up, com lágrimas nos olhos, falando sobre o pioneirismo do homem. Algumas imagens de um milharal, e um foguete subindo aos céus sendo observado por uma criança. No começo do vídeo lemos apenas: "De Christopher Nolan" e no final em letras simples o nome do filme: "Interestelar". Na época eu sabia que este seria o melhor filme de 2014. Cheguei a postar no fecebook que já tinham me convencido com "Christopher Nolan". Não preciso nem dizer que Nolan é o meu diretor favorito, e, assistir a este filme foi algo pessoal, como se estivesse assistindo algo meu, ou de meu irmão. Por isso não terei nenhuma crítica, o filme é, por falta de uma palavra melhor, perfeito. Um ano depois, vários outros trailers, o dia finalmente chegou. Fui ao cinema com minhas expectativas no espaço (trocadilho infame), e elas foram atendidas. O filme começa em um futuro desconhecido, que pode ser daqui a cinquenta anos ou daqui a cento e cinquenta anos, isso não importa. O que importa é que o mundo está morrendo. O ser humano já não consegue mais produzir toda a comida que sua população demanda, na verdade, um dos únicos vegetais que ainda não foi extinto pelas pragas é o milho. A profissão da geração é de fazendeiro, "o mundo não precisa mais de engenheiros". Cooper, representado magnificamente por Matthew Mcconaughey, vive um ex-piloto/engenheiro, que deve se adaptar a esta nova realidade. Pai de dois filhos, deve pensar na sobrevivência deles. Na primeira parte do filme somos apresentados a este mundo e a esta família, para entendermos a dinâmica, principalmente da relação pai e filha. Muitos reclamam da duração do filme, de quase três horas, mas fica evidente que esta primeira parte é essencial para o público se conectar com os personagens. Resultando em um "reencontro" emocionante na metade do filme. A única forma de salvar a raça humana é fugindo do planeta. Descobrimos então, junto com Cooper, o plano desta viagem interestelar para encontrar um planeta habitável para o homem. É quando entramos nesta odisséia no espaço (não, não assisti 2001 - Uma Odisséia no Espaço e não sei se as comparações são válidas). O filme fica um pouco mais tenso, e visualmente deslumbrante, tudo aquilo que o espectador quer ver, principalmente depois de Gravidade. O próprio Nolan diz que Interestelar é um filme sobre o amor disfarçado de ficção científica. De fato a história é muito bem contada e lida com temas universais como o abandono, o medo, a sensação de impotência e, é claro, o amor. Visto que Cooper tem que deixar sua família para trás e sair nesta viagem com passagem só de ida. A trilha sonora é intrigante e muito bem apropriada. Hans Zimmer faz um trabalho impressionante com este filme. A fotografia é maravilhosa, e mostra um universo palpável e acreditável. O roteiro é seguro também, embasado em teorias reais, nos faz acreditar que aquilo que está sendo mostrado poderia acontecer por mais irreal ou surreal que pareça ser. Aconselho a quem for assistir, que o faça de mente aberta, afinal, no cinema tudo é possível. O elenco está fantástico, algumas figurinhas repetidas (o que não é nem um pouco ruim), Michael Cain e Anne Hathaway trazem performances deslumbrantes, Matthew Mcconaghey assume o protagonismo da história, Mackenzie Foy não se intimida pela grandeza do filme, mas a melhor atuação, para mim, é a da sempre boa Jessica Chastain. Com pequenas, mas importantes, reviravoltas, Interestelar consegue realizar minha profecia e vira o melhor filme de 2014, e o melhor filme que assisti no cinema desde A Origem. Mas minha opinião está longe de ser parcial, visto que ambos são produções de Nolan. De qualquer forma vale a pena assistir. Independente de sua preferência, Interestelar irá te fazer pensar, afinal, não é isso que nos faz humanos?
    Diego C.
    Diego C.

    Segui-los 12 seguidores Ler a crítica deles

    5,0
    Enviada em 7 de novembro de 2014
    O filme basicamente transmite toda a sensação de uma viagem interstellar. Grandioso na parte do portal incrível me senti no filme naquela cena. Além dos bons atores, do conteúdo incrível, o filme e bastante emocionante em relação ao laço familiar corresponde a uma realidade de qualquer ser humano normal. Interestellar é um filme que me impressionou bastante não só na questão de efeitos, mais na magia que ele soube transmitir na questão da astronomia, pra quem se identifica com o espaço assim como eu, vai achar impressionante a dimensão que esse filme leva você! Além das teorias geniosas, e que passam uma grande verdade para nós telespectadores, que nos intriga a enxergar aquilo como uma definição futura para nós seres humanos, Emocionante inovador em relação a idéias, fantástico em efeitos, e muito excelente para o tempo de filme com uma boa definição de começo, meio e fim! Estou totalmente Impressionado com toda equipe deste filme lançado aqui no Brasil na quinta-feira dia 6 de novembro, e ter sentado naquela sala de cinema e ter tido a vontade de aplaudir todo esse trabalho de pé. Parabenizo a todos que fizeram parte desse elenco, história, dramaturgia, que leve a vocês muitos bons frutos, pelo nível de profissionalismo em todas as partes que vocês fizeram juntos como equipe. Interestellar é um filme que pode mexer com gerações e gerações e não apenas com nosso século então fiquei intrigado, e muito agradecido e satisfeito com essa ficção. Diego Couto.
    Lucas S.
    Lucas S.

    Segui-los 27 seguidores Ler a crítica deles

    5,0
    Enviada em 7 de novembro de 2014
    Nas primeiras cenas de Interstellar, já ficamos sabendo que se algo pode acontecer,vai acontecer, pois as possibilidades são infinitas, com uma costura que nos leva do pó as estrelas, do medo a coragem e do amor ao infinito e além, o publico é brindado com mais uma obra do visionario Diretor Christopher Nolan, que nos transborda tanto de informações físicas e concretas, quanto espirituais e transcendentes, deixando-nos livre em nossa leitura, a partir das próprias experiências humanas de cada um.
    Jonas Furtado Bittencourt
    Jonas Furtado Bittencourt

    Segui-los 1371 seguidores Ler as 549 críticas deles

    3,0
    Enviada em 25 de outubro de 2019
    O filme mais ambicioso de Nolan, talvez por isso mesmo o mais equivocado. O roteiro é alto expositivo demais e tem mais furos que um queijo suíço, além do fato de você não conseguir se importar muito com o drama do personagem principal, apesar da forçação de barra sentimentaloide. O filme tenta fazer um comentário muito óbvio sobre o impacto do tempo nas pessoas, que nunca é ressonante. Apesar de problemático, Interestelar é um triunfo visual e técnico, sem dúvidas um dos filmes mais belos que já vi, e ainda apresenta uma perspectiva interessante sobre os buracos negros. NOTA : 5.5 / 10
    Alvaro Triano
    Alvaro Triano

    Segui-los 60 seguidores Ler as 91 críticas deles

    5,0
    Enviada em 7 de novembro de 2014
    Christopher Nolan (Trilogia Batman e A Origem) cria seu próprio enigmático e complexo "2001 - Uma Odisseia no Espaço" de forma maestral, colossal e niilista. O diretor Anglo-americano é conhecido do público pelos seus "geniais" trabalhos cinematográficos, não é difícil lembrar do alinear "Amnésia" ou o arrebatador "Batman - O Cavaleiro das Trevas" ou até mesmo a Matrix dos sonhos "A Origem", que fizeram de Nolan o diretor mais badalado e mais cobiçado de Hollywood (Warner). O roteiro de Jonathan Nolan sofreu algumas alterações para se enquadrar na perspectiva subversiva de Christopher Nolan, daí sua cooperação como co-roteirista. Seu novo longa se passa em um futuro próximo e incerto, onde a civilização voltou a sua base agrícola, cultivando o milho para sua subsistência. Os tempos são de escassez natural acompanhados de manifestações apocalípticas como tempestades de areia. O engenheiro e ex-piloto da Nasa, Cooper (Matthew McConaughey) é um dos melhores agricultores e vive na fazenda com sua filha Murph - da Lei de Murph (Mackenzie Foy) e (Jessica Chastain), seu sogro, Donald (John Lithgow) e o filho Tom (Timothee Chalamet) e (Casey Affleck). Por um capricho do destino (ou talvez não) descobre um campo gravitacional no quarto de sua filha que o leva a uma base secreta da Nasa, onde encontra o professor Brand (Michael Caine) e sua filha, a Dra. Brand (Anne Hathaway), ambos possui um plano emergencial para a salvação da vida na Terra, mas para isso precisam de Cooper. A premissa do filme pode parecer simplória ou batida, mas dentro do universo de Nolan toma uma proporção mais realista e absurdamente crível, já que, os recursos naturais não são eternos, e um fenômeno como este já aconteceu em 1930 no coração dos EUA. O diretor é perfeccionista e sempre busca argumentar seus trabalhos dentro de uma linha de raciocínio plausível, não é a toa que saindo da terra agrícola (simples), nos deparamos com o grandiloquente e misterioso espaço (complexo), onde Nolan, não apenas satisfeito em contemplar, busca tornar real sua viagem, passando pela "Teoria da Relatividade" de Einstein até os estudos do físico Kip Thorne, uma das mentes mais respeitadas da física gravitacional. Para que a viagem de Cooper e sua equipe se torne algo possível dentro da narrativa, se faz necessário a existência de "Buracos de Minhoca" (Isso! aqueles de Donnie Darko), conhecidos tecnicamente como Ponte de Einsten-Rosen, capaz de atravessar distâncias incalculáveis ao homem. Teoricamente, Interestelar é um filme que pode ser levado a sério dentro de bases científicas consolidadas, mesmo que as vezes venha a parecer lúdico demais (viagens e anomalias dimensionais), mesmo nesses momentos mais fantasiosos da trama, o diretor consegue engrandecer sua obra com a melhor projeção de um "Buraco-Negro" já visto no cinema. Com a ajuda de seu diretor de fotografia Hoyte Van Hoytema, Nolan consegue criar mundos inimagináveis na tela e na mente do público, que por sua vez vão se arrepiar com a tamanha fidelidade na composição, tá certo que a trilha do sempre fenomenal Hans Zimmer ajuda, assim como a equipe de Som comandada por Richard King. Chris Nolan é ambicioso ao conceber uma obra de tamanha significância filosófica, científica e emocional (sim, emocional!), a cena de Cooper vendo os vídeos de seu filho é de extremo sentimentalismo, pontos para McConaughey que é um excepcional ator. A grandiosidade do Longa muito se deve ao amor de Nolan pela Câmera IMAX, conhecida por ser grande é barulhenta, mas ao mesmo tempo proporciona uma experiência colossal ao filmar em 70mm com formato de 22m x 16m de projeção. Nolan é um exímio na arte do IMAX, tanto que ele mesmo diz que a usa como uma GoPro. Interestelar é um filme para se contemplar (dentro de 3 horas) e não para se comparar com os grandes clássicos como "2001- Uma Odisseia no Espaço" que continua sendo o elo intangível da ficção-científica até hoje (Graças a Kubrick), mesmo com as homenagens proporcionais que o diretor faz ao criar um robô explorador nos moldes do monólito de 2001 e com um temperamento semelhante ao HAL 9001. Interestelar é mais um filme épico de Nolan, que não pode ser visto apenas uma vez.
    Star Man R.
    Star Man R.

    Segui-los 5 seguidores Ler as 13 críticas deles

    5,0
    Enviada em 13 de novembro de 2014
    Com certeza o melhor filme deste ano ! Simplesmente incrível . Poucos filmes me conseguem deixar sem palavras. Atuação incrível de Matthew Mcconaughey , com uma direção espetacular . É graças a filmes como esse que nos faz ir ao cinema !!
    F. V. Fraga
    F. V. Fraga

    Segui-los 87 seguidores Ler as 64 críticas deles

    4,0
    Enviada em 10 de novembro de 2014
    Interestelar (2014) é o novo trabalho do diretor Christopher Nolan escrito em parceria com seu irmão Jonathan Nolan. O elenco principal trás Matthew McConaughey, Jessica Chastain, Anne Hathaway e Michael Caine. É uma ficção científico-filosófica bastante fundamentada nas teorias do físico Kip Thorne. A terra está com seus alimentos praticamente exauridos e com um estilo de vida digno do clássico Pergunte ao Pó. O personagem de McConaughey é um ex-astronauta, que é recrutado para explorar o espaço em busca de uma solução ao lado de outros cientistas, entre eles a personagem de Hathaway. Ao mesmo tempo acompanhamos o desenvolvimento de sua filha, interpretada por Chastain, tentando lidar com o abandono do pai e a vida difícil no planeta. A expectativa criada em torno do projeto dos irmão Nolan foi alta desde que foi lançado o primeiro trailer, principalmente por causa do prestígio conquistado com a trilogia Batman (2005 / 2012) e A Origem (2010). Entretanto se você for ao cinema esperando ver o novoGravidade (2013) ou ainda 2001: A Space Odyssey (1968), pode se decepcionar de alguma forma. Além disto, o longa-metragem tem uma duração um tanto extensa e exagera em suas explicações sobre viagens no tempo e espaço. Mas nada diminui a obra, pois para quem estiver à procura de uma ficção científica, com uma belíssima direção de arte, efeitos especiais e sonoros competentíssimos vai saber apreciá-lo imensamente. Se possível, assista em IMAX. Interstellar é o longa-metragem que mais vale o desembolso do ingresso em 2014. Não é o melhor filme do ano, mas com certeza é uma das melhores produções cinematográficas até agora, ao lado de Garota Exemplar e Boyhood, principalmente por causa de suas atuações. O longa-metragem mistura conceitos de filmes de viagem espacial, como os dois já citados anteriormente e outros como Contatos Imediatos de Terceiro Grau / Close Encounters of the Third Kind de 1977 e Contato / Contact de 1997 (que também tinha Matthew no elenco). Para quem gosta do gênero e é fã do diretor, a experiência visual na tela grande é imperdível, além de poder conferir o melhor trabalho dos Nolan até o momento. Apesar de ser um tanto cedo para especulações parece que Matthew McConaughey, que vem empilhando boas atuações como em Clube de Compras Dallas (2013) e True Detective(2014) já desponta para uma nova disputa no Oscar (The Academy), assim como Robert Downey Jr por O Juiz (2014 Nota: 8,0 (Excelente AO INFINITO E ALÉM!
    BECKSTON BUJACHER FILHO
    BECKSTON BUJACHER FILHO

    Segui-los 3 seguidores Ler a crítica deles

    4,0
    Enviada em 7 de novembro de 2014
    Os filmes de ficção dos anos 80 e 90 tinham ótimas ideias, uma boa realização, mas pecavam em uma parte primordial, o final. Sempre ficávamos frustrados porque eles nunca mostravam o que existia dentro da nave espacial, apenas um clarão. Ficávamos frustrados por nunca mostrarem o que tinha dentro de um buraco negro, apenas uma tela preta, ficávamos chateados porque, para os produtores/diretores, era mais chique deixar o público na expectativa com um final aberto, sem respostas. Em "Interestelar" essa regra foi quebrada e várias vezes. Sem revelar muito sobre a trama, posso apenas dizer que um grupo de pesquisadores da NASA, (sim aquela famosa agência espacial lá dos EUA) precisa viajar para uma outra galáxia, e para isso chamam "Cooper", um ex-piloto aposentado, e também engenheiro que trabalha atualmente como fazendeiro,e vive em um futuro não tão distante onde a população vivencia o colapso da falta de alimento causado por inúmeras pragas. O clima da Terra também está a ponto de causar doenças respiratórias incuráveis e a única saída da humanidade é procurar outro planeta para morar. Para poder embarcar no entanto, "Cooper" tem que deixar seus dois filhos na Terra, e o diretor Christopher Nolan explora muito bem a relação do fazendeiro com seus filhos – em especial com sua filha mais nova – fazendo o espectador implorar dentro de si para que o protagonista não vá na missão. Quem interpreta "Cooper" é o cada vez melhor Matthew McConaughey, e vamos concordar, esse foi o momento exato para o diretor Christopher Nolan escolher Matthew como protagonista. Vencedor do Oscar de Melhor Ator este ano por sua atuação arrasadora em "Clube de Compras Dallas", o ator quase venceu o Emmy também, por sua visceral interpretação na pela excelente série "True Detetive". Aqui, Matthew está mais uma vez excelente no papel. As belas e talentosas Anne Hathaway e Jessica Chastain também estão muito bem, mas em papéis de menor expressão no filme. O veterano Michael Caine emprega a competência de sempre, meio que repetindo o tom de seus personagens em "O Grande Truque", na trilogia "Batman" e "A Origem", todos dirigidos por Nolan. Casey Affleck também dá as caras no filme, em um personagem que poderia ser melhor explorado. Para terminar, o filme traz uma participação muito especial de um grande nome do cinemão americano, cuja identidade e papel é melhor não serem revelados. "Interestelar" é um excelente filme, porém há defeitos. O roteiro tenta explicar demais o que está acontecendo, diferente do roteiro de "A Origem" por exemplo, que deixa muito para o espectador adivinhar. A narrativa é por vezes cansativa, mas nada que deixe o filme abaixo da média. A trilha composta por Hans Zimmer é muito boa, porém é mais fraca em comparação com outras trilhas do maestro compostas para os filmes de Nolan. Para o lado positivo, os efeitos-especiais são excelentes. Não são apelativos, mas são tão inovadores quanto os de "Gravidade", por exemplo. A fotografia do filme é espetacular. Os enquadramentos são incrivelmente belos, e os movimentos de câmera dão muita adrenalina para a aventura espacial. A edição de som também é muito boa. O som é afiado, muito bem mixado e filtrado. "Interestelar" é mais um grande filme de Nolan, que impressiona tanto por sua história bem bolada, como por seus ótimos efeitos-visuais. O filme é dividido em duas partes, uma na Terra, aprofundando o personagem principal e sua família e outra no espaço, porém é surpreendente como as duas partes do filme se completam e de forma brilhante. O filme é longo (Quase 3 horas), detalhista em todos os sentidos, mostra o sofrimento com a falta de esperanças e também a incrível aventura no espaço. "Interestelar" possui um clima delicioso porque lembra muito os filmes de ficção de antigamente, até a parte da ficção científica propriamente dita, naves e equipamentos mostrados no filme, já foram usados ou narrados em outros filmes. O diretor não tentou ousar em mostrar nenhuma tecnologia futurística nova ou diferente, na verdade ele escolheu usar a coragem em outro foco e dar respostas nunca antes dadas. Se o público vai gostar ou não das respostas apresentadas isso já é outra historia, mas elas estão lá… bem detalhadas e explicadas na tela. Nenhum fã de ficção científica vai sair do cinema frustrado ou se sentido enganado, pensando nos vários finais alternativos que o filme poderia ter, posso afirmar que esse é um dos poucos filmes de ficção cientifica que realmente está finalizado (completo, inteiro), e se bobear corre o risco de a maioria dos cinéfilos gostar da resposta do diretor e aí sim o filme pode passar a entrar no hall de filmes de ficção favoritos da sua lista. Na minha ele já entrou. Falar mais sobre "Interestelar"é correr o risco de dar spoilers e estragar o filme, por isso não pesquisem muito sobre ele e tirem as suas próprias conclusões no cinema mais próximo de preferencia numa sala que tenha a tecnologia IMAX afinal Nolan filmou toda a produção com essa tecnologia o que na minha opinião já dispensa mais comentários em matéria de qualidade de som e imagem.. É diversão 100% garantida !!!
    João Humberto J.
    João Humberto J.

    Segui-los 1 seguidor Ler a crítica deles

    5,0
    Enviada em 9 de novembro de 2014
    ESPETACULAR!!!! Talvez ainda não tenhamos noção da importância desse filme por termos nascido e por vivermos em um mundo que acreditamos ser CARTESIANO. Estou impressionado com a forma como o filme foi escrito e dirigido. Quanto ao elenco não tem o que dizer. Sou professor de física a mais de vinte anos e até hoje nenhum filme me tocou e impressionou tanto. Assistam.
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema
    Back to Top