Meu AdoroCinema
Quanto Vale ou é por Quilo?
Média
3,8
47 notas e 6 críticas
17% (1 crítica)
17% (1 crítica)
17% (1 crítica)
50% (3 críticas)
0% (0 crítica)
0% (0 crítica)
Você assistiu Quanto Vale ou é por Quilo? ?

6 críticas do leitor

diegobritow
diegobritow

Segui-los 15 seguidores Ler as 5 críticas deles

4,5Ótimo
Enviada em 11/07/14

Sem dúvida esse filme é um tesouro nacional. Ainda que te faça sentir mais vergonha a cada minuto que passa, ele é um retrato fiel e sem ensaio da história de nossas vidas. Mexe bastante com o ser. Choca a forma inescrupulosa com que o sistema é usado a favor do próprio sistema. Diálogos riquíssimos em preconceitos e hedonismos fajutos, disfarçados num altruísmo sem limites. Vale cada minuto. Uma atenção à edição perfeita dessa obra.

SERGIO LUIZ DOS SANTOS PRIOR
SERGIO LUIZ DOS SANTOS PRIOR

Segui-los 38 seguidores Ler as 293 críticas deles

2,0Fraco
Enviada em 03/01/05

O diretor paranaense Sergio Luis Bianchi volta a empunhar artilharia pesada contra as instituições brasileiras que ao invés de diminuirem o hiato entre as camadas mais favorecidas e as menos favorecidas economicamente, acabam por amplificar a miséria. ONGs, políticos corruptos, pilantras de toda espécie, enfim, ninguém escapa dos tiros da metralhadora giratória sob o comando de Bianchi. De acordo com os dados da arrecadação das aproximadas 20.000 organizações não governamentais, num prazo de dois anos todos os moradores de rua poderiam receber um apartamento. A crítica corrosiva do diretor atinge as ONGs, que são caracterizadas como uma sub-espécie de serviço público, repletas de mamatas, ou seja, os mesmos vícios que o estado brasileiro carrega no seu ventre desde o início da colonização. A analogia entre a sociedade escravocrata do século XVIII e os tempos atuais é o recurso que Bianchi utiliza para evidenciar que nada mudou em termos sociais na história brasileira. A polarização entre os exploradores e explorados não se modificou no transcurso dos últimos cinco séculos. O filme é uma mistura de documentário com ficção, que faz uso de um humor negro, que, por sinal, não poupa o politicamente correto relacionado aos pobres e negros (a cena em que as crianças são escolhidas para um comercial de uma ONG, cujo percentual de 75% de meninos negros é exigida pelo diretor dessa organização). Não pensem que é uma visão leninista-trotskista. Até mesmo o pessoal da esquerda leva chumbo, fato que corrobora com o que vem acontecendo no seio de nosso poder legislativo, em Brasília. O trabalho de atores é o que menos importa. Portanto, os atores Herson Capri, Caco Ciocler, Myriam Pires, Lázaro Ramos, Joana Fomm e toda a molecada que aparece são meros coadjuvantes diante do roteiro que dinamita a hipocrisia institucionalizada em nosso país. E tudo com muito humor.

Atena Negra
Atena Negra

Segui-los 37 seguidores Ler as 253 críticas deles

3,5Bom
Enviada em 29/04/11

Gostei desse filme. É cru e realista, mostrando as coisas exatamente como são. Uma grande denúncia.

Rodolfo
Rodolfo

Segui-los 2 seguidores Ler as 19 críticas deles

2,0Fraco
Enviada em 05/01/05

Um filme que mostra muito bem a realidade em que vivemos no brasil e no mundo pois a corrupção esta ficando cada vez mais absurda aonde iremos parar desse jeito.

Jose Rodrigues R.
Jose Rodrigues R.

Segui-los Ler a crítica deles

2,5Regular
Enviada em 30/08/12

o que eu acho desse filme e que temos que nos preocupar sim mas nao gereralizar dessa meneira somos quem podemo ser vamos onde querermos chegar nao e bem assim nao parece que no Brasil tudo pode né assim não gente vamos valorizar mais o nosso pais [spoiler][/spoiler]

Marcos E.
Marcos E.

Segui-los Ler a crítica deles

5,0Obra-prima
Enviada em 28/03/18

Uma desabafo social, um tapa na cara de muitos que, infelizmente, vão se fazer de desentendidos. Para as pessoas socialmente conscientes do Brasil onde vivemos, isso é uma aula.

Quer ver mais críticas?
  • As últimas críticas do AdoroCinema
Back to Top